• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.85.2004.tde-06082004-164531
Documento
Autor
Nome completo
Andrea Cecilia Dorión Rodas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Mathor, Monica Beatriz (Presidente)
Herson, Marisa Roma
Kawano, Yoshio
Machado, Luci Diva Brocardo
Petri, Denise Freitas Siqueira
Título em português
"Desenvolvimento de membranas como composto dermo epidérmicos"
Palavras-chave em português
poli(álcool vinílico)
queratinócitos
quitosana
substituto cutâneo
Resumo em português
Neste trabalho foi estudada a formação de membranas para obtenção de compostos dermo-epidérmicos. A porção dérmica foi desenvolvida utilizando-se mistura de polímeros sintéticos, o poli(álcool vinílico) - PVAl ou poli(vinilpirrolidona) – PVP, com polímero natural, a quitosana. As membranas foram reticuladas pela radiação g ou glutaraldeído. A porção epidérmica destas membranas foi formada por queratinócitos cultivados in vitro, os quais foram semeados sobre as membranas correspondentes e verificada sua interação. As membranas que melhor interagiram com os queratinócitos foram aquelas preparadas com quitosana pela reticulação com glutaraldeído, porém não satisfazendo as características mecânicas de manipulação. As membranas que possuíam as melhores características mecânicas, porém com moderada interação com os queratinócitos, foram as compostas de PVAl, liofilizada e intumescida com quitosana. Os componentes foram caracterizados isoladamente, bem como as membranas formadas pelos mesmos. O PVAl foi caracterizado quanto a sua dose gel e a quitosana quanto à determinação das constantes de Mark-Houwink, grau de acetilação e dissolução em diferentes valores de pH. As membranas foram caracterizadas quanto a sua cinética de intumescimento com água. Na membrana de PVAl com quitosana incorporada foi avaliada sua degradação in vitro, determinada sua cinética de intumescimento com a quitosana e estimado o tamanho do poro. As membranas de quitosana reticuladas com glutaraldeído foram caracterizadas quanto à cinética de intumescimento e verificado o possível desprendimento de glutaraldeído. As duas membranas caracterizadas isoladamente foram unidas para formação de uma única membrana, como a parte dérmica do composto, onde a membrana de PVAl incorporada com quitosana foi recoberta com a membrana de quitosana reticulada com glutaraldeído. Quitosanas de outras procedências foram avaliadas na interação com os queratinócitos.
Título em inglês
PREPARATION OF MEMBRANES AS DERMAL EPIDERMAL COMPONENT
Palavras-chave em inglês
chitosan
keratinocytes
poly(vinyl alcohol)
skin substitute
Resumo em inglês
Membrane formations were studied to obtain dermal-epidermal compounds. The dermal portion was developed using synthetic polymers mixture, poly(vinyl alcohol)-PVAl or poly(vinylpyrrolidone)-PVP, with natural polymers, and chitosan. The membranes were crosslinked by gamma irradiation or glutaraldehyde. The epidermal portion of these membranes was formed by keratinocytes cultured in vitro, seeded on these membranes to verify their interaction. The membranes that interacted better with keratinocytes were those prepared with chitosan by glutraldehyde crosslinking, although not satisfying handling mechanical characteristics. The best mechanical characteristic was observed at PVAl membranes frezed dried and chitosan incorporated, but with moderate keratinocytes interaction. The components were characterized separately as well as the membranes formed by both. The PVAl was characterized as to its gel dose and to chitosan were determined Mark-Houwink equation, deacetilation degree and solubility under changes of pH. The membranes were characterized as to their swelling kinetic degree in water. In the membrane of PVAl with chitosan incorporated was evaluated its degradation in vitro, swelling kinetic degree with chitosan solution and the pore size. The chitosan membranes crosslinked by glutaraldehyde were characterized as to their swelling kinetic degree and verified the possibility of deatached glutaraldehyde. Membranes characterized separetelly were joined to perform the ideal dermal component, where the PVAl with chitosan incorporated membrane was covered by chitosan crosslinked by glutaraldehyde membrane. Chitosan from other sources were evaluated in the interaction with keratinocytes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-04-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.