• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.85.2018.tde-23032018-121413
Documento
Autor
Nome completo
Albeliggia Barroso Vicentine
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Lugão, Ademar Benévolo (Presidente)
Azoubel, Roberta
Bicalho, Sheyla Maria de Castro Maximo
Título em português
A utilização do hidrogel com papaína no tratamento de feridas em pés diabéticos
Palavras-chave em português
hidrogel
papaína
pé diabético
Resumo em português
O diabetes mellitus é um transtorno metabólico que leva a uma deficiência na secreção de insulina, na sua ação ou em ambos. O mau controle glicêmico pode acarretar em diversas complicações, entre elas, o pé diabético, que é o responsável pela maior parte de amputações não traumáticas dos membros inferiores e gera um custo muito alto para o tratamento de feridas e de cicatrização das amputações. A tecnologia tem proporcionado a criação de novos métodos de tratamento, como as membranas de hidrogel veiculadoras de fármaco. Com isso o nosso objetivo foi testar a eficiência do hidrogel com papaína no tratamento de úlceras em pés diabéticos. A pesquisa foi realizada no município de Porto Nacional (TO) com todos os pacientes portadores de pé diabéticos que deram entrada no HRPPN de 01 de outubro de 2014 a 31 de outubro de 2015, que se encaixavam dentro dos critérios de inclusão do trabalho e assinaram o TCLE. Para a análise socioeconômica aplicou-se um questionário com perguntas objetivas. Para a aplicação da membrana, as feridas foram lavadas com soro fisiológico a 0,9% e os curativos foram realizados de acordo com o protocolo do hospital e trocados a cada 24 horas. Utilizou-se uma planilha de diagnóstico para realizar o acompanhamento diário das feridas. Dezoito pacientes participaram do estudo, sendo que, 16 deles foram internados devido ao pé diabético e ao DM descompensado. 50% dos pacientes eram do sexo feminino e 50% do masculino, todos com idade entre 29 anos e 80 anos. 22% fazem uso de hipoglicemiante oral e insulina e os outros 78% usam apenas hipoglicemiante oral. 82% têm companheiro ou é casado e a maior parte não possui renda ou recebe até um salário mínimo (61%). Quanto à escolaridade, 28% são analfabetos e 34% não concluíram o ensino médio. 50% dos pacientes são naturais de Porto Nacional e 11% de outros estados. Quanto ao conhecimento que os pacientes tinham das complicações que tem como causa o DM, o pé diabético foi a única citada por todos, as demais complicações eram desconhecidas por muitos; somente um paciente tem ciência de todas as complicações. Dos 18 pacientes, 7 puderam ser tratados com a membrana de hidrogel com papaína, mas como não houve melhora significativa, a membrana teve que ser substituída pelo curativo convencional. A membrana não aderiu à pele saudável e nem na ferida, uma vez que apresentou rigidez, fato que pode ter retardado o processo de cicatrização, já que o curativo não envolveu a ferida completamente. A membrana também apresentou baixa taxa de absorção do exsudato, fazendo com que as feridas ficassem maceradas. A cisteína, composto presente na membrana, fez com que ela liberasse um forte odor que causou repulsa nos pacientes e seus familiares, fato que desmotivou o paciente a querer realizar o tratamento. Dados estes resultados, infere-se que a utilização do hidrogel com papaína não trouxe melhora para as feridas do pé diabético, houve um leve desbridamento em algumas feridas, mas sem cicatrização.
Título em inglês
The use of papain hydrogel in the treatment of wounds in diabetic feet
Palavras-chave em inglês
diabetic foot
hydrogel
papain
Resumo em inglês
Diabetes mellitus is a metabolic disorder that leads to a deficiency in insulin secretion, its action or both. Poor glycemic control can lead to a number of complications, including diabetic foot, which is responsible for most non- traumatic lower limb amputations and generates a very high cost for wound healing and amputation healing. The technology has provided the creation of new treatment methods, such as drug-bearing hydrogel membranes. Our aim is to test the efficiency of papain hydrogel in the treatment of diabetic foot ulcers. The study was carried out in the municipality of Porto Nacional (TO) with all patients with diabetic foot who entered the HRPPN from October 1, 2014 to October 31, 2015, who fit within the inclusion criteria of the work and signed The TCLE. For the socioeconomic analysis a questionnaire with direct questions was applied. For the application of the membrane the wounds were washed with 0.9% saline and the dressings were performed according to the hospital protocol and changed every 24 hours. A diagnostic worksheet was used to perform the daily follow-up of the wounds. Eighteen patients participated in the study, and 16 of them were hospitalized due to diabetic foot and decompensated DM. 50% of the patients were female and 50% were male, all aged between 29 years and 80 years. 22% use oral hypoglycemic and insulin and the other 78% only use oral hypoglycemic. 82% have a partner or are married and most of them have no income or receive up to a minimum wage (61%). As for schooling, 28% are illiterate and 34% did not finish high school. 50% of the patients are from Porto Nacional and 11% from other states. As for the patients' knowledge of the complications caused by DM, the diabetic foot was the only one mentioned by all, the other complications were unknown by many; only one patient is aware of all the complications. From 18 patients, 7 could be treated with the papain hydrogel membrane, but as there was no significant improvement, the membrane had to be replaced by the conventional dressing. The membrane did not adhere to healthy skin or even to the wound, since it presented rigidity, a fact that may have delayed the healing process since the dressing did not involve the wound completely. The membrane also had a low absorption rate of the exudate, causing the wounds to become macerated. The cysteine, a compound present in the membrane, caused it to release a strong odor that caused disgust in patients and their families, a fact that discouraged the patient from wanting to perform the treatment. Given these results, it was inferred that the use of the papain hydrogel did not improve the wounds of the diabetic foot, there was a slight debridement in some wounds, but without healing.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-04-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.