• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2006.tde-08082007-155011
Documento
Autor
Nome completo
Kátia Regina Vighy Hanna
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Esteves, Lenita Maria Rimolli (Presidente)
Milton, John
Veras, Maria Viviane do Amaral
Título em português
Tradução do dialeto literário de Burma Jones, da obra 'A Confederacy of Dunces', de John Toole
Palavras-chave em português
Dialeto literário
John Kennedy Toole
Literatura brasileira
Literatura norte-americana
Tradução dialetal
Resumo em português
Este trabalho tem por objetivo traduzir os diálogos do personagem Burma Jones, do romance A Confederacy of Dunces, de autoria do norte-americano John Kennedy Toole (1937-1969). A caracterização da fala do personagem remete-se ao inglês não-padrão Black English Vernacular (BEV), fato que levanta questões acerca dos dialetos literários e da problemática de sua tradução. A obra de Toole é praticamente desconhecida dos brasileiros, senão por uma tradução restrita aos leitores do Círculo do Livro, feita por Cristina Boselli, na qual a fala de Jones não apresenta nenhum marcador dialetal, apenas registra um nível coloquial. Na introdução do trabalho, no Capítulo I, demonstro a relevância de se manter na tradução uma diferenciação entre os níveis de fala de cada personagem, em especial do negro Jones, ao examinar como o autor empregou a heterogeneidade lingüística a favor da caracterização dos personagens e da posição social que cada um ocupa na sociedade ficcional do livro. Estabelecida essa relação, considero, no Capítulo II, os dialetos literários em sua construção formal e nas implicações representativa, ideológica e humorística que resultam da presença desse recurso na obra literária. Nessa análise, destaco momentos de nossa literatura em que personagens negros receberam tratamento diferenciado nos diálogos, a fim de verificar como tem sido a representação ficcional da fala dos negros na literatura brasileira. No Capítulo III, no que concerne à teoria da tradução, aproveito a questão da tradução dialetal para enfatizar a intervenção "violenta" do tradutor na produção de sentido estético, ideológico e político, processo que se repete também na tradução em geral e sustenta-se nas teorias contemporâneas da tradução, em que os conceitos de "original" e "fidelidade" são questionados. Como conclusão, apresento a tradução comentada dos diálogos mais relevantes de Burma Jones
Título em inglês
Translation of the dialogues of Burma Jones, a character from John Kennedy Toole's book A Confederacy of Dunces
Palavras-chave em inglês
American Literature
Brazilian literature
Dialectal translation
John Kennedy Toole
Literary dialect
Resumo em inglês
This paper aims to translate the dialogues of Burma Jones, a character from John Kennedy Toole's book A Confederacy of Dunces. This character's speech is a representation of the Black English Vernacular (BEV) style, which raises questions about the literary dialects and the problems involved in their translation. Toole's work is almost unknown to Brazilian readers, except for a translation by Cristina Boselli, distributed only to members of Círculo do Livro and therefore available to a limited readership. In that translation, Jone's speech is not presented with any trace of dialectal variation, being only marked as belonging to a colloquial register. Chapter I advocates for the relevance of preserving the translation of the different literary dialects, especially Burma Jones'. This is done through examining how the author employed the linguistic heterogeneity to stress the characters' peculiarities and the social position they occupy in the fictional society of the book. This relation being established, Chapter II considers the literary dialects in their formal construction and the representative, ideological and humorous effects they create in a fictional work. This analysis highlights works from Brazilian literature in which black character's speeches have received a different treatment, in order to verify how the authors have portrayed them. Chapter III addresses translation theory and emphasizes the translator's violent intervention, as s/he creates aesthetic, ideological and political meaning in any act of translation, and specially when translating literary dialects. This concept is supported by to some authors on contemporary translation theory, who challenge the concepts of "fidelity" and "original work". In conclusion, I present a dialectical translation of the most relevant dialogues of Burma Jones, followed by comments on my decisions
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-08-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.