• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Murillo Clementino de Araujo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Lopes, Ivã Carlos (Presidente)
Almeida, Heloisa Buarque de
Schwartzmann, Matheus Nogueira
Taille, Elizabeth Harkot de La
Título em português
Semiótica, linguagem, gênero e sexualidade: fabricação da realidade
Palavras-chave em português
Gênero
Linguagem
Realidade
Semiótica da cultura brasileira
Sexualidade
Resumo em português
A presente dissertação de mestrado investiga as relações entre linguagem, gênero e sexualidade, com base em formulações teóricas dos estudos semióticos e sociais, de um lado, e análises práticas de um corpus constituído por textos da cultura brasileira contemporânea, do outro. A principal ideia defendida aqui é a de que tanto as linguagens verbais quanto as não-verbais são responsáveis por recortar o mundo de diversas maneiras, influenciando a percepção que sujeitos de comunidades linguísticas e culturais diferentes têm sobre a realidade, inclusive sobre as representações associadas a gênero e sexualidade. Para discutir essa questão, a parte inicial desta dissertação traz o modelo teórico desenvolvido pelo linguista brasileiro Izidoro Blikstein no livro Kaspar Hauser, ou A fabricação da realidade, de 1983, no qual o autor argumenta, inspirado pela reflexão clássica de Ferdinand de Saussure acerca das relações entre linguagem e pensamento, que a realidade é um universo amorfo e contínuo. De acordo com Blikstein, para que a realidade possa adquirir forma e sentido, ela passa por um amplo processo de fabricação, que envolve a semiose gerada pelos traços distintivos e pelos corredores isotópicos da práxis social, os estereótipos da percepçãocognição, a construção do referente e, por fim, os mecanismos verbais da língua. Na parte final desta dissertação, esses tópicos teóricos são desenvolvidos a partir de um conjunto de análises de quatro textos da cultura brasileira contemporânea, que são examinados sob a perspectiva do percurso gerativo do sentido elaborado por Algirdas Julien Greimas e outros pesquisadores ligados à semiótica da Escola de Paris. A primeira análise aborda a canção Geni e o Zepelim, de Chico Buarque, composta entre 1977 e 1978, para descrever como os procedimentos de enunciação, as sequências de programas narrativos e a dinâmica entre exercício e acontecimento organizam o percurso subjetivo da prostituta e travesti Geni. Em segundo lugar, é examinada a série de tirinhas Aline, originalmente publicada por Adão Iturrusgarai no jornal Folha de S. Paulo de 1996 a 2009, para discutir a caracterização dos atores do enunciado Aline, Otto e Pedro, bem como a questão do éthos discursivo, dos estereótipos de gênero e da sexualidade poligâmica. O terceiro estudo trata do look apresentado por Laerte Coutinho em uma fotografia da revista Época de 2012 para examinar os temas da travestilidade e da construção das identidades visuais de gênero. A quarta e última análise focaliza o livro A princesa e a costureira, de 2015, escrito por Janaína Leslão e ilustrado por Júnior Caramez, para investigar o impacto que as estruturas narrativas, o processo de atorialização e os marcadores sociais da diferença, como gênero, sexualidade, classe social e raça, exercem sobre o relacionamento amoroso entre a princesa Cíntia e a costureira Isthar. Em síntese, as reflexões teóricas e analíticas da presente dissertação de mestrado demonstram que a função poética da linguagem e as performances de transgressão subjetivas são capazes de denunciar os mecanismos de fabricação da realidade, do gênero e da sexualidade.
Título em inglês
Semiotics, language, gender and sexuality: fabrication of reality
Palavras-chave em inglês
Brazilian culture semiotics
Gender
Language
Reality
Sexuality
Resumo em inglês
The present masters dissertation investigates the relations between language, gender, and sexuality, based on theoretical formulations from semiotic and social studies, on the one hand, and practical analyses of a corpus containing texts from contemporary Brazilian culture, on the other. The main idea defended here is that both verbal and nonverbal languages are responsible for segmenting the world in distinct ways, which has some influence on the perception that subjects of different linguistic and cultural communities have about reality, including also the representations associated with gender and sexuality. In order to discuss this issue, the initial part of this dissertation presents the theoretical model developed by Brazilian linguist Izidoro Blikstein in his 1983 book Kaspar Hauser, ou A fabricação da realidade, in which the author argues that reality is an amorphous and continuous universe, inspired in this point by Ferdinand de Saussures classical reflection on the relations between language and thought. According to Blikstein, reality can only achieve form and meaning after going through a complex process of fabrication, which involves the semiosis generated by distinctive features and isotopic corridors of social praxis, the stereotypes of perceptioncognition, the construction of the referent, and, finally, the verbal mechanisms of language. In the final part of this dissertation, these theoretical topics are developed in connection with a set of analyses concerning four texts from contemporary Brazilian culture, which are examined from the perspective of the generative process of meaning elaborated by Algirdas Julien Greimas and other researchers related to the Paris School semiotics. The first analysis focuses on Chico Buarques song Geni e o Zepelim, composed between 1977 and 1978, in order to describe how the enunciation procedures, the sequences of narrative programs, and the dynamics between exercise and event organize the subjective path of the prostitute and transvestite Geni. In the second place, it is examined the series of comic strips Aline, originally published by Adão Iturrusgarai in the newspaper Folha de S. Paulo from 1996 to 2009, to discuss the characterization of the enunciate actors Aline, Otto, and Pedro, as well as the issues of discursive ethos, gender stereotypes, and polygamous sexuality. The third study deals with the fashion look presented by Laerte Coutinho in a 2012 Época magazines photograph to examine both themes of transvestite practice and visual gender identity construction. The fourth and final analysis focuses on the 2015 book A princesa e a costureira, written by Janaína Leslão and illustrated by Júnior Caramez, in order to investigate the impact that the narrative structures, the actorialization process, and the social markers of difference, such as gender, sexuality, social class, and race inflict upon the love relationship between princess Cíntia and dressmaker Isthar. In short, both theoretical and analytical reflections of the present masters dissertation demonstrate that the poetic function of language and the subjective transgression performances are able to denounce the mechanisms involved in the fabrication of reality, gender, and sexuality.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-04-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.