• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2008.tde-06082009-163245
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Ferreira Marques
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Demolin, Didier Sheila Jean Marie (Presidente)
Reis, César Augusto da Conceição
Souza, Paulo Chagas de
Título em português
Estruturas silábicas do português do Brasil: uma análise tipológica
Palavras-chave em português
Fonética
Sílaba
Tipologia
Resumo em português
A linguagem, manifestação natural do ser humano, vem sendo estudada por pelo menos dois milênios. No entanto, a comunidade científica em geral ainda reluta em considerar o estudo da linguagem humana (lingüística) como uma ciência. Certamente a forma como se estuda a linguagem influencia nessa opinião. A dicotomia entre língua e fala atribuída a Saussure (1970) ainda guia grande parte dos estudos científicos hoje em dia. Essa dicotomia ainda faz surgir grandes debates no mundo lingüístico. Se um pesquisador opta por estudar a fala, ele/ela provavelmente não vai lidar com língua e vice-versa. No entanto, nos últimos anos, essa perspectiva vem mudando, sob o impulso de pesquisadores como Ohala (1990) e Lindblom (1986), que perpetuam as fundações já estabelecidas no começo do século 20 por Rousselot (1904). Isso não significa que uma tendência lingüística mais baseada na substância negue qualquer princípio da teoria fonológica contemporânea. Ao contrário, procura prová-las baseando-se em paradigmas da ciência experimental. Dados de fala permitem fazer analises robustas de fenômenos lingüísticos, e paradigmas experimentais se aplicam bem a esses fenômenos. Essa é a perspectiva adotada por essa dissertação. Baseado na tipologia das línguas, e na teoria molde/conteúdo de evolução da fala (MACNEILAGE, 1998; 2008), este estudo objetiva situar o português do Brasil na tipologia das línguas do mundo, de forma a mostrar como seus padrões silábicos respeitam certas restrições neurológicas, psicológicas e sensoriais. Para alcançar esse objetivo, um banco de dados do português dividido em sílabas foi feito. Esse banco de dados foi analisado com um programa desenvolvido especificamente para estudos tipológicos da sílaba. Alguns fenômenos lingüísticos, tais como associações silábicas labial-central, coronal-frontal, dorsal-posteiror e o efeito L.C. (labial-coronal) são discutidos dentro do quadro da teoria molde/conteúdo.
Título em inglês
Brazilian portuguese syllable structures: a typologicalaanalysis
Palavras-chave em inglês
Phonetics
Syllable
Typology
Resumo em inglês
Language, the natural expression of human beings, has been studied for at least two millennia. However, the scientific community still disagrees in considering the study of natural language (i.e. linguistics), as a science. Certainly the way it has been studied in the past influences this opinion. The dichotomy between language and speech attributed to Saussure (1970), still guides a substantial part of the research in linguistics nowadays. This dichotomy has been arising great debates in the linguistic world. If a researcher chooses to study speech, he/she will likely not deal with language and vice versa. However, in the last few decades, this perspective has been changing, under the impulsion of researchers like Ohala (1990) and Lindblom (1986) who perpetuate the foundations already established at the beginning of the 20th century by Rousselot (1904). This does not mean that a more substance-based linguistic trend denies every statement made in contemporary phonological theory. Instead, it rather searches to prove them based on the paradigms of experimental science. Speech data, allow making robust analyses of linguistic phenomena, and experimental paradigms apply particularly well to these phenomena. This is the perspective adopted by this thesis. Based on language typology, and on the frame/content theory of speech (MACNEILAGE, 1998; 2008), this study aims to situate Brazilian Portuguese in the syllable typology of the worlds languages, in order to show how its syllable patterns respect certain sensorial, physiological and neurological constraints.. In order to achieve this goal a data base of Portuguese words divided into syllables was made. This data base was then analyzed with a program specifically developed for typological studies of syllables. Some linguistic phenomena such as labial-central, coronal-frontal and dorsal-back associations and the L.C. (labial-coronal) effect are discussed within the frame/content theory framework.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-08-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.