• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Livre Docencia
Documento
Autor
Nome completo
Sérgio Kannebley Júnior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2005
Banca examinadora
Martone, Celso Luiz (Presidente)
Carmo, Heron Carlos Esvael do
Rocha, Fabiana Fontes
Suzigan, Wilson
Toneto Junior, Rudinei
Título em português
Hysteresis nas exportações industrializadas brasileiras: uma análise empírica.
Palavras-chave em português
Econometria
Exportações
Hysteresis
Resumo em português
Esta pesquisa produziu novas evidências sobre a relação entre a política cambial e as exportações de produtos industrializados. A resposta defasada e assimétrica das exportações às variações da taxa de câmbio observada no período recente motivou a análise dessa relação. Sob o ponto de vista do argumento teórico de hysteresis no comércio internacional, este trabalho se propôs a testar essa hipótese por meio de duas metodologias econométricas distintas. Estimativas com dados em painel, a partir da conjunção das bases de dados da SECEX (Secretaria de Estudo do Comércio Exterior) e da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) para as empresas industriais paulistas no período de 1990 a 1997, demonstraram a existência de existência hysteresis em nível de empresa. Em complementariedade à análise com dados em painel, foram conduzidos testes para a hipótese de existência de hysteresis nas exportações brasileiras de produtos industrializados por meio de uma análise em séries de tempo. Dentre dezesseis setores industriais analisados, foi detectada, em nove deles, alguma forma de não-lineariedade nos resíduos dessas equações de longo prazo de oferta ou demanda. Essas não-lineariedades representam respostas assimétricas e/ou descontínuas das exportações a diferentes medidas representativas para a taxa real de câmbio, além de variações do produto doméstico ou da demanda internacional.
Título em inglês
Hysteresis in Brazilian industrialized exports: an empirical analysis
Palavras-chave em inglês
Econometrics
Exports
Hysteresis
Resumo em inglês
This research produced some new evidences about the relationship between currency exchange policy and the industrialized products exportation. The lagged and asymmetric reply of exports to the observed exchange rate changes in the recent period motivated the analysis. Under the theoretical argument of hysteresis in international trade, this study had been proposed to test this hypothesis using two distinct econometrical methodologies. Using the conjunction of the databases of SECEX (Secretaria de Estudo do Comércio Exterior) and RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) for Sao Paulo industrial firms, between 1990 and 1997, the estimates with panel data had give evidence of hysteresis in firm level. Complementarily to this analysis, some tests about the hypothesis of existence of hysteresis in the Brazilian exportations of industrialized products were made using a time series analysis. Among sixteen industrial sectors analyzed, it was detected in nine of them some sort of non-linearity in the residues of these long-run supply or demand equations. These non-linearity sorts can be understood as some kind of asymmetric and/or discontinued responses of exports to different representative measures for the real exchange rate, beyond some variations in domestic product or the international demand.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
teseLDskj.pdf (1.04 Mbytes)
Data de Publicação
2007-07-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.