• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.93.2018.tde-05122018-095812
Documento
Autor
Nome completo
Janaina Barros Silva Viana
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Silva, Dilma de Melo (Presidente)
Chiarelli, Domingos Tadeu
Moura, Maria Aparecida
Oliveira, Alecsandra Matias de
Santos, Renata Aparecida Felinto dos
Título em português
A invisível luz que projeta a sombra do agora: gênero, artefato e epistemologias na arte contemporânea brasileira de autoria negra
Palavras-chave em português
Arte brasileira contemporânea
Autoria negra
Epistemologias
Gênero e artefato
Resumo em português
Nesta pesquisa propõe-se o debate sobre aspectos da experimentação em artes visuais pautado no papel do autor e nos discursos traçados pelas relações de identidade e alteridade na arte contemporânea. O retorno à ideia do artista como autor e a individualização dos critérios artísticos ao longo do século XX e XXI tornam-se fundamentais para discutir visualidades em busca de redefinições a respeito das formas de protagonismos no cenário artístico como é o caso de produções associadas diretamente ao epíteto arte afro-brasileira, no sentido em que se refere a produções múltiplas em temas, linguagens, discursos e estratégias de leituras. Traça-se um breve panorama sobre uma cena de autoria negra e seus trânsitos em espaços institucionais nas últimas décadas. Além de apresentar um recorte que considera a leitura da própria pesquisa poética visual. Tem-se como interesse, refletir sobre a construção de epistemologias a partir do debate de gênero e artefato na arte contemporânea. Assim, destacam-se nesta discussão os trabalhos de Rosana Paulino, Sonia Gomes e Lidia Lisboa. O artefato aparece nesta escrita como performance e método: escrita contranarrativa, memória e gesto político. Apresenta a problemática nos lugares de fricção em relação às terminologias instauradas, às condutas poéticas e éticas na arte contemporânea e suas epistemologias. Qual a relevância em sinalizar a origem étnica de uma autoria numa dada forma poética dentro de um contexto histórico e político? Quais movimentos na confuguração de um discurso visual implicam na construção de uma leitura sobre gênero? Quais gestos operativos sinalizam essa condição? De qual maneira nós construímos os nossos olhares e nossas perspectivas nesta encruzilhada sobre a ideia de histórias pessoais e universalidades, microestruturas e macroestruturas? Quando estas autorias falam por si? Qual o lugar possível de legitimidade delas? Quais são as estratégias possíveis de reescritas de contranarrativas?
Título em inglês
The invisible art that projects the shadow of now: genre, artifact and epistemologies in the contemporary brazilian art of black authorship
Palavras-chave em inglês
Black authorship
Contemporary Brazilian art
Epistemologies
Genre and artifact
Resumo em inglês
In this research is proposed a discussion about aspects of experimentation in the visual arts based on the role of the author and in the discourses traced by the relations of identity and otherness in contemporary art. The return to the idea of the artist as na author and the individualization of the artistic criteria along the XX and XXI century become fundamental to discuss the visualities in search of redefinitions about the forms of prominences in the artistic scene as is the case of the productions associated directly to the epithet Afro-Brazilian art, referring to a multiple authorship and its transits in institutional spaces in the last decades is presented. Besides to presenting a clipping that considers the Reading of the own poetic visual research. We have as na interest, to reflect on the construction of epistemologies from the debate of genre and artifact in contemporary art. Thus, the work of Rosana Paulino, Sonia Gomes and Lidia Lisboa stands out in this discussion. The artifact appears in this writing as a performance and method: the counternarrative writing, memory and political motion. It presentes the problematic in the places of epistemologies. What is the relevance of signal the ethnic origino f na author in a certain poetic form within a historical and political contexto? Which movements in the configuration of a visual discourse imply in the construction of a Reading abourt genre? What operative gestures signal this condition? How do we constructo our views and our perspectives at this crossroads about the idea of personal histories and universals, microstructures and macro-structures? When do these authors speak for themselves? What is their possible place of legitimacy? What are the possible rewriting strategies of conter-narratives?
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-12-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.