• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.81.2014.tde-08042015-161948
Documento
Autor
Nome completo
Marta Maximo Pereira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Abib, Maria Lucia Vital dos Santos (Presidente)
Almeida, Maria José Pereira Monteiro de
Marcondes, Maria Eunice Ribeiro
Mattos, Cristiano Rodrigues de
Vianna, Deise Miranda
Título em português
Memória mediada na aprendizagem de física: problematizando a afirmação "não me lembro de nada das aulas do ano passado!"
Palavras-chave em português
Afetividade
Aprendizagem de Física
Ensino por investigação
Interação social
Memória Mediada
Metacognição
Resumo em português
Várias pesquisas em ensino de ciências apontam a dificuldade que os estudantes apresentam para retomar conhecimentos de Física com os quais já tiveram contato anteriormente na escola. Apresentamos nesta tese o relato de uma pesquisa cujos objetivos são identificar o que os estudantes retomam das aulas de Física do ano anterior e compreender os processos que levam (ou não) a essas retomadas, considerando a perspectiva do ensino por investigação. Foi realizada observação participante em uma turma de 22 alunos de Ensino Médio, de uma instituição federal de ensino, durante seis meses, ao longo dos quais foram utilizadas com os estudantes algumas atividades investigativas sobre calor e temperatura, além das práticas usuais do professor para abordar a temática da Física Térmica. Aproximadamente um ano depois, o mesmo docente aplicou, para a mesma turma, atividades diferentes das iniciais, mas que solicitavam a retomada do que tinha sido ensinado previamente. Coletas de registros foram realizadas nesses diferentes momentos. Utilizamos cinco elementos teóricos como base para as análises realizadas - memória, cognição, afetividade, interação social e metacognição -, a fim de tentar compreender o processo de aprendizagem ao longo de diferentes momentos, considerando a perspectiva sócio-histórico-cultural vigotskiana. No processo de análise dos dados, elaboramos duas categorias de análise relativas às memórias mediadas: a memória científico-afetiva, que diz respeito ao que foi retomado e que guarda estreita relação com o conhecimento científico escolar e/ou é influenciado por ele; a memória afetivo-vivencial, que se refere ao que foi retomado e que não tem relação explícita com o conhecimento científico escolar. Um ano após as atividades iniciais, os estudantes retomaram, pela memória científico-afetiva, conhecimentos e habilidades relativas ao ensino por investigação e à metacognição. Entendemos que tais retomadas são indícios da aprendizagem dos temas de física trabalhados nos processos de ensino. Atividades realizadas em aula, sentimentos e sensações foram retomados pela memória afetivo-vivencial. As retomadas por ambas as memórias ocorreram por intermédio de elementos mediadores, que expressam de que forma ou por intermédio de que fatores tais retomadas foram feitas. A análise realizada nos permite defender a tese de que a aprendizagem de Física ao longo do tempo, na perspectiva do ensino por investigação, é influenciada e permeada por memórias mediadas, as quais envolvem aspectos cognitivos, afetivos e metacognitivos e são formadas e acessadas por elementos mediadores. Uma implicação de nossos resultados para o ensino de Física é o fato de que conhecer os elementos mediadores pode auxiliar o docente a elaborar seu ensino de modo a afetar positivamente a aprendizagem dos estudantes. Considerando a dificuldade que os estudantes apresentam para realizar retomadas de conhecimento em momentos posteriores ao ensino inicial na escola, concluímos que a perspectiva de ensino do professor e o tipo de atividade de retomada influenciam diretamente a forma como os alunos retomam situações e conhecimentos com os quais tiveram contato anteriormente.
Título em inglês
Mediated memory in Physics learning: questioning the statement "I remember nothing from last year classes!"
Palavras-chave em inglês
Affectivity
Inquiry-based teaching
Mediated memory
Metacognition
Physics learning
Social interaction
Resumo em inglês
Several researches in science teaching point out the difficulty students have to recall knowledge in Physics they have already had contact with at school. In this thesis, we present the report of a research which had the objective of identifying what the students recall from Physics classes they had in the previous year and comprehending the processes that lead (or not) to those recalls, considering the inquiry-based teaching. Participative observation has been carried out in a high school group with 22 students at a federal institution of learning, during six months. During those months, some inquiry-based activities were carried out with the students concerning heat and temperature, besides usual practices the teacher has to approach Thermal Physics themes. Nearly one year later, the same teacher applied activities to the same group, which were different from the initial ones, and requested the recall of what they have been previously taught. The collection of records was made in these different moments. We used five theoretical elements as the basis for the analyses performed - memory, cognition, affection, social interaction and metacognition - in order to attempt to comprehend the learning process all over the different moments, considering the cultural-historical perspective. In the process of data analysis, we have elaborated two categories of mediated memories: scientific-affective memory, corresponding to which has been recalled and that keeps close relation to the scientific knowledge and/or is influenced by it; affective-living memory, corresponding to which has been recalled and that has no explicit relation to the scientific knowledge. One year after the initial activities, the students recalled, by scientific-affective memory, knowledge and abilities related to the inquiry-based teaching and to metacognition. We understand such recalls are evidences that the students learned some of the Physics topics that were taught. Activities carried out in class, feelings and sensations were recalled by affective-living memory. The recalls by both memories happened by mediating elements, which express the way or the factors by which those recalls were made. The analysis performed allows us to defend the thesis that the Physics learning over time, from the perspective of the inquiry-based teaching, is influenced and permeated by mediated memories, which involve cognitive, affective and metacognitive aspects and are formed and accessed by mediating elements. An implication of our results to Physics teaching is the fact that knowing the mediating elements may help the teacher elaborate his teaching in order to positively affect the students" learning. Considering the above mentioned difficulty students have to make recalls of knowledge in moments after the initial learning at school, we conclude that the teacher"s teaching perspective and the type of recall activity directly impact the way the students recall situations and knowledge with which they have had prior contact.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-04-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.