• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2019.tde-01032019-122412
Documento
Autor
Nome completo
Mayara da Silva Neto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Santoro, Elisabetta Antonietta Rita Maria Carmela (Presidente)
Couto, Leticia Rebollo
Kulikowski, Maria Zulma Moriondo
Silva, Luiz Antonio da
Título em português
Pedir em italiano: um estudo sobre a percepção da cortesia por parte de falantes nativos e aprendizes brasileiros
Palavras-chave em português
Aprendizes brasileiros
Cortesia
Italianos
Língua italiana
Pedidos
Resumo em português
O pedido, no âmbito da Pragmática cross-cultural, tem sido estudado por diversos pesquisadores, tanto por ser um dos exemplos mais claros de que é possível fazer coisas com as palavras, como prevê a Teoria dos Atos de Fala (Austin, 1962), quanto por seu potencial de ameaçar a face positiva de quem o profere e negativa de quem o recebe, conforme postularam Brown e Levinson (1987). Tendo em vista esses pressupostos, a pesquisa aqui apresentada teve o intuito de investigar a percepção que aprendizes brasileiros de italiano e falantes nativos dessa língua têm da cortesia linguística presente em pedidos realizados em italiano, a fim de verificar se há semelhanças ou disparidades nas percepções relatadas pelos diferentes grupos e quais são os elementos que podem motivar essas percepções. Para tal, uma amostra de oito pedidos, gravados em áudio e vídeo, foi apresentada aos informantes brasileiros e italianos, que deveriam indicar, em uma escala de 1 a 5, qual o nível de cortesia neles presente, além de indicar, em um conjunto de 19 variáveis, o quanto elas influenciaram a percepção relatada. O corpus coletado é composto por 40 aprendizes brasileiros e 51 italianos e, a partir da análise dos dados, concluímos que i) quatro dos oito pedidos avaliados pelos informantes suscitaram percepções análogas e, consequentemente, outros quatro pedidos causaram percepções diversas; ii) algumas variáveis (modificadores de força ilocucionária e aspectos como a entoação) tiveram impacto significante sobre a percepção da cortesia em geral e, quanto a cada pedido em específico, que nem sempre a presença de modificadores de força ilocucionária influencia a percepção da cortesia, podendo também a ausência desses elementos ter um impacto positivo ou negativo. Também concluímos que uma grande quantidade de modificadores não necessariamente resulta em uma alta percepção da cortesia.
Título em inglês
Requests in Italian: a study on the perception of politeness by native speakers and Brazilian learners
Palavras-chave em inglês
Brazilian learners
Italian language
Italians
Politeness
Requests
Resumo em inglês
The request, in the context of cross-cultural Pragmatics, has been studied by several researchers, both for being one of the clearest examples of the possibility of doing things with words, as predicted by the Theory of Speech Acts (Austin, 1962), as well as for its potential to threaten the positive face of the speaker and the negative face of the hearer, as postulated by Brown and Levinson (1987). In view of these presuppositions, the research presented here was intended to investigate how Brazilians learners of Italian and native speakers of this language evaluate the linguistic politeness in requests made in Italian, in order to verify if there are similarities or disparities in the perceptions reported by the different groups and what are the elements that can motivate these perceptions. To do this, a sample of eight requests, recorded in audio and video, was presented to Brazilian and Italian informants, who were asked to indicate, on a scale of 1 to 5, the level of politeness of those speech acts, besides indicating, in a set of 19 variables, how much they influenced the reported perception. The corpus collected is composed of 40 Brazilians and 51 Italians and, based on data analysis, we concluded that i) four out of eight requests evaluated by the informants presented similar perceptions and, consequently, four other requests caused different perceptions; ii) some variables (modifiers and aspects such as intonation) had a significant impact on the perception of politeness in general. For each specific request, we concluded that the presence of modifiers does not always influence the perception of politeness, and that the absence of such elements may also have a positive or negative impact. Finally, it was possible to notice that a large number of modifiers does not necessarily result in a high perception of politeness.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-03-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.