• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2010.tde-13102010-151208
Documento
Autor
Nome completo
Adriano Blattner Martinho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Werle, Marco Aurélio (Presidente)
Safatle, Vladimir Pinheiro
Videira Junior, Mario Rodrigues
Título em português
Os momentos literários da individualidade moderna na fenomenologia do espírito de Hegel
Palavras-chave em português
Fenomenologia do espírito
Hegel
Individualidade
Literatura
Resumo em português
Salientando asserções principais da Fenomenologia do Espírito sobre a categoria da individualidade, este estudo pretende avaliar o papel da literatura na compreensão da assim chamada efetivação da consciência-de-si racional através de si mesma. Na primeira parte, a grande obra de Hegel é apresentada como uma tentativa de destituir o estatuto transcendental da subjetividade na filosofia moderna. Na segunda, mostra-se como Hegel concebe, contra outras disciplinas em voga, a auto-criação humana da individualidade, baseado na experiência de três famosas personagens literárias: Fausto, Karl von Moor e Dom Quixote.
Título em inglês
The literary moments of modern individuality in Hegel's phenomenology of spirit
Palavras-chave em inglês
Hegel
Individuality
Literature
Phenomenology of spirit
Resumo em inglês
By highlighting major statements from the Phenomenology of Spirit on the individuality category, this inquiry intends to appreciate the role of literature in understanding the so-called realization of racional self-consciousness through itself. In the first part, Hegels great work is presented as an attempt to depose the transcendental status of subjectivity in modern philosophy. In the second one, its shown how, against other current disciplines, Hegel conceives the human self-creation of individuality, based on the experience of three famous literary characters: Faust, Karl von Moor and Don Quixote.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-10-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.