• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Priscila Lima Pirini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Souza, Paulo Chagas de (Presidente)
Sândalo, Maria Filomena Spatti
Scher, Ana Paula
Título em português
Construções marginais em georgiano: uma análise sob a perspectiva da linguística cognitiva
Palavras-chave em português
Construções marginais
Georgiano
Gramática cognitiva
Linguística cognitiva
Morfossintaxe
Resumo em português
Diferentes agrupamentos de verbos, parte do que chamamos aqui de construções marginais, representam em georgiano um pequeno número de verbos que apresenta peculiaridades estruturais que se desviam, de um modo ou de outro, do padrão dominante representado por classes maiores de verbos. São nessas classes maiores que esses agrupamentos menores tradicionalmente acabam por ser inseridos, estando no limiar, diacrônica e sincronicamente, entre construções morfossintáticas maiores. Argumenta-se que, assim como em relação às classes verbais maiores e mais produtivas, esses grupos menores de verbos também revelam tendências bastante específicas presentes na língua, destacando-se por apresentar diferentes processos de significação. Em vista disso, com base no movimento teórico conhecido pelo amplo termo Linguística Cognitiva, procurou-se compreender e explicar fornecendo as necessárias relações entre construções que apontam para essas tendências menos e mais produtivas e prototípicas de que forma mudanças formais vistas nesses grupos de verbos em particular como mudanças argumentais, aumento ou apagamento de argumentos, mudança na marcação de caso de argumentos etc. codificam e espelham maneiras e processos distintos de significação, e qual seria, consequentemente, a natureza dessas diferentes significações.
Título em inglês
Marginal constructions in Georgian: an analysis under the framework of Cognitive Linguistics
Palavras-chave em inglês
Cognitive grammar
Cognitive linguistics
Georgian
Marginal constructions
Morphosyntax
Resumo em inglês
Different groups of verbs, that we call here marginal constructions, represent in Georgian a limited number of verbs that have structural peculiarities that deviate in one way or another, from the dominant pattern represented by major verb classes in which they are traditionally classified, since they are at the threshold between major morphosyntactic constructions, diachronically and synchronically. It is argued that, compared to the largest and most productive verb classes, these smaller groups of verbs also reveal quite specific tendencies within the language, particularly by showing different meaning processes. Therefore, based on the theoretical framework known by the broad term Cognitive Linguistics, we sought to understand and explain by providing the necessary relations between those constructions that point to less and more productive and prototypical tendencies - how formal changes seen in these verb groups in particular, e.g. changes in argument structure, increase or deletion of arguments, shifting in case marking of arguments etc., reflect and code distinct ways and processes of conceptualization, being able, therefore, to caracterize the nature of these different meanings.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-05-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.