• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2015.tde-09102015-134404
Documento
Autor
Nome completo
Reginaldo Parcianello
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Garcez, Maria Helena Nery (Presidente)
Bordini, Maria da Glória
Orione, Eduino José de Macêdo
Silva, Franklin Leopoldo e
Telles, Luís Fernando Prado
Título em português
A pessoalidade poética em Fernando Pessoa
Palavras-chave em português
Estética
Fernando Pessoa
Heteronímia
Pessoalidade
Poética
Resumo em português
Esta pesquisa investiga a pessoalidade poética em Fernando Pessoa. A base do estudo é a estética da formatividade de Luigi Pareyson, da qual extraímos as principais categorias concernentes à hermenêutica literária. É uma investigação interdisciplinar, no tocante a seu arcabouço estético e literário, mas se trata inequivocamente de uma tese sobre literatura, pois a temática filosófica que é transversal ao todo da pesquisa esclarece e interpreta a pluralidade de poemas de Pessoa, em todos os tópicos da pesquisa, sem sustentar uma ideia ou a defesa de um ponto de vista específico. A pessoalidade é a noção estética segundo a qual toda a produção artística passa pela mediação ativa e criadora da pessoa, e isso é se aplica também ao esforço de despersonalização da arte. Não é por acaso que Pessoa rejeita a poética romântica, confessional: seu modo modernista de gerar poemas necessita de uma poética plural que, necessariamente, é sincera ou é representada como um fragmento, em cada heterônimo engendrado à maneira de um holograma de sua personalidade. E nisso mostra-se uma contradição: não se trata de personalidade, como, aliás, a maior parte dos críticos o registra, mas de personalidades (plural, portanto) que, remetidas ao seu criador, no ato poético, redundam na pessoalidade poética. O heterônimo Álvaro de Campos exprime poeticamente a pessoalidade inerente ao projeto pessoano: O que é fazer versos senão confessar que a vida não basta? (PC, Berardinelli, 86), denotando o cerne existencial e personal de qualquer projeto que envolve uma autoria. Em termos teóricos, a pessoalidade na impessoalidade, consequência da historicidade de todo fazer humano, é a compreensão de que quaisquer propósitos, ainda que deliberadamente objetivos, são sempre regulados uma pessoa que os concebe. Não menosprezamos a função pedagógica dos estudos literários, e por isso demonstramos, interpretativamente, que a literatura é imprescindível para a formação da personalidade humana: unicamente através dos caminhos críticos e estéticos é possível a Educação atender aos desafios contemporâneos.
Título em inglês
The Fernando Pessoas poetical personality
Palavras-chave em inglês
Aesthetics
Fernando Pessoa
Heteronomy
Personality
Poetics
Resumo em inglês
This research investigates the poetic personality in Fernando Pessoa. The basis of the study is the aesthetics of formativeness of Luigi Pareyson, from which we draw the main categories concerning the literary hermeneutics. It is an interdisciplinary research, with regard to its aesthetic and literary framework, but it is clearly a thesis on literature, because the philosophical theme that cuts across the whole of research clarifies and interprets the plurality of individual poems in all topics of the research, without sustaining an idea or defense of a specific point of view. The personality is the aesthetic notion that all artistic production passes through the active and creative mediation of a person, and we apply this to depersonalization effort of authors. It is no coincidence that Pessoa rejects the romantic and confessional poetry: his modernist way of generating poems needs a plural poetic that necessarily is sincere or is represented as a fragment in each heteronym engendered in the manner of a hologram of his personality. In addition, it appears to be a contradiction: there is not a personality, as indeed most of the critical records, but personalities (plural, therefore), related to its creator, then the poetic act become poetic personality. The heteronym Álvaro de Campos poetically expresses the personality inherent in the Pessoas aim: "What is do verses but to confess that life is not enough?" (PC, Berardinelli, 86), denoting the existential and personal core of any project that involves "authorship". In theoretical terms, the personality in impersonality (a result of the historicity of all human doing is the understanding that any purpose, even deliberately objectives), have always a person who conceives them. Do not underestimate the pedagogical function of literary studies, and so demonstrate, interpretively, that literature is essential for the formation of human personality: only through the critical and aesthetic ways can the Education meet contemporary challenges.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-10-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.