• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.91.2005.tde-15072005-145343
Documento
Autor
Nome completo
Renata Coelho Sartori
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2005
Orientador
Banca examinadora
Almeida Junior, Antonio Ribeiro de (Presidente)
Garavello, Maria Elisa de Paula Eduardo
Monteiro, Arlete Assumpção
Título em português
O pensamento ambiental sistêmico: uma análise da comunicação científica da ESALQ/USP.
Palavras-chave em português
comunicação científica
ESALQ
pensamento ambiental
pesquisa agrícola
Resumo em português
Durante o século XX sedimentou-se a percepção de que o conhecimento disciplinar fragmentado é incapaz de explicar e resolver a problemática ambiental. A partir disso, surgiu um grande desafio no campo da educação: um amplo e complexo processo de reorientação do conhecimento, das ideologias, dos paradigmas científicos e das práticas de pesquisa. As questões ambientais e sociais abriram o caminho para o pensamento sistêmico e também para métodos interdisciplinares de pesquisa, capazes de articular diferentes disciplinas com o intuito de compreender as múltiplas relações, causalidades e interdependências entre os processos naturais e sociais. É nessa perspectiva que se inscreve um novo paradigma concebido por Edgar Morin e denominado de pensamento complexo, que se origina no pensamento sistêmico. Este estudo analisou as publicações científicas “Scientia Agricola” (SA) e “Scientia Forestalis” (SF), bem como todas as teses de livre-docência desenvolvidas pela ESALQ/USP, no período de 1998 a 2002. A partir desse conjunto, utilizou-se para análise uma amostragem correspondente a 20%, sendo 136 artigos científicos da “SA”e “SF” e todas as 40 teses de livre-docência. Buscou-se conhecer as abordagens adotadas, as quais foram categorizadas sob dois aspectos: 1º) Caráter Interdisciplinar e 2º) Se estavam inseridas no novo paradigma (pensamento sistêmico, segundo Morin). Também foram analisadas as características estruturais e administrativas dos periódicos. Somente 6 artigos (4,4% da amostra) empregaram o pensamento sistêmico. Estes artigos também foram considerados interdisciplinares, sendo 1 artigo publicado na revista “SA” e 5 na revista “SF”. Apenas duas teses de livre-docência (5% do total) empregaram o pensamento sistêmico. Os resultados obtidos no estudo permitem concluir que os periódicos científicos “SA” e “SF” possuem prestígio e estão consolidados por suas periodicidades ininterruptas, corpos editoriais compostos por renomados profissionais. Estas publicações são importantes veículos de disseminação do conhecimento científico agrário e florestal. Entretanto, seguem linhas editoriais que não apresentam uma análise ambiental sistêmica ou complexa. Em geral, as pesquisas publicadas por ambos periódicos científicos e as teses de livre-docência, não possuem uma abordagem ambiental com bases conceituais integradas e interdisciplinares. Há uma forte tendência à fragmentação cartesiana e à separação entre o humano e o natural. Na produção científica da ESALQ analisada, a interdisciplinaridade e a idéia de complexidade são temas ainda ausentes e a pesquisa científica tem obstáculos epistemológicos, metodológicos e institucionais por enfrentar.
Título em inglês
The systemic environmental thought: an analyze of scientific communication from ESALQ/USP.
Palavras-chave em inglês
environmental thought
ESALQ
scientific communication
Resumo em inglês
During the 20th Century, the perception that the fragmented disciplinary knowledge has been unable to explain and solve environmental problems consolidated. Since then, a major challenge has raised in the educational field: a wide and complex reorientation process of knowledge, ideologies, scientific paradigms and research practices. The environmental and social questions opened a path for systemic thought and interdisciplinary research methods, capable of linking different disciplines in order to understand multiple relations, causalities and interdependence among natural and social processes. Created by Edgar Morin from the systemic thought, the complex thought is within this context. This study analyzed the following scientific publication: “Scientia Agricola” (SA) and “Scientia Forestalis” (SF), as well as all post-doctoral theses developed by the teaching staff at ESALQ/USP from 1998 to 2002. Considering this collection, a 20% sample has been analyzed, which means 136 articles from "SA" and "SF" and all 40 theses. It was tried to grasp the adopted approaches which were classified according to two features: 1) interdisciplinary content and 2) if they were within a new scientific paradigm (systemic thought, according to Morin). The journal administrative and structural features were also analyzed. Only six articles (4.4% of the sample) used the systemic thought. Those articles were also considered interdisciplinary. One of them was from "SA" and the remaining from "SF". Only two theses (5% of total) used some systemic thought. The results from this study allowed us to conclude that the "SA" and "SF" scientific journals have been considered prestigious and consolidated because of their long and uninterrupted publication, editorial board composed by widely-known professionals. These publications are an important mean of dissemination of agrarian and forestry scientific knowledge. Nevertheless, they follow editorial approaches that do not present a systemic or complex environmental analysis or perspective. In general, the research published by both scientific journals and teaching staff theses do not present interdisciplinary and integrated approaches. There is a strong tendency towards the Cartesian fragmentation and a split between human and natural dimensions. In the ESALQ scientific production, the interdisciplinary and complexity ideas have been still absent from research themes. In order to incorporate them, the scientific research has still to surpass institutional, methodological and epistemic obstacles.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
RenataSartori.pdf (597.30 Kbytes)
Data de Publicação
2005-08-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.