• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.91.2018.tde-17072018-150417
Documento
Autor
Nome completo
Iara Fonseca de Sousa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2018
Orientador
Banca examinadora
Garavello, Maria Elisa de Paula Eduardo (Presidente)
Blanc, Julien
Cotrim, Décio Souza
Silva Junior, Roberto Donato da
Sorrentino, Marcos
Título em português
As experiências agroecológicas no Brasil e a construção de um novo paradigma de desenvolvimento rural
Palavras-chave em português
Agroecologia
Ecologia de saberes
Extensão rural
Transição de paradigma
Resumo em português
O objetivo desta pesquisa é analisar a relação das atuais experiências agroecológicas desenvolvidas no Brasil com a orientação para uma transição paradigmática de desenvolvimento rural. Buscou-se avaliar a aproximação destas experiências com a abordagem da Ecologia de Saberes, apresentada por Boaventura de Sousa Santos, onde se propõe o diálogo e o encontro entre a pluralidade epistemológica existente. À esta abordagem se atribui o potencial de transição paradigmática visto as diferentes cosmovisões e respectivas relações estabelecidas entre as sociedades e o ambiente, portanto, possivelmente distintas da racionalidade moderna ocidental onde o homem se vê separado da natureza e capaz de submetêla a seus valores e interesses. Os referenciais teóricos utilizados para ancorar esta análise baseiam-se nas ideias desenvolvidas por Thomas Kuhn sobre os processos de transição paradigmática e na abordagem teórica de Pierre Bourdieu através do conceito de praxiologia e a proposta de mediação entre o agente social e a sociedade. Como metodologia, utilizou-se da observação de campo e da aplicação de entrevistas semiestruturadas a atores sociais que atuam em distintas instituições e contextos. Aprofundou-se a análise com a realização de um estudo de caso na Unidade de Referência - Assentamento 17 de Abril, Restinga/SP, implantado pelo projeto Rede de Agroecologia Leste Paulista - Alta Mogiana do Edital Redes ECOFORTE. Na investigação, procurou-se analisar as concepções e modos de atuação sob a perspectiva agroecológica, identificando-se também os desafios e potencialidades atribuídos às experiências realizadas. A análise dos dados coletados permitiu constatar a relação dos fatores: histórico e perfil de atuação das instituições, formação e motivação dos profissionais, presença e participação dos movimentos sociais e tempo de convivência entre técnicos e comunidades, com o desenvolvimento de processos horizontais e dialógicos orientados para a construção coletiva da aprendizagem. Pôde-se concluir que nas instituições públicas de ATER, assim como nas de pesquisa e desenvolvimento, prevalecem atuações ancoradas sob o viés difusionista, com orientação para a transferência de conhecimentos e tecnologias consideradas mais sustentáveis, afastando-se, portanto, da proposta conferida à Ecologia de Saberes. Nas experiências desenvolvidas pelo terceiro setor e que atuam juntamente a movimentos e organizações sociais da agricultura familiar verificou-se uma orientação voltada para o encontro e diálogo entre a pluralidade epistemológica existente aproximando-se, portanto, dos elementos contidos na proposta da Ecologia de Saberes. Nestes casos, as experiências apresentam o potencial de transição paradigmática de desenvolvimento rural, uma vez que favorecem a emergência de distintas formas de compreensão da realidade e de organização socioprodutiva, notoriamente distintas das estratégias difundidas pelo paradigma moderno ocidental.
Título em inglês
The agroecological experiences in Brazil and the erection of a new rural development paradigm
Palavras-chave em inglês
Agroecology
Ecology of knowledge
Rural extension
Transition of paradigms
Resumo em inglês
The goal of this research is to analyze the relationship of the current agroecological experiences developed in Brazil with the orientation towards a paradigmatic transition of rural development. This study aimed to evaluate the approximation of these experiences to the approach of Ecology of Knowledge, presented by Boaventura de Sousa Santos, where the dialogue and the encounter between existing epistemological plurality are proposed. This approach is based on the paradigmatic transition potential given the different cosmosvisions and its respective relationships established between societies and the environment, therefore, possibly distinct from modern Western rationality where man sees himself separated from nature and capable of subjecting it to his values and interests. The theoretical references used to anchor this analyses are based on ideas developed by Thomas Kuhn on the paragmatic transition processes and the theory approach of Pierre Bourdieu thru the concept of praxiology and the proposal of mediation between the social agent and society. As methodology, it was used field observation and the application of semi-structured interviews to social actors who work in different institutions and contexts. The analysis was deepened with the accomplishment of a case study in the Reference Unit - Settlement Aprl 17th, Resting/SP, implemented by the East Paulista Agroecology Network project - Alta Mogiana from the public notice, ECOFORTE. In the research I sought to analyze the conceptions and modes of action from the agroecological perspective, also identifying the challenges and potentialities attributed to the experiences made. The analysis of the data collected allowed us to verify the relationship between the factors: history and performance profile of the institutions, training and motivation of the professionals, presence and participation of social movements and time of coexistence between technicians and communities, with the development of horizontal and dialogic oriented processes for the collective construction of learning. It could be concluded that ATER's public institutions, as well as those of research and development, are anchored under the diffusionist bias, with a view to the transfer of knowledge and technologies considered more sustainable, thus diverging from the proposal given to the Ecology of Knowledge. In the experiences developed by the third sector and which work together with the social movements and organizations of family agriculture, there has been an orientation directed towards the encounter and dialogue between the existing epistemological plurality, thus approaching the elements contained in the proposal of the Ecology of Knowledge. In these cases, the experiences present the potential of paradigmatic transition of rural development, since they favor the emergence of different forms of understanding of reality and socio-productive organization, notoriously different from the strategies spread by the western modern paradigm.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.