• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.96.2014.tde-11022015-110408
Documento
Autor
Nome completo
Lúcia Aparecida da Silva Borges
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Dirceu Tornavoi de (Presidente)
Spers, Eduardo Eugenio
Mendonça, Paulo Sergio Miranda
Moraes, Marcelo Botelho da Costa
Urdan, Andre Torres
Título em português
Antecedentes da intenção de compra de marcas próprias: um estudo comparativo entre categorias de alto e baixo risco percebido
Palavras-chave em português
Atitude
Imagem da loja
Imagem de marca própria
Intenção de compra
Marca própria
Modelagem por Equações Estruturais
Risco percebido
Smart PLS
Resumo em português
O objetivo deste estudo é investigar, de forma comparativa entre as categorias alimento e limpeza doméstica, os antecedentes da intenção do consumidor comprar marcas próprias, bem como analisar os efeitos da diferença nos níveis de risco percebido entre essas duas categorias de produtos na formação da intenção de compra. Para o alcance desse objetivo construiu-se um modelo com base em revisões da literatura sobre marcas próprias, bem como sobre risco percebido, imagem da loja, imagem da marca própria e atitudes, construtos identificados como os principais preditores da intenção de compra. O marco teórico permitiu a construção de hipóteses acerca dos principais relacionamentos existentes entre esses construtos no contexto de marcas próprias. A seguir foi realizada uma pesquisa empírica com o objetivo de testar tais hipóteses, utilizando um questionário auto-administrado elaborado com escalas já validadas na literatura. Esse levantamento de campo (survey) coletou opiniões de uma amostra não probabilística de 1.938 clientes de supermercados, composta por pessoas de ambos os gêneros e provenientes de 26 Estados do Brasil e do Distrito Federal, com predominância do Estado de São Paulo. Os resultados obtidos por meio de modelagem de equações estruturais utilizando a ferramenta Smart PLS demonstram que há relacionamentos significativos entre o risco percebido e a imagem da marca própria; entre a imagem da loja e imagem da marca própria; entre a imagem da marca própria e a atitude; e entre a atitude e a intenção de compra, validando as hipóteses de trabalho. O estudo também conclui que o risco percebido e a imagem da loja são fortes preditores da imagem da marca própria e da atitude a qual, por sua vez, é uma forte preditora da intenção de compra. Por fim, os resultados sugerem que a imagem da loja exerce maior influência na imagem da marca própria quando se trata da categoria alimentos, identificada como de menor risco percebido. Já na categoria limpeza doméstica, a cadeia mais relevante de antecedentes à intenção de compra por parte dos consumidores passa pelas relações entre risco percebido, imagem da marca e atitude frente a marcas próprias. Essas conclusões sugerem diferenças de intensidade, senão em natureza, nas relações entre os antecedentes psicológicos à intenção de compra do consumidor quando são consideradas categorias que se diferenciam no risco percebido pelo cliente, contribuindo para uma melhor compreensão teórica do fenômeno e sugerindo implicações gerenciais na adoção de estratégias de marketing por parte dos varejistas detentores de marcas próprias.
Título em inglês
Antecedents of private brands purchase intention: a comparative study between high and low perceived risk product categories
Palavras-chave em inglês
attitude
Perceived risk
Private brand
Private brand image
Purchase intention
Smart PLS
Store image
Structural Equation Modeling
Resumo em inglês
This study aims to investigate the antecedents of consumer´s intention to purchase private brands and analyze the effects of different perceived risk levels in intention formation by comparing food and house cleaning product categories. To attain to such goal a model was developed based on literature reviews about private brands, as well as perceived risk, store image, brand image, and attitudes, constructs identified as the main predictors for purchase intention. The theoretical framework allowed the construction of hypotheses about the key relationships among the constructs in the context of private brands. A survey was then designed and executed in order to test the hypotheses. A self-administered questionnaire was build with validated scales found in marketing literature. The empirical study collected opinions from a non-probabilistic sample of 1,938 private brands supermarket shoppers, comprising persons of both genders and from all 26 Brazilian states and the Federal District, predominating residents in the state of São Paulo. Results obtained by Structural Equation Modeling using Smart PLS suggest there are significant relationships between perceived risk and private brand image; between store image and brand image; between private brand image and attitude; and between attitude and purchase intention, validating the proposed hypotheses. The study also concluded that perceived risk and store image are strong predictors for private brand image and attitude which, in turn, is a strong predictor for purchase intention. Finally, results suggest that store image has more influence on private brand image when food products are the focused category as consumers present lower perceived risk toward it. For house cleaning products, the most relevant antecedents for consumer´s purchase intention form a chain of relations from perceived risk, brand image and attitude towards private labels. These findings suggest differences in intensity, if not in nature, on the relations among consumer´s psychological antecedents for purchase intention when categories that differ on perceived risk are considered. Such findings contribute to a better theoretical understanding of the phenomenon and suggest managerial implications for marketing strategies to retailers who hold private brands.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-03-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.