• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2012.tde-07122012-111004
Documento
Autor
Nome completo
Lidia Lima da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Muller, Ana Lucia de Paula (Presidente)
Borges Neto, José
Ferreira, Marcelo Barra
Gomes, Ana Paula Quadros
Negrao, Esmeralda Vailati
Título em português
A manifestação das noções de ignorância e de conhecimento no português brasileiro: o caso de algum e (um) certo
Palavras-chave em português
Conhecimento
Ignorância
Implicatura
Indefinidos
Pragmática
Semântica
Resumo em português
O estudo de diferentes línguas tem permitido observar a existência de pronomes indefinidos e de determinantes indefinidos que podem ser associados ao estado de conhecimento ou desconhecimento do falante, ou de outro agente saliente (como o sujeito da sentença), em relação ao referente do sintagma determinante (constituído pelo pronome ou pelo determinante e um nome). Muitos estudiosos (cf. ABUSCH; ROOTH, 1997; ALONI, 2007; ALONI; VAN ROOIJ, 2007; ALONSO-OVALLE; MENÉNDEZ-BENITO, 2010; BECKER, 1999; CHIERCHIA, 2006; CONDORAVDI, 2008; EBERT; EBERT; HINTERWIMMER, no prelo; FARKAS, 2006; HINTERWIMMER; UMBACH, no prelo; HASPELMATH, 1997; IONIN, 2008; JAYEZ; TOVENA, 2006; KRATZER; SHIMOYAMA, 2002; ZAMPARELLI, 2007; entre outros) têm se dedicado à descrição e à análise desses indefinidos. O objetivo deste trabalho é descrever e explicar, a partir do aparato teórico da Semântica Formal, as contribuições semânticas e pragmáticas que algum e (um) certo e trazem para o significado das sentenças em que aparecem. Defende-se que, no que diz respeito à marcação da identificabilidade do referente, esses indefinidos estão em posições opostas, pois, enquanto algum combinado com nomes contáveis e massivos marca que o falante (ou outro agente saliente) não está em condições de identificar o referente do DP, (um) certo, por sua vez, marca que o falante deve identificar o referente. No entanto, quando combinados com nomes como charme, ambos marcam imprecisão em relação a uma escala grau presente no nome. Este trabalho pretende ser uma contribuição para o entendimento da semântica de determinantes indefinidos no português brasileiro. Ao descrever e analisar o comportamento semântico e pragmático de algum e (um) certo, este texto contribui, de maneira mais abrangente, para o estudo que tem se desenvolvido em várias línguas com o objetivo de construir uma tipologia para os indefinidos associados ao estado epistêmico do falante.
Título em inglês
The manifestation of notions of ignorance and of knowledge in Brazilian Portuguese: the case of algum (some) and (um) certo (a certain)
Palavras-chave em inglês
Acknowledgement
Ignorance
Implicatures
Indefinites
Pragmatics
Semantics
Resumo em inglês
The study of languages has allowed to observe the existence of indefinite pronouns and indefinite determiners that can be associated with the speakers state of acknowledgement or ignorance, or another prominent agents (such as the subject of the sentence) with respect to determining the referent of the phrase (constituted by a pronoun or a determiner and a name). Many scholars (cf. ABUSCH; ROOTH, 1997; ALONI, 2007; ALONI; VAN ROOIJ, 2007; ALONSO-OVALLE; MENÉNDEZ-BENITO, 2010; BECKER, 1999; CHIERCHIA, 2006; CONDORAVDI, 2008; EBERT; EBERT; HINTERWIMMER, no prelo; FARKAS, 2006; HINTERWIMMER; UMBACH, no prelo; HASPELMATH, 1997; IONIN, 2008; JAYEZ; TOVENA, 2006; KRATZER; SHIMOYAMA, 2002; ZAMPARELLI, 2007; among others) have been devoted to the description and analysis of such indefinites. The aim of this paper is to describe and explain, from the theoretical apparatus of Formal Semantics, the semantic as well as pragmatic contributions of algum (some) and (um) certo (a certain) and show those contributions each of them brings to the meaning of sentences in which they appear. It is argued that, regarding the marcation of identifiability of the referent, these indefinites are in opposite positions, because whereas algum (some) combined with countable and mass nouns marks that the speaker (or another prominent agent) is not able to identify the referent of DP, (um) certo, (a certain) marks instead that the speaker is able to identify the referent. Nonetheless, when they are combined with nouns such as charme (charm) both mark the imprecision in relation to a scale present in the noun. This work intends to be a contribution to the understanding of the semantics in indefinite determinants in Brazilian Portuguese. By describing and analyzing the semantic and pragmatic behaviors of algum (some) and (um) certo (a certain), this text contributes, in a broader way, to the studies which have been carried out in several languages with the goal of build a typology for the indefinites associates to the speakers epistemic state.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-12-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.