• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2015.tde-06112015-154228
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Flávia de Assis Lorenção Campoi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Navarro, Eduardo de Almeida (Presidente)
Bastos, Neusa Maria Oliveira Barbosa
Lindo, Luiz Antonio
Título em português
A literatura brasileira em nheengatu: uma construção de narrativas no século XIX
Palavras-chave em português
Couto de Magalhães
Identidade nacional
Literatura indígena
Literatura pós-colonial
Narrativas indígenas
Nheengatu
Resumo em português
Os estudos que registram a Amazônia na passagem dos séculos XIX-XX representam um significativo material documental linguístico-antropológico, por sua motivação de registrar os costumes e os valores dos povos indígenas por meio da construção literária, nesta Língua Geral ou Nheengatu, à época deixando de ser a mais falada na região. Carregados de informações científicas, de espaço e de memória, esses textos influenciaram a partir de uma literatura de informação a construção de uma literatura nacional, que corroborou na constituição de uma intencional identidade brasileira. Literatura esta que amplia o universo dos ideais românticos e contribui para o entendimento de um processo de contato de forças e culturas diversas. Busca-se, assim, tratar esse registro documental a partir de questionamentos e comparações acerca do percurso e presentificação da memória, individual e coletiva, dessas sociedades indígenas, por meio dos mitos e narrativas com os ritos e toda sua simbologia do passado integrada à do presente que remetem tanto a diferentes esferas da verdade quanto a diversas concepções de tempo-espaço, e quanto à própria formação da identidade. As narrativas aqui representam esse ciclo em que rupturas e reconfigurações são interpretadas como a formação de uma nova humanidade, porém sem a descontinuidade da ancestralidade a partir da memória. Buscamos traçar um pouco de uma ruptura, a chegada da civilização e suas consequências, a povos milenares por meio de um arcabouço literário construído por intermediários, ou seja, autores que concretizaram a passagem de uma tradição, baseados quase completamente em fontes anteriores, produzindo pesquisas contemporâneas, manuais, dicionários que apresentavam informações dos saberes e cultura dos povos amazônicos.
Título em inglês
The Brazilian literature in Nheengatu: the narrative construction in the 19th century.
Palavras-chave em inglês
Couto de Magalhães
Indigenous literature
Indigenous narratives
National identity
Nheengatu
Postcolonial literature
Resumo em inglês
The studies that register the Amazon in the transition from the 19th to the 20th century represent an expressive linguistic and anthropological material due to the intention of register the habits and values of the indigenous people by the literary construction in Língua Geral (General Language) or Nheengatu, that no longer was the most spoken language in the period. Loaded of memories, landscapes and scientific information, these texts have influenced the construction of a national literature, though the perspective of the literature of information, that corroborated the construction of Brazilian identity formation. This literature expands the universe of romantic ideals and contributes to the understanding of a contact process of various forces and cultures. Therefore, the intention of this documentary record through questions and comparisons about the course and presentification of memory, individual and collective, of indigenous societies, through the myths and narratives that reveal the rites and all symbolism of the past integrated to the present referring to different perspectives of true as to different conceptions of time and space, and the own identity formation. The narratives here represent this cycle where ruptures and reconfigurations are interpreted as the formation of a new humanity, but without the discontinuity of ancestry from memory. We search to draw a rupture, the arrival of civilization and its consequences, to the ancient people through a literary framework constructed by intermediaries, i.e. authors who realized the passage of a tradition, based almost entirely on ancient sources, producing research contemporary, manuals, dictionaries presenting information of the knowledge and culture from Amazon peoples.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-11-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.