• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Miriam Bettina Paulina Bergel Oelsner
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Novinsky, Anita Waingort (Presidente)
Coggiola, Osvaldo Luis Angel
Lombardi, Andrea Giuseppe
Schvartzman, Gabriel Steinberg
Vigevani, Tullo
Título em português
A gênese do nacional-socialismo na Alemanha do século XIX e a autodefesa judaica
Palavras-chave em português
A República de Weimar
Judeus - antissemitismo [Alemanha] [Século 19] [Século 20]
Nacionalsocialismo [Alemanha] [Século 20]
Resistência judaica [Alemanha] [Século 19] [Século 20]
Sionismo [Alemanha] [Século 20]
Resumo em português
O objetivo desta tese é o estudo da vida dos judeus na Alemanha, a partir de msua saída do gueto ao final do século XVIII. Tive a preocupação em contextualizar a história do antijuda-ísmo, desde a chegada dos romanos na antiga Germânia no século II, ressaltando os momentos mais críticos, como a Primeira Cruzada em 1096 e o enforcamento do judeu Süß em 1738, por razões de animosidades políticas. O estudo rastreia o antissemitismo a partir dos acontecimen-tos da primeira metade do século XIX, permitindo compreender a eclosão dos horrores da Shoá, como o auge de um processo que se desenvolveu durante um longo período. Foram observadas tentativas de integração à sociedade alemã, envolvendo progressos curtos, entremeados por re-cuos, pontuados por movimentos dos próprios judeus, evidenciando o paradoxo entre a liber-dade adquirida pela saída do gueto, com a entrada na vida urbana, e os crescentes sentimentos antijudaicos, agora no seio da sociedade alemã, ocasionando o agravamento desses sentimentos, com os quais os judeus tiveram de conviver. O trabalho demonstra como essa integração se tornou estímulo para o recrudescimento de tendências antijudaicas latentes. O antissemitismo foi tomando, progressivamente, forma mais política e serviu de sustentação ao crescimento do na-cional-socialismo, que o tomou como bandeira, para dar sentido ao ódio gerado pelas tensões vigentes na nação germânica. A insatisfação decorrente da humilhação acarretada pela derrota da Primeira Guerra Mundial e pelo Tratado de Versalhes fez com que o movimento crescente em direção à Segunda Guerra Mundial ficasse aí determinado. A imagem dos judeus ficou as-sociada ao que passou a ser visto pelos setores reacionários e nacionalistas, como intimamente ligados à República de Weimar, levando os arianos a declarar guerra a tudo o que fosse oci-dental, judaico, liberal e iluminista. A maldição estava posta. Houve tentativas de reação judai-cas, objeto central deste estudo, a partir da fundação do Central Verein deutscher Staatsbürger jüdischen Glaubens em 1893, que existiu até 1938, e é a reafirmação da identidade alemã dos judeus. A insistência dos judeus em constituir-se como parte integrante da sociedade alemã pôde ser verificada a posteriori. Foi uma tentativa derradeira, condenada ao fracasso, porém corajosa. A abertura dos arquivos de Moscou permitiu conhecer este processo e alimentou de informações preciosas o estudo aqui apresentado.
Título em inglês
The genesis of National Socialism in nineteenth-century Germany and the Jewish self defense
Palavras-chave em inglês
Jewish with-standing [Germany] [19th Century] [20th Century]
Jews - Antisemitism [Germany] [19th Century] [20th Century]
Nationalsocialism [Germany] [20th Century]
The Weimar Republic
Zionism [Germany] [20th Century]
Resumo em inglês
The purpose of this study was to investigate the life of the German Jews after leaving the ghetto at the end of the 18th Century. There was a concern to put the History of Anti-Judaism in con-text, ever since the Romans entered Ancient Germania, emphasizing critical moments such as the 1st Crusade and the hanging of the Jew Süss in 1738 because of political animosities. The study tracked Anti-Semitism from the events of the first half of the 19th century, allowing an understanding of the outburst of the horrors of the Holocaust as the peak of a long progressing process. Attempts of the Jews to become integrated in the German society were observed, with momentary progresses interspersed with retreats, punctuated by movements of the Jews them-selves in this integration process. There is a paradox between the freedom conquered by exiting the ghetto and entering the urban life and the growing anti-Jewish feelings within the German society with which they had to live. It is shown in this work how this integration became a stimulus for anti-Jewish revivals. Anti-Semitism became more and more political, supporting the growth of National Socialism that adopted it as a flag, in order to give a meaning to the hatred arising from the tensions present in the German population. Then the dissatisfaction re-sulting from the humiliation caused by the defeat in World War I and the Treaty of Versailles determined the increasing movement towards World War II. Reactionary and nationalist sectors associated the image of the Jews with the Weimar Republic and so the Arians declared war against everything considered Western, Jewish, liberal and enlightening. The curse was on. Jewish attempts to react, also featuring a confirmation of their German identity and their insist-ence in belonging to the German society, were the core of this study. In retrospect, the founda-tion of the CV can be considered a last and brave attempt, yet destined to fail. The opening of the Moscow archives allowed getting to know this process, providing valuable information for the present study.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-10-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.