• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2012.tde-14012013-121942
Documento
Autor
Nome completo
Ingrid Isis Del Grego Herrmann
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Passos, Deusa Maria de Souza Pinheiro (Presidente)
Grigoletto, Marisa
Riolfi, Claudia Rosa
Título em português
A fluidez do lugar do professor de Português Língua Estrangeira: uma análise discursiva de dizeres de professores brasileiros em sua relação com o ensino de PLE
Palavras-chave em português
Discurso
PLE
Representação
Resumo em português
O ensino de Português como Língua Estrangeira (PLE), em nosso país, é, atualmente, uma atividade de natureza acidental, com esparsas oportunidades de formação específica e, em geral, realizada por professores de outras línguas estrangeiras, nativos de português. Propomo-nos, neste estudo, observar essa conjuntura, tomando como hipótese o fato de que o professor ensinar outras línguas e ser nativo não se constitui como uma garantia de conforto para o ensino de português para estrangeiros. A partir disto, levantamos representações de língua, professor e aluno para os professores de PLE entrevistados, a fim de contemplar a relação do professor com a língua que ensina, como ele representa seu lugar de professor e que lugar ele constrói para seu aluno. Procedemos à análise sob uma perspectiva discursiva (ORLANDI, 1997; CORACINI, 1999; GUIMARÃES, 2002) e também considerando alguns conceitos da Psicanálise (FREUD, 1919; LACAN, 1964; MILNER, 1978; BACKES, 2000) e dos Estudos Culturais (BHABHA, 1994; BAUMAN, 2001; WOODWARD, 2000). Em linhas gerais, observamos que há uma estrangeiridade na constituição da língua portuguesa no professor, que acarreta certa dificuldade do ensino dessa língua como língua estrangeira. O lugar do professor, com caráter de novidade, é marcado pelo espaço de enunciação do português, que, habitado por outras línguas, em especial o inglês, afeta a constituição do lugar do professor de PLE. O aluno, por sua vez, é representado por meio de uma estereotipia em relação à sua nação de origem. As imagens levantadas constituem-se de maneira interdependente e relacionam-se à fluidez do lugar do professor de PLE: um lugar com novos contornos, moventes e dinâmicos.
Título em inglês
The fluidity of the place of the Portuguese as a Foreign Language teacher: a discursive analysis of sayings of Brazilian teachers in their relation to the teaching of PLE
Palavras-chave em inglês
Discourse
Portuguese as a foreign language
Representations
Resumo em inglês
Teaching Portuguese as a Foreign Language in Brazil is, at present, an accidental activity, with a few opportunities for specific Professional education and, in general, it is done by teachers of other foreign languages who are also Portuguese native speakers. Our aim in this study is to observe such domain, considering as our hypothesis the fact that teaching other languages and being a native does not guarantee that the teacher will feel comfortable to teach Portuguese to foreigners. Relying on the interviewed teachers words, we identified representations concerning language, teacher and student, with analysis focusing on the relation between teacher and language, the way they represent their position as a teacher and the position they construct to their students. We have adopted a discursive perspective (ORLANDI, 1997; CORACINI, 1999; GUIMARÃES, 2002) and also take into account concepts from Psychoanalysis (FREUD, 1919; LACAN, 1964; MILNER, 1978; BACKES, 2000) and Cultural Studies (BHABHA, 1994; BAUMAN, 2001; WOODWARD, 2000). Generally speaking, we have observed that there is strangeness for the teacher in relation to their Portuguese constitution, which follows into certain difficulties when they are supposed to teach it to foreigners. The teachers position, a new one, is marked by the Portuguese uttering space, itself composed by many languages, especially English. Such composition affects the constitution of the teachers position in Portuguese as a Foreign Language. As for the student, the teachers represent them via stereotypes about their native countries. The images about language, teacher and student are interdependent and also related to the flowing character of the position of the Portuguese as a Foreign Language teacher: a dynamic position, with new outlines and in constant movement.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-01-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.