• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
André Luiz Bacci
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Amâncio, Moacir Aparecido (Presidente)
Carvalho, Francisco de Assis Moreno de
Ribeiro, Rodrigo Petronio
Título em português
O marranismo e a poesia de João Pinto Delgado, autor de 'À saída de Lisboa'
Palavras-chave em português
Cristãos-novos
Diáspora sefaradita ocidental
Inquisição
João Pinto Delgado
Judaísmo
Literatura
Resumo em português
O presente trabalho configura uma abordagem de um subtipo do corpus da literatura da diáspora sefaradita ocidental. Trata-se de obras escritas em espanhol e português por autores de origem judia, mas que viveram como cristãos nominais por duas ou mais gerações, em função da perseguição inquisitorial. Uma vez reinseridos no judaísmo, teria sido imperativo aos ditos conversos ressignificar sua identidade. Para o fazerem, estes se serviram, entre outros instrumentos, da literatura. Neste sentido, o poema A La Salida de Lisboa, escrito em espanhol na Holanda do século XVII pelo português João Pinto Delgado, teria constituído uma ferramenta na busca pela reconstrução da identidade judaica do autor, como de seus pares. Tal reconstrução não se daria sem que fossem eliciados elementos próprios à cultura ibérica inquisitorial, incluindo as noções de nobreza e pureza de sangue, identificáveis na obra.
Título em inglês
The Marranism and the poetry of João Pinto Delgado, author of On Leaving Lisbon
Palavras-chave em inglês
Inquisition
João Pinto Delgado
Judaism
Literature
New Christians
Western Sephardic Diaspora
Resumo em inglês
This paper presents an approach to a subtype of the corpus of Western Sephardic Diaspora literature. These are works written in Spanish and Portuguese by authors of Jewish origin, but who lived as nominal Christians for two or more generations, due to persecution inquisitorial. Once reinserted into Judaism, it would have been imperative for the conversos to re-signify their identity. In order to do so, they used, among other instruments, literature. In this sense, the poem A La Salida de Lisboa, written in Spanish in the seventeenth century in Holland by the Portuguese João Pinto Delgado, would have constituted a tool in the search for the reconstruction of the Jewish identity of the author, as of his peers. Such reconstruction would not take place without eliciting elements proper to the Iberian inquisitorial culture, including notions of nobility and purity of blood, identifiable in the work.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-04-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.