• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2012.tde-31082012-110646
Documento
Autor
Nome completo
Leonardo José César de Mattos Guerra
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Florenzano, Modesto (Presidente)
Pinto Filho, Julio Cesar Pimentel
Rocha, Elizabete Sanches
Título em português
Viagens de Gulliver: recepção (história) e interpretação (crítica)
Palavras-chave em português
Crítica
História
Interpretação
Jonathan Swift
Viagens de Gulliver
Resumo em português
Desde sua primeira impressão, em Londres, no ano de 1726, Viagens de Gulliver, de Jonathan Swift, tem sido amplamente lida e, conseqüentemente, reimpressa. No entanto, o evidente sucesso editorial do livro não permite concluir que ele tenha ganhado incontestável aprovação do público nem tampouco pode levar-nos a pensar que suas interpretações foram sempre consensuais. Prova disso reside nos dissensos do período pós-publicação os quais se estenderam e alargaram até a era vitoriana, no século XIX, a partir de quando a obra mais importante de Jonathan Swift adquiriu novas leituras, especialmente no mundo anglo-norte-americano, até que, por fim, ingressasse no panteão dos grandes textos da moderna literatura de língua inglesa. Apresentar algumas das leituras e interpretações de peso do período vitoriano, considerando as nuances da crítica e da historiografia que trataram de Viagens de Gulliver, bem como introduzir os argumentos de alguns autores que, do fim do século XIX até a primeira metade do XX, revisitaram tanto essa obra como certos comentários acerca dela são, pois, os objetivos primordiais deste trabalho.
Título em inglês
Gullivers Travels: reception (history) and interpretation (criticism)
Palavras-chave em inglês
Criticism
Gullivers Travels
History
Interpretation
Jonathan Swift
Resumo em inglês
Since Gullivers Travels by Jonathan Swift, was printed in London, in 1726, it has been largely read and, consequently, reprinted. However, the evident editorial success of the book does not let to conclude that it had gained incontestable public approval, neither lead to think that interpretations about it were always consensual. A proof for this lays on disagreements from the post-publication period which had spread and enlarged until the Victorian age, in the 19th century; since then the most important book of Jonathan Swift has acquired new readings, especially in the Anglo-North-American world, and after all it got into the pantheon of the great texts of the English modern literature. Presenting some important readings and interpretations from the Victorian age, considering the nuances of the criticism and historiography that dealt with Gullivers Travels, as well as introducing arguments of some authors whom, from the end of the 19th century to the begin of the 20th century, revisited both the book and some commentaries concerning to it, are the prime objectives of this work.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-08-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.