• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2015.tde-04082015-172551
Documento
Autor
Nome completo
Maria Luisa Prandina Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Carmagnani, Anna Maria Grammatico (Presidente)
Lopes, Carlos Renato
Mizan, Souzana
Título em português
Representação e identidade cultural em 'Tabu Brasil' e a linguagem dos documentários da National Geographic para a TV
Palavras-chave em português
Documentário
Relações saber-poder
Representação
Sociedade de controle
Tabu
Resumo em português
Esta dissertação se propõe a problematizar as representações de tabu da sociedade brasileira, apresentadas na série de documentários Tabu Brasil, produzidos sob o viés do olhar da National Geographic Society. A hipótese que norteia este estudo é de que as representações de tabu na série focal, para além da mera exposição de casos, acabam marginalizando outros saberes e culturas, a partir de uma perspectiva situada e defendida por grupos hegemônicos no ocidente. A fundamentação teórica para esta análise apresenta como suporte principal os estudos discursivos de teóricos como Pechêux (1975, 1988, 1999), Foucault (1971, 1984, 1977) e Deleuze (1992), cujos conceitos de formação discursiva, sociedade disciplinar, relações entre poder, saber e verdade e de sociedade de controle serviram de base para a discussão. A análise versa sobre o imaginário construído em torno da questão de tabu, relativo à sociedade brasileira, a partir do ponto de vista dos produtores dos documentários, vislumbrando uma possível estereotipização e/ou um silenciamento para questões mais fundamentais na sociedade ocidental. O trabalho está organizado em três capítulos que investigam a construção dos documentários feitos para a TV, sua importância e condições de produção. Por meio das imagens, dos dizeres do narrador em off, e dos sujeitos representados, cujas identidades supostamente constituem um tabu, observa-se que as representações oferecem ao público uma visão parcial de um outro subalterno, sob o ponto de vista do grupo hegemônico. Ao mesmo tempo, imagens e texto fortalecem a representação de tabu, sugerindo a existência de uma sociedade ideal, diferente da retratada, revelando, a partir de nossa discussão, uma preocupação com possíveis abalos à gestão da sociedade de controle.
Título em inglês
Representation and cultural identity in Tabu Brasil and the language of National Geographic TV documentaries
Palavras-chave em inglês
Documentary
Knowledge-power relations
Representation
Society of control
Taboo
Resumo em inglês
This dissertation aims to discuss the representations of taboo in the Brazilian society. Originally presented in the documentary TV series Tabu Brasil, it was produced by the National Geographic Society. The hypothesis postulates that representations of taboo in the target series, apart from mere case exposures, end up marginalizing other knowledges and cultures, from a perspective situated and advocated by Western hegemonic groups. The theoretical basis for this analysis is mainly grounded in discursive studies of theoreticians such as Pechêux (1975, 1988, 1999), Foucault (1971, 1984, 1977) and Deleuze (1992), whose concepts of discursive formation, disciplinary society, relations of knowledge, power and truth, and of society of control were the basis of the discussion. The analysis problematizes the constructed imaginary of taboo, as it relates to Brazilian social issues, based on the documentary producers point of view. The perception is of the stereotyping and/or silencing of more fundamental matters in Western society. The work is divided into three chapters that examine the production of TV documentaries, their relevance and conditions of production. Through the images, the speech of the narrator and the subjects whose identities are supposedly considered as a taboo, we can observe that the representations offer the public a partial view of a subaltern other, through the point of view of the hegemonic group. At the same time, images and text reinforce the representations of taboo, suggesting the existence of an ideal society, different from the depicted one, revealing, from our discussion, a concern with possible disruptions to the management of the society of control.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-08-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.