• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2014.tde-21012015-185723
Documento
Autor
Nome completo
Adriana das Graças de Paula
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Soares, Gabriela Pellegrino (Presidente)
Capelato, Maria Helena Rolim
Quadrat, Samantha Viz
Título em português
Pensar a democracia: o movimento feminino pela anistia e as Mães da Praça de Maio (1977-1985)
Palavras-chave em português
Democracia
Direitos humanos
Intelectuais
Mães da Praça de Maio
Movimento feminino pela anistia
Transição
Resumo em português
A presente dissertação de mestrado desenvolve um estudo comparado sobre os significados de democracia formulados pelo Movimento Feminino pela Anistia, no Brasil, e pelas Mães da Praça de Maio, na Argentina, durante a transição dos regimes autoritários, entre os anos de 1970 e 1980. Busca-se analisar de que maneira e por que razões os dois grupos passaram a tratar de democracia em seus discursos, identificando as relações entre os significados e as reivindicações levantadas por ambas as entidades durante a ditadura. O trabalho pretende também examinar o contexto em que essas ideias foram criadas, comparando com as perspectivas de democracia levantadas por outros grupos políticos e sociais, como os intelectuais. Trata-se, enfim, de investigar a articulação entre direitos humanos e democracia feita pelo Movimento Feminino pela Anistia e pelas Mães da Praça de Maio, reconstituindo o lugar desses dois grupos em um debate em que se definia a construção de democracia nesses países
Título em inglês
Thinking about democracy: the women's movement for amnesty and the Mothers of Plaza de Mayo (1977-1985)
Palavras-chave em inglês
Democracy
Human rights
Intellectuals
Mothers of Plaza de Mayo
Transitional
Women's movement for amnesty
Resumo em inglês
This dissertation develops a comparative study on the meanings of democracy formulated by the Womens Movement for Amnesty, in Brazil, and the Mothers of the Plaza de Mayo, in Argentina, during the transition from authoritarian regimes, between the years 1970 and 1980. Seeks to analyze how and for what reasons the two groups began treating democracy in his speeches, identifying the relationships between the meanings and the claims raised by both parties during the dictatorship. The work also aims to examine the context in which these ideas were created, compared with the prospects of democracy raised by other political and social groups such as intellectuals. It is, finally, to investigate the relationship between human rights and democracy made by the Women's Movement for Amnesty and the Mothers of Plaza de Mayo rights, reconstituting the place of these two groups in a debate in which he defined the construction of democracy in these countries
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.