• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.9.2003.tde-18052015-115451
Documento
Autor
Nome completo
Cláudio de Jesus Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Ohara, Mitsuko Taba (Presidente)
Alvares, Eliana Parisi
Paola, Maria Valeria Robles Velasco de
Título em português
Padronização de cultura de pele humana para avaliação de toxicidade e eficácia de produtos cosméticos
Palavras-chave em português
Cosméticos (Análise qualitativa; Toxicidade; Avaliação)
Cosmetologia
Cultura
Melanina
Melanócitos
Pele
Resumo em português
A legislação brasileira para cosméticos exige que os apelos mercadológicos desses produtos sejam comprovados. Os testes in vivo utilizando animais para avaliação desta categoria de produtos ou os princípios ativos nela contidos são, atualmente, bastante criticados. O presente trabalho teve como objetivo desenvolver um modelo de cultura de pele humana e avaliar a viabilidade dos melanócitos durante o período de 7 dias. A manutenção do tecido foi avaliada pela observação microscópica após coloração com HE e Masson, os melanócitos ativos pela reação de DOPA e a melanina pela coloração Fontana-Masson. Fragmentos de pele com 2mm2 mantidos em meio de Leibovitz à temperatura ambiente e atmosfera com 95% de ar e 5% de CO2, sofreram menos alterações morfológicas comparados aos mantidos em DMEM à temperatura de 37°C, 5% de CO2, 40% de O2 e 55% de N2. Fragmentos com 20mm2 mantidos em Leibovitz apresentaram alterações semelhantes aos de 2mm2. Células em divisão foram observadas em amostras de pele mantidas em Leibovitz enriquecido com SFB e ácido retinóico. A presença de melanina foi verificada durante todo o período de cultura, bem como a dos melanócitos, que se mostraram DOPA reativos. A radiação UVA/UVB, empregada com a finalidade de verificar se os melanócitos sofriam alguma alteração na atividade e morfologia, não provocou qualquer mudança nestas células, por outro lado induziu uma redistribuição da melanina nos queratinócitos dos fragmentos irradiados. Os resultados obtidos mostraram que é possível manter pele humana em cultura por 7dias, bem como a viabilidade dos melanócitos e sugere ser possível a aplicação do modelo estudado em futuros ensaios de eficácia e segurança de produtos tópicos.
Título em inglês
Standardization of human skin culture for toxicity evaluation and efficacy of cosmetic products
Palavras-chave em inglês
Cosmetics (qualitative analysis; toxicity; assessment)
Cosmetology
Melanin
Melanocytes
Skin culture
Resumo em inglês
The Brazilian law for cosmetics demands that the marketing of these products should be proofed. The tests in vivo utilizing animals for evaluation of this category of products or the active components in it, are very criticized nowadays. The present work had as an objective to develop a model of culture of human skin, and evaluate the viability of the melanocytes during a period of 7 days. The maintenance of the tissue was evaluated by the microscopic observation after coloring with HE and Masson, the active melanocytes by the DOPA reaction and the melanin by coloring of Fontana-Masson. Fragments of skin with 2mm2 kept in Leibovitz at room temperature and atmosphere with 95 % of air and 5 % of CO2, presented less morphologic alterations than the ones kept in DMEM at the temperature of 37, 5% of CO2, 40% of O2 and 55% of N2. Fragments with 20mm2 kept in Leibovitz presented similar alterations to the 2mm2. Mitotic cells were observed in samples of skin kept in enriched Leibovitz with FBS and retinoic acid. The presence of melanin was verified through all of the period of culture as well as the melanocytes that were DOPA-reactive. The radiation UVA/UVB, used with the aim of verifying if the melanocytes presented any alteration in the activity and morphology, didn't provoke any changes in the cells, on the other hand it induced a redistribution of the melanin in the keratinocytes of the irradiated fragments. The results obtained showed that it is possible to keep the human skin in culture for 7 days as well as the viability of melanocytes, and suggests the possibility of application of the studied model in future research on the efficacy and the safety of topic products.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-05-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.