• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.83.2008.tde-12012009-145608
Documento
Autor
Nome completo
Ana Elisa Bauer de Camargo Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Cassiani, Silvia Helena de Bortoli (Presidente)
Bezerra, Ana Lucia Queiroz
Gabriel, Carmen Silvia
Haddad, Maria do Carmo Fernandez Lourenço
Peterlini, Maria Angélica Sorgini
Título em português
Análise de risco do processo de administração de medicamentos por via intravenosa em pacientes de um hospital universitário de Goiás
Palavras-chave em português
Efeitos adversos
Enfermagem
Erros de Medicação
Gerenciamento de Segurança
Qualidade da Assistência à Saúde
Resumo em português
O processo de administração de medicamentos é considerado um processo complexo, crítico e de alto risco para os pacientes e tem apresentado altas taxas de ocorrência de eventos adversos que poderiam ser evitados. Este estudo teve o objetivo de analisar os riscos potenciais do processo de administração de medicamentos antiinfecciosos por via intravenosa de uma unidade de internação, visando a prevenir e a reduzir eventos adversos com medicamentos. A investigação, de natureza exploratória, foi realizada na unidade de Clínica Médica de um Hospital do Estado de Goiás, utilizando o Método de Análise do Modo e Efeito da Falha. Participaram do estudo, além da pesquisadora, seis profissionais envolvidos na terapêutica medicamentosa: médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, farmacêutico e os gerentes de Enfermagem e de risco. Foram realizadas 24 reuniões, no período de 19 de fevereiro a 3 de julho de 2008, totalizando 56 horas. Todas os dados foram transcritos e armazenados em um banco eletrônico no programa Microsoft Excel® e analisados no software XFMEA 4. Os resultados indicaram que o processo de administração de medicamentos possui quatro microprocessos, dez atividades e 22 funções. No processo foram identificados 52 modos potenciais da falha (MPF), sendo que as maiores freqüências estiveram nas atividades de administração de medicamentos (16; 30,8%), preparo de medicamentos (12; 23,1%), aprazamento de medicamentos (5; 9,6%) e transcrição de medicamentos para etiquetas (5; 9,6%). Também foram identificados 79 efeitos potencias da falha (EPF), com as maiores freqüências nas atividades: administração de medicamentos (24; 30,4%), preparo de medicamentos (15; 19%) e transcrição de medicamentos para etiquetas (12; 15,2%). Dos EPF, 36,2% foram considerados de gravidade média; 28,7% de moderada, e 27,5% de alta. Em 80% das atividades, foram identificados efeitos de alta gravidade. A classificação dos efeitos apontou que os tipos mais freqüentes foram os erros de: técnica (21; 26,6%), omissão (20; 25,3%) e horário (15; 19%). Foram identificadas 285 causas potenciais da falha (CPF) com as seguintes freqüências quanto aos índices de ocorrência: 91 (31,9%) média, 78 (27,4%), baixa ou relativamente baixa; 40 (14,0%), alta; e 30 (10,5%), extremamente alta. As CPF foram classificadas dentro de três categorias: gestão dos processos organizacionais (125; 43,9%); recursos humanos (124; 41,4%); estrutura física e material (36; 12,6%). Em relação aos tipos de controles, os resultados mostraram que 211 (92,9%) eram de detecção e 12 (5,3%) de prevenção. O cálculo do número de prioridade de risco (NPR) das CPF identificou que 59 (20,7%) eram de alta prioridade de risco, 156 (54,7%) de média e 70 (24, 6%) de baixa. Foram recomendadas 293 ações de melhorias para as 215 CPF de alta e média prioridade, sendo 240 (81,9%) de curto prazo, 39 (13,3%) de médio prazo e 14 (4,8%) de longo prazo. A simulação do impacto das ações propostas possibilitou identificar uma redução de 79,7% dos MPF de alta prioridade de risco e de 59,6% dos MPF de alta criticidade, assim como uma redução do NPR total das atividades entre 90 e 31,8%, com medidas simples e de rápida aplicação, aumentando a confiabilidade e segurança do processo de administração de medicamentos
Título em inglês
Risk analysis of intravenous drug administration to patients in a University Hospital in Goiás, Brazil.
Palavras-chave em inglês
Adverse Effects
Medication Errors
Nursing
Quality of Health Care
Safety Management
Resumo em inglês
Intravenous drug administration is a high-risk process due to its complexity and high rates of adverse events. The aim of this study was to analyse potential risks associated to intravenous anti-infectious drug administration process in a hospital unit. It was an exploratory search at a University Hospital Medical Clinic unit in Goiás, by means of failure modes and effects analysis method. For data collection, it was formed a six members multidisciplinary staff: risk and nurse manager, medical, nurse, and pharmacist, in addition to the searcher. A number of 24 meetings was done, from February 19 and July 3, 2008, in an amount of 56 hours. One has collected data, copied and saved them in a Microsoft Excel® electronic data bank. Afterwards, they were analyzed by means of XFMEA 4 software. Results showed that administration process involves 4 micro process, 10 activities, 22 functions. The search identified 52 failure potential modes (FPM) whose most significant frequencies happened in the following activities: drug administration (16; 30.8%); drug preparation (12; 23.1%); drug delay (5; 9,6%) and drug names transcription to tags (5; 9.6%). The study identified also 79 failure potential effects (FPE), whose higher frequencies were: drug administration (24; 30.4%), drug preparation (15; 19%) and transcription to tags (12; 15.2%). Among FPE, 36.2% were considered as of medium severity ones; 28.7% moderate severity, and 27.5% of high severity ones. High severity effects were identified in 80% of the activities. Effect classification pointed that the most frequent types were the following ones: technical (21; 26.6%), omission (20; 25.3%) and schedule (15; 19%). A number of 285 failure potential causes (FPC) were identified with the following occurrence rates: 91 (31.9%) medium, 78 (27.4%), low or extremely low; 40 (14.0%), high; and 30 (10.5%), extremely high. FPC were classified in three categories: organizational process management (125; 43.9%); human resources (124; 41.4%); physical and material structure (36; 12.6%). Concerning to control types, results showed 211 (92.9%) derived from detection and 12 (5.3%) were prevention ones. FPC Risk priority number (RPN) calculation showed that 59 (20.7%) had high-risk priority; 156 (54.7%) medium and 70 (24.6%) low-risk priority. A number of 293 recommendations were done to high and medium priority FPC: 240 (81.9%) short term, 39 (13.3%) de medium term and 14 (4.8%) de long-term ones. Action impact simulation on failure modes allowed to identify a 79.7% reduction in high priority FPM as well a 59.6% one in high criticality FPM ones by means of simple and quick application measures that can improve reliability and safety in drug administration process
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-03-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.