• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2015.tde-09102015-142726
Documento
Autor
Nome completo
Solange Chagas do Nascimento Munhoz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Marco, Valeria De (Presidente)
Hosiasson, Laura Janina
Martin, Ivan Rodrigues
Moraes, Marcos Antonio de
Vieira, Elisa Maria Amorim
Título em português
Bastidores de Papeles de Son Armadans: as correspondências. Cela e os exilados: Alberti, Aub, Castro e Emilio Prados
Palavras-chave em português
Alberti
Américo Castro
Aub
Cela
Correspondencia con el exilio
Emilio Prados
Papeles de son Armadans
Resumo em português
Esta tese propõe a análise das cartas trocadas entre Camilo José Cela e os escritores Rafael Alberti, Max Aub, Américo Castro e Emilio Prados, durante as décadas de 50 a 70, reunidas no livro Correspondencia con el exilio (2009). Nessas correspondências, que se configuram como território textual de sociabilidade, examinamos a articulação entre os carteadores para fazer circular as obras dos escritores exilados na Espanha franquista, seja na revista Papeles de Son Armadans seja na editora Alfaguara. O estudo demonstra, ainda, a relevância da interlocução para o projeto de Cela de evidenciar sua atuação como mediador cultural entre o exílio e a península.
Título em inglês
Backstages of Papeles de Son Armadans: the correspondences. Cela and the exiled: Alberti, Aub, Castro and Emilio Prados
Palavras-chave em inglês
Américo Castro
Aub and Albert
Cela
Correspondencia con el exilio
Emilio Prados
Papeles de Son Armadans
Resumo em inglês
This thesis aims to analyze the exchanged letters between Camilo José Cela and the writers Rafael Alberti, Max Aub, Américo Castro and Emilio Prados, during the decades of 50 to 70's, gathered in the book Correspondencia con el exilio (2009). In these correspondences, which configure themselves as a textual territorial of sociability, we examine the articulation between the correspondents in order to circulate the writers collected works exiled in franquist Spain, in both Papeles de Son Armadans magazine and Alfaguara publisher house. The study yet demonstrates the relevance of the interlocution for the Cela's project of evidence his performance as a cultural mediator between the exile and peninsula.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-10-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.