• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2012.tde-21022013-124839
Documento
Autor
Nome completo
Rita de Cássia Gomes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Massaro, Paulo Roberto (Presidente)
Ishihara, Tokiko
Rochebois, Christianne Benatti
Título em português
Interações verbais: analisando práticas centradas na espontaneidade e na solução de problemas em nível inicial de FLE
Palavras-chave em português
Espontaneidade
FLE A1
Interação verbal
Validação interlocutória
Resumo em português
A presente pesquisa descreve, analisa e discute a exequibilidade de efetiva comunicação oral entre aprendizes em nível inicial de aprendizagem de FLE. Fundamentando-nos em Kerbrat-Orecchioni (1990; 1996) e Marcuschi (2003; 2008) descrevemos o funcionamento da interação verbal, explicitando seus fatores internos bem como as condutas que determinam esta prática. Apoiando-nos ainda em obras que defendem um ensino pautado na interação e na espontaneidade, como, por exemplo, Kramsch (1984), Schiffler (1991) e Massaro (2008) expomos suas contribuições para a área da didática do francês língua estrangeira. Analisando efetivas interações entre aprendizes inscritos em um Curso Experimental que oferecemos junto ao Serviço de Cultura e Extensão da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, detectamos procedimentos de validação interlocutória (de caráter verbal, paraverbal e não verbal) utilizados para assegurar o sucesso da troca comunicativa espontânea na execução de tarefas linguageiras. A análise dos turnos de fala dos aprendizes evidenciou que a interação espontânea conduz naturalmente à colaboração na solução de problemas. Recorrendo frequentemente a reguladores e captadores, os aprendizes asseguram o pacto com o interlocutor, demonstrando assim seu engajamento discursivo na troca interacional em curso, ainda que pautado por restrições linguísticas características do nível inicial de aprendizagem de língua estrangeira.
Título em inglês
Verbal interactions: analyzing practices centered in the spontaneity and in the solution of problems in initial level of FFL
Palavras-chave em inglês
FFL A1
Interlocutory validation
Spontaneity
Verbal interaction
Resumo em inglês
The present research describes analyses and discusses the feasibility of effective oral communication of FFL (French as a Foreign Language) learners at an early stage. It is based upon Kerbrat-Orecchioni (1990; 1996) and Marcuschi (2003; 2008) and it describes how verbal interaction works, evincing its internal factors as well as the conducts that determine this practice. It also relies on books that defend the teaching grounded on interaction and spontaneity, as, for instance, Kramsch (1984), Schiffler (1991) and Massaro (2008) and it exposes their contribution to the teaching area of French as a foreign language. Analyzing effective interactions between learners enrolled in an Experimental Course offered in the Center of Culture and Extension of the Philosophy, Languages and Human Sciences College of the University of São Paulo, it has been noticed procedures of interlocutory validation (of verbal, paraverbal and non-verbal character) used to reassure the success of the spontaneous communication exchange in the execution of language tasks. The appraisal of the speaking turns of the apprentices has evidenced that the spontaneous interaction results in the collaboration of problem solving. Frequently recurring to regulators and receivers, learners ensure the agreement with the interlocutor, demonstrating, thus, their discoursive engagement in the interactional exchange in progress, despite its being based on linguistic restrictions, which are characteristic of the early stage of foreign language learning.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-02-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.