• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.91.2004.tde-20062005-170922
Documento
Autor
Nome completo
Daniel de Castro Victoria
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2004
Orientador
Banca examinadora
Ballester, Maria Victoria Ramos (Presidente)
Dias, Pedro Leite da Silva
Pereira, Antonio Roberto
Título em português
Estimativa da evapotranspiração da bacia do Ji-Paraná (RO) através de técnicas de sensoriamento remoto e geoprocessamento.
Palavras-chave em português
bacia hidrográfica
balanço hídrico
evapotranspiração
geoprocessamento
Ji-Paraná (RO)
sensioramento remoto
Sistema de informação geográfica
Resumo em português
O balanço hídrico para a bacia do Ji-Paraná (RO) nos anos de 1995 e 1996 foi modelado de modo simples, integrado a um Sistema de Informações Geográficas (SIG), utilizando como entrada, imagens de sensores remotos orbitais, dados climáticos (precipitação) e informações quanto à cobertura e o tipo de solo da bacia. Imagens diárias do sensor AVHRR foram utilizadas na geração de imagens compostas mensais de temperatura da bacia, as quais foram utilizadas na estimativa da evapotranspiração potencial mensal, através do método empírico de Thornthwaite. Estas, juntamente com mapas de precipitação interpolados a partir de postos pluviométricos, foram então utilizadas para se efetuar o balanço hídrico da bacia conforme Thornthwaite – Mather. Todo o sistema está inserido em um SIG, de forma que os resultados são espacialmente distribuídos. A evapotranspiração média da bacia foi de aproximadamente 3,2 mm dia-1. A máxima ocorreu nos meses de outubro (aproximadamente 4,2 mm dia-1), período onde se tem tanto energia e água disponível para a evapotranspiração. A mínima ocorreu no auge da estação seca, nos meses de julho e agosto (aproximadamente 1,7 mm dia-1). Esta sazonalidade indica que o modelo é fortemente influenciado pela disponibilidade hídrica. Os resultados obtidos com a modelagem foram comparados com o balanço de massa anual de 10 sub-bacias presentes na bacia do Ji-Paraná. O modelo aqui proposto sub estimou ligeiramente a evapotranspiração real (aprox 9 %), principalmente no período seco, apontando que a restrição hídrica exerce muita influência sobre os resultados. No entanto, um melhor ajuste da capacidade de armazenamento de água do solo (CAD) pode levar a melhores resultados.
Título em inglês
Water balance for the Ji-Paraná basin (RO) using remote sensing and gis.
Palavras-chave em inglês
evapotranspiration
geographic information system
geoprocessing
Ji-Paraná (RO)
remote sensing
water balance
watershed
Resumo em inglês
Water balance for the Ji-Paraná (RO) basin for 1995 and 1996 was done through a simple model, integrated into a Geographic Information System (GIS), using as input, remote sensing images, climatic data (precipitation), soils and land cover maps. Daily AVHRR images were used to obtain mean monthly temperature composites, which were converted to monthly potential evapotranspiration, using Thornthwaite’s empirical formulation. Along with precipitation maps, derived from the interpolation of rain gages, the water balance was obtained according to Thornthwaite – Mather approach. All modeling was done inside a GIS, allowing for the results to be spatially distributed. Mean evapotranspiration for the basin is approximately 3.2 mm day-1. Maximum evapotranspiration, close to 4.2 mm day-1, occurred in October, when there is sufficient water and available energy. Minimum evapotranspiration, approximately 1.7 mm day-1, occurred at the peak of the dry season, July and August. This indicates that the model is strongly influenced by water availability. The results obtained by the model were checked against annual water balances for 10 sub-basins in the Ji-Paraná basin. Evapotranspiration was sub-estimated by aprox. 9 %. However, a better adjustment of the water holding capacity (CAD) can lead to better results.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DanielVictoria.pdf (4.48 Mbytes)
Data de Publicação
2005-06-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.