• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Livre Docencia
DOI
10.11606/T.47.2018.tde-20042018-122043
Documento
Autor
Nome completo
Jose Leon Crochik
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1999
Banca examinadora
Macedo, Lino de (Presidente)
Amaral, Ligia Assumpcao
Matos, Olgaria Chain Feres
Sandoval, Salvador Antonio Mireles
Warde, Miriam Jorge
Título em português
A ideologia da racionalidade tecnológica e a personalidade narcisista
Palavras-chave em português
Ideologia
Medidas da personalidade
Narcisismo
Personalidade
Psicologia educacional
Resumo em português
Este trabalho refletiu sobre a relação entre ideologia e personalidade, dando ênfase à que possa existir entre a ideologia da racionalidade tecnológica e as características narcisistas de personalidade. Essa relação foi pensada através dosescritos de alguns dos pensadores da Teoria Crítica da Sociedade, entre eles Theodor W. Adorno, Max Horkheimer, Herbert Marcuse e Jurgen Habermas, e à luz do pensamento freudiano. A ideologia que examinamos e os traços narcisistas dapersonalidade são apresentados pelos frankfurtianos, ao menos desde a década de 40, no trabalho realizado por Adorno e col. Sobre a personalidade autoritária e na Dialética do Esclarecimento, de Horkheimer e Adorno. Sem deixar de estar presentenos textos de Adorno das duas décadas seguintes, apareceram também nos escritos de Marcuse, quando esse passa a se utilizar dos conceitos freudianos para fazer a crítica à cultura. A ênfase na razão instrumental, na tecnologia, no pensamento ena linguagem operacionais, e a transfiguração da técnica de meio para um fim em si mesmo, compõem a ideologia da racionalidade tecnológica. O que ela auxilia a ocultar é a possibilidade da eliminação da miséria, possibilidade essa relacionada aoavanço da riqueza material e técnico da humanidade. A sua imagem de neutralidade dificulta a percepção das relações de produção capitalistas que aprisionam as forças produtivas. O narcisismo, em conformidade com a teoria psicanalítica, deve ser uma das possíveis bases psíquicas dessa ideologia, uma vez que retrata uma forma de relacionamento do indivíduo com a sociedade que tenta evitar qualquer conflito que coloque o ego em questão, e, assim, dificulta a percepção do sofrimentoexistente. Como a ideologia e a constituição da personalidade são produtos da sociedade, a questão da sobrevivência, da adaptação da espécie e do indivíduo está presente. Neste sentido, comparamos o personagem Narciso, tal como descrito porOvídeo, ) com o personagem Ulisses da Odisséia de Homero, para refletir a relação entre indivíduo e cultura, e concluímos que há indícios para supor que o narcisismo é mais próximo desse último. A astúcia, a frieza, a tentativa de fortalecero eu em detrimento dos outros que marcam Ulisses são mais adequados para a sobrevivência na sociedade administrada, do que as características de Narciso que recusava a reciprocidade da lei do equivalente. O objetivo da pesquisa empírica quedesenvolvemos foi o de verificar a relação entre características narcisistas de personalidade e a adesão à ideologia da racionalidade tecnológica. Para isso foram construídas escalas de tipo Likert para avaliar a adesão à ideologia daracionalidade tecnológica (escala 1) e as características narcisistas da personalidade (escala 2). Elas foram aplicadas a 144 estudantes de primeiro ano de Enfermagem e de Psicologia de uma Universidade de São Paulo. A precisão obtida pelo método das metades variou de 0,83 a 0,87 para a escala de 1 e de 0,78 a 0,89 para a escala 2; a precisão temporal da escala 1 foi de 0,90 e da escala 2 de 0,94, num intervalo de três semanas entre as duas aplicações. A validade foi testadaatravés da análise de itens e da correlação entre a escala deste estudo e a escala F, desenvolvida por Adorno e col., no seu estudo sobre a personalidade autoritária. A análise de itens mostrou que, para a escala 1, dos 46 itens, 40 podem serconsiderados adequados, segundo os critérios estabelecidos, e, para a escala 2, dos 42 itens, 40 são satisfatórios. As correlaçòes entre a escala 1 e a escala F variaram de 0,64 a 0,66 e as correlações entre a escala 2 e a escala F, de 0,56 a0,58, sendo que todas elas foram consideradas significantes ao nível de 0,01. As correlações entre os resultados obtidos na aplicação da Escala da Ideologia da Racionalidade Tecnológica e os resultados da Escala das CaracterísticasNarcisísticas, também ) significantes ao nível de 0,01, variaram de 0,45 a 0,55. Esses resultados mostram portanto, haver relação significante entre a adesão ou não à ideologia da racionalidade tecnológica e as características narcisistas da personalidade,ou seja, quanto maior a adesão àquela ideologia, maior é o número de características narcisistas e vice-versa. A percepção do mundo de forma sistemática, técnica, visando a eficiência e à perfeição de diversas esferas da realidade é, em certa medida, o contraponto do desvio da atenção por parte do indivíduo do mundo para si mesmo, possibilitando a hipótese de que a visão tecnológica da realidade auxilia a evitar a percepção do sofrimento existente, tal como o descreveu Freud emMal-estar na civilização. A técnica, e suas características, tomada como fim e não como prolongamento das capacidades humanas, isto é, como meio, permitiria se desconhecer que os objetos aos quais ela se aplica não se identificam com ela. Maisdo que isso, o apego a si mesmo e a quase ausência de afetos dirigidos aos outros se coadunam com a catexização da técnica, tal como Adorno alegou em Personalidade Autoritária a respeito do tipo descrito por ele como manipulador. Se esse autordizia que a tendência era a de que esse tipo fosse cada vez mais freqüente devido à racionalização técnica das diversas esferas da vida, os dados obtidos nesta pesquisa confirmam sua previsão. Mais do que isso, como a escala F, que mensuratendências sadomasoquistas de personalidade, correlacionou-se com a escala 1, podemos inferir que subjacente ao uso da técnica estão presentes pulsões destrutivas. Por fim, devemos ressaltar que devido: 1- à limitação de nossa amostra: sercomposta de alunos universitários das áreas de ciências humanas e biológicas; 2- às correlações obtidas, apesar de significantes, serem de magnitude medianas; e 3- a não termos utilizado técnicas que permitiriam aprofundar o sentido das ) respostas dos sujeitos, novos estudos devem ser realizados para confirmar os resultados encontrados nesta pesquisa
Título em inglês
not informed
Palavras-chave em inglês
not informed
Resumo em inglês
not informed
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Crochik_LD_1.pdf (4.17 Mbytes)
Crochik_LD_2.pdf (3.13 Mbytes)
Crochik_LD_3.pdf (3.04 Mbytes)
Crochik_LD_4.pdf (2.91 Mbytes)
Crochik_LD_5.pdf (4.17 Mbytes)
Data de Publicação
2018-04-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.