• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.87.2001.tde-28072005-115307
Documento
Autor
Nome completo
Adriana Yurie Yokomizo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2001
Orientador
Banca examinadora
Pereira, Carlos Augusto (Presidente)
Pradella, Jose Geraldo da Cruz
Suazo, Claudio Alberto Torres
Título em português
Obtenção de antígeno viral a partir de culturas de células vero em microcarregadores porosos
Palavras-chave em português
células Vero
Cultispher
cytopore
microcarregadores porosos
vírus rábico
Resumo em português
Cultivos de células VERO em microcarregadores porosos de celulose (Cytopore) e porosos de gelatina (Cultispher G) com rendimento celular três vezes maior, foram obtidos em relação às culturas em microcarregadores sólidos de DEAE-dextran (Cytodex tipo 1). No Cytopore e Cultispher G atingimos 1.265 e 1.103 células/microcarregador, respectivamente e no Cytodex 1, 256 células/microcarregador. A concentração celular nos suportes porosos Cytopore aumentou 43 vezes o número de células iniciais, 37,5 vezes no Cultispher G e 17 vezes no Cytodex 1. As culturas de células VERO nos microcarregadores porosos foram utilizadas com êxito para a replicação do vírus rábico (PV/VERO), quando infectadas com MOI de 0,05. Títulos de 104,8 FFD50/mL determinados pelo método de inibição de focos fluorescentes (RFFIT) foram obtidos 96 horas após a infecção. Estudos de microscopia óptica e eletrônica de varredura e transmissão para análise da estrutura destes suportes, mostraram boa colonização celular e a eficiência da replicação viral. A padronização de metodologia para cultura e infecção viral de células VERO nos microcarregadores porosos indica a utilidade destes suportes para produção de antígenos e vacinas virais e a potencialidade do sistema para a obtenção de produtos biotecnológicos em geral.
Título em inglês
Obtention of viral antigens from the Vero cell cultures on porous microcarriers.
Palavras-chave em inglês
Cultispher
Cytopore
macroporous
rabies virus
Vero cells
Resumo em inglês
Cultures of VERO cell on porous cellulose-coated microcarriers (Cytopore) and on porous gelatin-coated (Cultispher G) with a cellular yield 3 times higher, was obtained in relation to DEAE-dextran solid microcarriers (Cytodex type 1). In the cultures on Cytopore and Cultispher G we obtained 1.265 and 1.103 cells/microcarrier, respectively and 256 cells/microcarrier on Cytodex 1. The cell concentration for the Cytopore porous suports increased 43 times from the initial cell number, 37,5 times for the Cultispher G and 17 times for the Cytodex 1. The VERO cell cultures on porous microcarriers were efficiently used for the replication of the rabies virus (PV/VERO), when infected with 0,05 MOI. Titers of 104,8 FFD50/mL determined by the fluorescent focus inhibition method (RFFIT) were obtained 96 hours post-infection. Studies on light microscopy and scanning and transmission eletronic microscopy carried out to analyse the suports structure, showed a good cell population and efficiency of virus infection. The standardization of a methodology for culture and virus infection of VERO cells on porous microcarriers indicate the usefulness of these porous supports to the antigens and viral vaccines production and the potenciality of this system for the attainment of biotechnological products.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
2005_003.pdf (2.15 Mbytes)
Data de Publicação
2007-03-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.