• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Vinicius Buccelli Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Destro, Maria Teresa (Presidente)
Alterthum, Flavio
Mamizuka, Elsa Masae
Título em português
Caracterização de determinantes de virulência, integrons classe 1 e genes para resistência a antimicrobianos de cepas de Salmonella enterica isoladas de alimentos e fontes relacionadas
Palavras-chave em português
Agentes antimicrobianos
Alimentos
Alimentos de origem animal (Contaminação)
Antibióticos (Efeitos; Avaliação)
Microbiologia de alimentos
Multi-resistência
Salmonella (Resisntência)
Resumo em português
Salmonella é um dos mais importantes patógenos causadores de enfermidades transmitidas por alimentos (ETA) no Brasil e em outros países. Devido ao surgimento de fenótipos multi-resistentes (MOR) a agentes antimicrobianos em Salmonella, a caracterização dos genes envolvidos neste processo, sua localização e diversidade são importantes para identificação e compreensão dos fatores envolvidos na resistência. O objetivo deste trabalho foi caracterizar determinantes genéticos de virulência, resistência e integrons classe 1 presentes em cepas de diferentes sorotipos de Salmonella enterica multi-resistentes a antibióticos, isoladas a partir de alimentos de origem suína, avícola e fontes relacionadas. As cepas empregadas pertenceram a nove perfis PFGE distintos com a enzima Xbal, com similaridade genética variando de 38% a 68%. Integrons classe 1 foram detectados em 9 (45%) das 20 cepas de Salmonella enterica, incluindo cinco diferentes sorotipos: Brandenburg, Panama, Agona, Mbandaka e Alachua, e variando de 0,7Kb a 2,7Kb. Os genes de resistência aadA, sul1, sul2, tetA, dhfr, qacEΔl e blatem, que conferem resistência a aminoglicosídeos, sulfonamidas, tetraciclinas, compostos de amônio quaternário e β-lactâmicos, respectivamente, foram identificados no interior dos integrons, no cromossomo bacteriano, ou em ambos. Os genes aadB, floR, tetB e tetG não foram detectados. A resistência às quinolonas foi caracterizada nas 11 cepas que apresentaram resistência ao ácido nalidixico pela análise do gene gyrAM e mutações Ser-83-Fen foram confirmadas após sequenciamento das amostras. Estudos de conjugação demonstraram que apenas uma cepa de Salmonella Mbandaka foi capaz de transferir o gene sul2, para uma cepa de E. coli K12. Com relação ao perfil de virulência, as 20 cepas de Salmonella enterica foram caracterizadas e os genes slyA, invA, sopB e aceK estiveram presentes em 100% delas e o gene h-1i esteve presente em 18 cepas (90%). O gene spvC não foi detectado nas cinco cepas que possuíam plasmídeos. Os dados do presente estudo sugerem que alimentos de origem animal podem ser considerados como reservatórios de cepas de Salmonella enterica virulentas, resistentes a antimicrobianos e apresentando integrons classe 1. Isto caracteriza os produtos de origem suína e avícola como uma importante fonte de patógenos multi-resistentes para humanos.
Título em inglês
Characterization of virulence determinants, integrons class 1 and genes for antimicrobial resistance of strains of Salmonella enterica isolated from food and related sources
Palavras-chave em inglês
Animal Foods (Contamination)
Antibiotics (Effects
Antimicrobial Agents
Evaluation)
Food
Food Microbiology
Multiresistance
Salmonella (Resistance)
Resumo em inglês
Salmonella is one of the most important foodborne pathogens in Brazil and worldwide. Due to the emerging of multiresistant phenotypes in Salmonella the characterization of the genes involved in this process, their localization and diversity are important for identifying and understanding the factors involved in the resistance. The purpose of this study was to characterize virulence and antimicrobial determinants in different serovars of antibiotic multiresistant Salmonella enterica strains isolated from pork, poultry and related sources. The isolates belonged to nine different PFGE profiles obtained with Xbal restriction enzyme and showing genetic similarity ranging from 38% to 68%. Class 1 integrons were detected in 9 (45%) of 20 S. enterica strains ranging in size from 0,7Kb to 2,7Kb and comprising five different serotypes: Brandenburg, Panama, Agona, Mbandaka and Alachua. Resistance genes aadA, qacEΔl, sul1, tetA, sul2, dhfr, blatem, that confer resistance to aminoglicosides, sulphonamides, tetracyclines, ammonium quaternary compounds and beta-Iactams, respectively, were identified within class 1 integrons, chromosome, or both. Genes aad8, floR, tetB and tetG were not detected. The resistance to quinolones was characterized in 11 strains that showed resistance to nalidixic acid analyzing gyrA genes and Ser-83-Fen mutations were confirmed after sequencing of the samples. Conjugation studies demonstrated that only one S. Mbandaka strain was able to transfer sul2 gene to the E.coli K12. Regarding virulence profile Salmonella enterica strains were characterized and PCR analysis revealed the presence of the virulence genes invA, aceK, sop8, slyA in all isolates and the presence of virulence gene h-1i in 18 (90%) of them. The spvC gene was not detected in the five strains that harbored plasmids. The data of the present study suggest that foods of animal origin can be considered reservoirs of Salmonella enterica that are virulent, resistant and show class 1 integrons. This characterizes pork and poultry products as important sources of multi-resistant pathogens to human beings.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-11-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.