• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2014.tde-17042015-125654
Documento
Autor
Nome completo
Janete Barbosa de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Martin, Vima Lia de Rossi (Presidente)
Jorge, Silvio Renato
Macêdo, Tania Celestino de
Título em português
Vou pôr uma história: estratégias narrativas em Nosso musseque, de Luandino Vieira
Palavras-chave em português
Foco narrativo
José Luandino Vieira
Memória coletiva
Polifonia
Resistência
Resumo em português
Esta dissertação apresenta uma leitura de Nosso Musseque (2003), do escritor angolano José Luandino Vieira, um romance que se filia ao conjunto da literatura produzida na década de 1960 e que flagra o cotidiano das parcelas mais desfavorecidas de Luanda: os moradores dos musseques. O objetivo é analisar a constituição do foco narrativo e os efeitos das diversas estratégias estilísticas utilizadas no sentido do texto. Sob a égide de uma literatura comprometida com a construção da nacionalidade e da angolanidade, o romance caracteriza-se pela recuperação da memória coletiva de um grupo de crianças que habitaram as periferias de Luanda no período anterior à Guerra de Libertação, do qual faz parte o narrador. O percurso entre a infância, a adolescência e a juventude é rememorado sob numa perspectiva que adere às personagens e que se revela na polifonia de vozes discursivas, no resgate de formas oriundas da lógica da oralidade das sociedades tradicionais africanas em tensão com as que se apresentam na literatura. Essa reconstrução da memória coletiva evidencia os embates dos sujeitos com o real excludente: desvela não só os momentos significativos em que os desejos de plenitude foram frustrados, mas também as estratégias de resistência dos marginalizados ao colonialismo. Nesse sentido, a trajetória dos meninos do musseque é recontada sob um ponto de vista interno e profundamente engajado, que recupera o processo de amadurecimento e o despertar de uma consciência revolucionária e utópica, imbricando ficção e realidade.
Título em inglês
I will tell a story: narrative strategies in Nosso Musseque, by Luandino Vieira
Palavras-chave em inglês
Collective memory
José Luandino Vieira
Narrative focus
Polyphony
Resistance
Resumo em inglês
This Masters dissertation presents a reading of Nosso Musseque (2003) by the Angolan writer José Luandino Vieira, a novel that is part of the literature produced in the 60s and which catches daily life of the most disadvantaged parcels of Luanda: the inhabitants from musseques. Our goal is to analyze the narrative focus constitution and the effects of many stylistic strategies used on the text meaning. Under the aegis of a literature committed to the construction of nationality and the Angolanity, this novel is characterized by the collective memory recovery of a group of children, which lived in the borderlines of Luanda, before the Liberation War period, in which the narrator takes part. The journey through childhood, adolescence and youth is reminded under a perspective that adheres to the characters and which reveals itself on a polyphony of discursive voices, rescuing forms from the oral tradition logic in the African traditional societies, that are in tension with those presented in literature. The collective memory reconstruction evidences the conflicts between the individuals and the excluding true: his look will uncover not only the significant moments when the wishes for plenitude were frustrated, but also the resistance strategies from the marginalized related to the colonialism. Hence, the musseque boys journey is reported under an intimate and profoundly committed point of view that recollects the maturing process and the arousing of a revolutionary and utopian conscience, imbricating fiction and reality.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-04-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.