• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2011.tde-29082011-105825
Documento
Autor
Nome completo
Juliana de Paiva Magalhães
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Wissenbach, Maria Cristina Cortez (Presidente)
Slenes, Robert Wayne Andrew
Souza, Marina de Mello e
Título em português
Moçambique e Vale do Paraíba na dinâmica do comércio de escravos: diásporas e identidades étnocas, séc. XIX
Palavras-chave em português
Cafeicultura
Demografia
Escravos
Resumo em português
Entre o fim do século XVIII e ao longo da primeira metade do XIX a África Centro-oriental contribuiu, de forma significativa, com mão-de-obra escrava para o desenvolvimento do capitalismo mundial. A maior parte dos africanos daí procedentes, vindos com destino ao Brasil, concentrou-se nas áreas cafeeiras da região sudeste, onde no final do século XVIII desenvolveu-se o núcleo cafeicultor inicial da capitania e, posteriormente, província de São Paulo. Durante as três primeiras décadas do século XIX, com a introdução maciça de escravos e o deslanche da produção cafeeira, a região do Vale do Paraíba paulista se transformou em uma típica zona de plantation cuja importância econômica se estendeu até o final da escravidão. O objeto central deste trabalho são os africanos oriundos da costa Centro-oriental. Por meio de um estudo demográfico procuramos rastrear estes indivíduos nas fazendas cafeeiras de Bananal buscando examinar como se deu a inserção destes africanos nas senzalas da região. Utilizamos diferentes fontes documentais do período, tais como: inventários post-mortem de proprietários da região, registros eclesiásticos de casamentos escravos e relatos de viajantes.
Título em inglês
Mozambique and Vale do Paraiba in the dinamics of the slave trade: diasporas and ethnic identities, XIX century
Palavras-chave em inglês
Cofee production
Demographic
Slaves
Resumo em inglês
Between the late eighteenth century and throughout the first half of the nineteenth century East-Central Africa contributed significantly to supply slave labor to the development of world capitalism. Most Africans coming from there to Brazil was leaded to the coffee areas in the southeast, where, in the late eighteenth century, developed the initial core of coffee production of the captaincy, and the province, of São Paulo. During the first three decades of the nineteenth century, with the massive introduction of slaves and the growth of coffee production, the Paraíba Valley turned into a typical plantation zone, whose economic importance persisted until the end of slavery. The central object of this work are Africans slaves from the central-eastern coast. Through a demographic study we tried to trace theses individuals in the coffee farms of Bananal, we try to examine how was the inclusion of Africans in the slave plantations of the region. We use different documentary sources of the period, such as postmortem inventories of slave owners of the region, church records of marriages and travelers accounts.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-08-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.