• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.91.2008.tde-26092008-111138
Documento
Autor
Nome completo
Marcos Roberto Bellini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2008
Orientador
Banca examinadora
Berti Filho, Evoneo (Presidente)
Feres, Reinaldo Jose Fazzio
Moraes, Gilberto José de
Oliveira, Carlos Amadeu Leite de
Sa, Luiz Alexandre Nogueira de
Título em português
Manejo de Tetranychus urticae Koch (Acari: Tetranychidae) em plantas ornamentais
Palavras-chave em português
Ácaros Manejo
Controle biológico (Fitossanidade)
Plantas ornamentais.
Resumo em português
O cultivo de flores iniciou-se no Brasil como atividade econômica em maior escala a partir de 1960. Atualmente, cerca de 5.000 produtores dedicam-se à floricultura em todo país. O setor gera um faturamento estimado em U$ 400 milhões/ano. No varejo, o faturamento é estimado em U$ 1,3 bilhões/ano. Acredita-se que a floricultura brasileira gera atualmente entre 120 a 160 mil empregos, caso seja considerada toda a cadeia produtiva que envolve o campo, a distribuição, o comércio varejista e os segmentos de apoio. O ácaro rajado, Tetranychus urticae Koch, é uma das principais pragas em plantas ornamentais, com destaque para o cultivo de gérberas e roseiras. O uso excessivo de acaricidas para o controle desta praga tem trazido sérios problemas ao ambiente e à saúde humana. Diversos trabalhos têm mostrado o potencial dos ácaros predadores da família Phytoseiidae para o controle de T. urticae. Alguns parecem ser promissores no controle daquela praga, sendo Neoseiulus californicus (McGregor) um deles. No Brasil, não há nenhuma informação sobre o potencial deste predador em cultivos comerciais de gérberas e roseiras. O objetivo do presente trabalho foi: estabelecer estratégias de manejo de T. urticae em cultivos de gérberas e roseiras; estabelecer um sistema de criação massal de N. californicus; determinar o ciclo de vida de duas espécies de ácaros predadores que pudessem ser eventualmente utilizadas em futuros estudos ou estratégias de manejo de pragas daquelas culturas. Uma metodologia para estimar a densidade populacional de T. urticae sobre Canavalia ensiformis (L.) DC foi determinada (para sistemas de criação massal de ácaros predadores) através da contagem de T. urticae em 3 regiões de 1 cm2 cada (base, meio e ápice). A maior precisão na determinação do número total de ácaros na folha foi obtida através da estimativa dos ácaros na região basal e do somatório das 3 regiões [coeficiente de determinação (r2) = 0, 63 e 0,85, respectivamente]. O sistema de produção massal de N. californicus mostrou-se satisfatório. A partir de uma estrutura simples e com um custo relativamente baixo foi possível produzir até 300.000 ácaros predadores a cada 15 dias nos períodos mais quentes do ano. Em relação às tabelas de vida dos predadores estudados, Proprioseiopsis cannaensis (Muma) e Neoseiulus barkeri Hughes não completaram o desenvolvimento quando alimentados com Phyllocoptruta oleivora (Ashmead). Os valores de rm de P. cannaensis foram -0,05, -0,09 e 0,002 alimentado com Brevipalpus phoenicis (Geijskes), T. urticae e pólen de Typha angustifolia L, respectivamente. Os valores de rm de N. barkeri foram -0,03, 0,139 e 0,141, alimentado com B. phoenicis, T. urticae e pólen, respectivamente. N. barkeri parece ter potencial no controle de ácaros Tetranychidae, embora situações de campo devam ser testadas. Em relação às liberações de N. californicus em cultivos de gérberas e roseiras, os resultados foram altamente satisfatórios. Além de menor impacto ambiental, a utilização deste predador associada às aplicações de acaricidas seletivos mostrou-se uma alternativa eficiente e economicamente viável no controle de T. urticae.
Título em inglês
Management of Tetranychus urticae (Acari: Tetranychidae) on ornamental plants
Palavras-chave em inglês
Biological control
Neoseiulus californicus
Ornamental plants.
Pest management
Tetranychus urticae
Resumo em inglês
Flower growing on a large scale as an economic activity in Brazil started in 1960. Currently, approximately 5.000 farmers practice floriculture in the whole country. The sector generates an estimated income of U$ 400,000/year. Retail income is estimated at US$ 1.3 billions/year. It is currently believed that Brazilian flower industry generates between 120 and 160 thousand employment opportunities if all the productive chains are considered which involve field work, distribution, retail sales and support segments. The two spotted spider mite, Tetranychus urticae Koch, is one of the principal pests of ornamental plants and prominently attacking gerberas and roses. The excessive use of acaricides for the control of this pest poses serious problems on the environment and human health. Several studies have demonstrated the potential of predatory mites from the family Phytoseiidae in the control of T. urticae. Some of these predators seem to be promising for the control of this pest among them Neoseiulus californicus (McGregor). In Brazil, information about the potential of this predator in commercial crops of gerberas and roses is lacking. The objective of the current work was: establish management strategies of T. urticae in gerbera and rose flowers; establish a mass rearing system for N. californicus; determine the life cycle of the two predatory mite species that could be used in future studies or management strategies for pests on these crops. A method for estimating population density of T. urticae on Canavalia ensiformis (L.) DC was determined (for mass rearing system of predatory mites) through counting of T. urticae in 3 regions of 1 cm2 each (bottom, middle and apex). The highest precision in the determination of the total number of mites on leaves was obtained through mite estimates at the basal region and the summations of the 3 regions [coefficient of determination (r2) = 0. 63 and 0.85, respectively]. The mass production system of N. californicus was shown to be satisfactory. Starting with a simple structure and with a relatively low cost, it was possible to produce up to 300.000 predatory mites every 15 days during the hottest period of the year. In relation to the life tables of the studied predators, Proprioseiopsis cannaensis (Muma) and Neoseiulus barkeri Hughes did not complete their development when fed on Phyllocoptruta oleivora (Ashmead). The rm values of P. cannaensis were -0.05, -0.09 and 0.002 when fed on Brevipalpus phoenicis (Geijskes), T. urticae and pollen of Typha angustifolia L, respectively. The rm values of N. barkeri were -0.03, 0.139 and 0.141, when fed on B. phoenicis, T. urticae and pollen, respectively. N. barkeri seem to have potential for the control of tetranychid mites, however, field conditions should be tested. In relation to release of N. californicus in gerbera and rose flowers, the results were highly satisfactory. In addition to lower environmental impact, the use of this predator in combination with selective acaricides shows an efficient and economically viable alternative for the control of T. urticae.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Marcos_Bellini.pdf (2.18 Mbytes)
Data de Publicação
2008-09-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.