• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.48.2020.tde-29092020-162754
Documento
Autor
Nome completo
Marco Antonio Morgado da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Araújo, Ulisses Ferreira de (Presidente)
Caetano, Luciana Maria
Fonseca, Viviane Potenza Guimarães Pinheiro
Souza, Leonardo Lemos de
Vilarrasa, Genoveva Sastre
Título em português
Integração de valores morais às representações de si de adolescentes
Palavras-chave em português
Self moral; Identidade moral; Representação de si; Teoria dos modelos; Organizadores do Pensamento
Resumo em português
O presente estudo teve como objetivo central investigar a dinâmica de conservações e mudanças na integração de valores morais às representações de si de adolescentes, no que concerne aos tipos de valores morais, a suas formas de integração e à centralidade com que podem ser integrados. Diante da predominância de estudos com instrumentos fechados e análises estatísticas com corte transversal no campo de investigações sobre self moral e identidade moral, adotamos a abordagem qualitativa em corte longitudinal, visando explorar o funcionamento desse fenômeno psicológico de modo pormenorizado, desvelando seu dinamismo e complexidade. O quadro teórico que fundamenta essa pesquisa foi estruturado por três eixos: a construção psicossocial do self e da identidade; os modelos teóricos e pesquisas empíricas sobre a integração da moral ao self; e a Teoria dos Modelos Organizadores do Pensamento, referência teórico-metodológica adotada para a análise dos dados. Participaram da pesquisa 42 adolescentes, estudantes do 3o ano do Ensino Médio de uma escola particular de classe média alta, localizada na cidade de São Paulo. O instrumento de pesquisa consistiu em um protocolo composto por 10 questões dissertativas sobre representação de si. A coleta de dados foi realizada em duas fases, com um intervalo de 10 meses. Os resultados evidenciaram a diversidade e especificidade de tipos de valores morais e significações que cada sujeito pode integrar a sua representação de si. Revelaram, igualmente, as variadas formas pelas quais pode ocorrer essa integração, a saber: atributo da identidade, ação; juízo; evento autobiográfico; objetivo de vida; protótipo de conduta; ideologia política; sentimento; e projeto de sociedade. Da análise dos modelos organizadores elaborados pelos adolescentes extraímos quatro categorias de centralidade de valores morais na representação de si: identidade moral; integração central de valores morais; integração moderada de valores morais; e integração periférica de valores morais. Mediante a análise em profundidade de quatro casos representativos das referidas categorias foi possível destacar que as variações na centralidade de valores morais entre os participantes revelaram-se pelas diferenças na frequência com que foram abstraídos ao longo do protocolo, na elaboração cognitiva e afetiva de seus significados, na variedade de formas de integração e na conformação (ou não) de um sistema moral derivado das coordenações entre conteúdos morais e conteúdos pertencentes a outros domínios. No tocante às dinâmicas de conservação e mudanças na integração de valores morais aos modelos organizadores, identificamos que a centralidade com que valores morais são integrados à representação de si pode se conservar, aumentar ou diminuir em perspectiva longitudinal. A análise pormenorizada de três casos representativos dessas três dinâmicas, denotou que o sistema de valores integrados à representação de si, ainda que possa conservar sua organização geral e a maior parte de seus conteúdos, não é uma estrutura estática, mas um sistema dinâmico e aberto, que pode ser modificado em maior ou menor grau em decorrência das múltiplas interações que o sujeito estabelece com o meio e de mudanças cognitivo-afetivas.
Título em inglês
Integration of moral values into self-representation of adolescents
Palavras-chave em inglês
Moral self; Moral identity; Self-representation; Theory of organizing models of thought
Resumo em inglês
The present study aimed to investigate conservations and changes dynamics in the integration of moral values into adolescents self-representations, regarding the types of moral values, their form of integration and the centrality with which they can be integrated. Given the predominance of quantitative instruments and cross-sectional statistical analyses in the field of moral self and moral identity, we adopted the qualitative approach in longitudinal section, aiming to explore the functioning of this psychological phenomenon in detail, unveiling its dynamism and complexity. The theoretical framework that underlies this research was structured by three axes: the psychosocial construction of self and identity; theoretical models and empirical research on moral self; and the Theory of Organizing Models of Thought, a theoretical-methodological reference adopted for data analysis. Forty-two high school students from a private upper middle class school located in the city of São Paulo participated in the research. The research instrument consisted of a protocol composed of 10 opened questions about self-representation. Data collection was performed in two phases, with an interval of 10 months. The results showed the diversity and specificity of types of moral values and meanings that each subject can integrate in their self-representations. They also revealed the various ways in which this integration can occur, namely: identity attribute; actions; judgment; autobiographical event; purpose of life; prototype conduct; political ideology; feeling; and society project. From the analysis of the organizing models elaborated by the adolescents we extract four categories of centrality of moral values in the self-representations: moral identity; central integration of moral values; moderated integration of moral values; and peripheral integration of moral values. Through in-depth analysis of four representative cases of these categories it was possible to highlight that the variations in the centrality of moral values among participants were revealed by the differences in the frequency with which they were abstracted throughout the protocol, in the cognitive and affective elaboration of their meanings, in the variety of forms of integration and in the conformation (or not) of a moral system derived from the coordination between moral contents and contents belonging to other domains. Regarding the dynamics of conservation and changes in the integration of moral values into the organizing models, we have identified that the centrality with which moral values are integrated into self- representation can be conserved, increased or decreased in a longitudinal perspective. The detailed analysis of three representative cases of these dynamics has shown that the value system integrated into self-representation while retaining its general organization and most of its contents, is not a static structure but a dynamic and open system, which can be modified to a greater or less extend due to the multiple interactions that the subject establishes with the environment and cognitive-affective changes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-11-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.