• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.83.2005.tde-03102005-094819
Documento
Autor
Nome completo
Kattia Ochoa Vigo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2005
Orientador
Banca examinadora
Pace, Ana Emilia (Presidente)
Caliri, Maria Helena Larcher
Franco, Laercio Joel
Torquato, Maria Teresa da Costa Gonçalves
Zanetti, Maria Lucia
Título em português
"Prevenção de complicações nos pés de pessoas com diabetes mellitus: uma abordagem da prática baseada em evidências"
Palavras-chave em português
diabetes mellitus
educação
prevenção de úlcera
revisão sistemática
Resumo em português
Mais de 50% das amputações não-traumáticas em membros inferiores são atribuídas ao diabetes. Anualmente, 2 a 3% dos pacientes desenvolvem úlceras nos pés e este risco aumenta para 15% no transcurso de sua vida. Freqüentemente, úlceras nos membros inferiores precedem as amputações. Entre os casos graves hospitalizados, 85% foram causados por úlceras superficiais acompanhadas de diminuição da sensibilidade, decorrente de neuropatia diabética. O objetivo do estudo foi elaborar uma proposta assistencial sistematizada para pessoas com diabetes tipo 2, a partir de uma revisão sistemática, visando a prevenir o risco de lesão/ulceração nos pés e avaliar a efetividade dessa proposta em unidades da rede básica. Estudos primários e diretrizes clínicas foram identificados em bases eletrônicas, sites específicos e referências. Para análise dos estudos e diretrizes, utilizaram-se critérios estabelecidos. Na aplicação da proposta de assistência, 101 pessoas com diabetes tipo 2 foram recrutadas para participar do ensaio prospectivo de 12 meses; 49 pessoas participaram de sensibilização e educação intensiva durante seis semanas e, após este período, compareceram a consultas mensais de enfermagem para reforços e cuidados com os pés; outras 52 receberam cuidado convencional e participaram de orientações grupais semestrais. A avaliação semestral dos resultados primários incluiu o conhecimento sobre diabetes e cuidados com os pés e calçados, condições dermatológicas dos pés e uso de calçado apropriado. Os resultados apresentaram a identificação de 3.941 artigos, sendo selecionados apenas 10 estudos primários e nove diretrizes, os quais envolviam a organização do serviço para o cuidado da pessoa com diabetes e intervenções educativas nos pacientes. Os estudos revisados foram inconclusivos, apresentando falhas na qualidade metodológica. As intervenções preventivas se concentraram na realização de screening para identificar alterações estruturais nos pés, comprometimento da sensibilidade protetora plantar, ressaltando antecedente de úlcera, controle glicêmico e aconselhamento sobre a propriedade dos calçados. No ensaio clínico, 20 pessoas abandonaram o estudo. Os grupos foram semelhantes em idade, sexo, escolaridade, tempo de doença, co-morbidades e antecedentes de lesões nos pés. Ao final do primeiro semestre, houve melhora significativa apenas nas variáveis de conhecimento sobre diabetes (p=0,005) e comportamentos de cuidados com os pés (p<0,000). Ao término do ensaio, houve melhora nas condições dermatológicas dos pés (p<0,000) e na utilização de calçado apropriado (p=0,005), sendo mantido o conhecimento atingido previamente (p<0,000). Este trabalho mostrou a importância do monitoramento dos fatores de risco nos pés para lesão/ulceração, destacando o processo educativo entre profissionais e pacientes como medida fundamental de prevenção. Além disso, este estudo proporcionou subsídios para uma proposta efetiva de assistência sistematizada na prevenção de lesões/ulcerações nos pés, com desenvolvimento de consultas mensais e cuidados básicos com os pés entre pessoas de baixo risco
Título em inglês
Prevention of foot complications in diabetes mellitus patients: an evidence-based practice approach
Palavras-chave em inglês
diabetes mellitus
education
systematic review
ulcer prevention
Resumo em inglês
Diabetes is considered responsible for more than 50% of non-traumatic lower limb amputations. Every year, about 2-3% of patients develop foot ulcers, and this risk increases to 15% throughout their lives. Lower limb ulcers frequently precede amputations, 85% of serious hospitalizations cases were caused by superficial ulcers, accompanied by decreased sensibility due to diabetic neuropathy. This study aimed to elaborate a systematic care proposal for patients with type 2 diabetes, based on a systematic review, with a view to preventing the risk of developing foot injury/ulceration, as well as to assess the efficacy of this proposal in district basic health units. Electronic databases, specific sites and references were used to identify primary studies and clinical guidelines. Established criteria were used to analyze the studies and guidelines. In the application of the care proposal, 101 diabetes type 2 patients were recruited to participate in the 12-month prospective trial; 49 persons participated in an intensive six-week educational awareness program, after which they attended monthly appointments for reinforcement and foot care; 52 other persons received conventional care and participated in six-monthly group orientations. The six-monthly evaluation of primary results included knowledge on diabetes, foot and footwear care, dermatological foot conditions and use of appropriate footwear. The results showed that 3,941 articles were identified, of which only 10 primary studies and nine guidelines were selected, which involved service organization for diabetes patient care and educational patient interventions. The reviewed studies were inconclusive and presented methodological flaws. Preventive interventions concentrated on screening to identify structural foot alterations, protective sensibility in the sole of the foot at risk, emphasizing history of ulcers; glycemic control and advice on appropriate footwear. In the clinical trial, 20 persons abandoned the study. The groups had similar age, gender, education, co-morbidity and foot injury antecedent characteristics. At the end of the first semester, only the knowledge variables on diabetes (p= .005) and foot care behavior (p< .000) revealed a significant improvement. At the end of the trial, the improvement in these two variables was maintained (p< .000), and accompanied by an improvement in dermatological foot conditions (p< .000) and in the use of appropriate footwear (p= .005). This research demonstrated the importance of monitoring risk factors for foot injuries/ulceration and highlighted the education process between professionals and patients as a fundamental prevention measure. Moreover, this study provided supported for an efficient systematic care proposal in the prevention of foot injuries/ulcerations, including monthly appointments and basic foot care, for low-risk patients.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
VIGO_KO.pdf (2.33 Mbytes)
Data de Publicação
2005-10-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.