• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2014.tde-13052014-112252
Documento
Autor
Nome completo
Gabriela Segarra Martins Paes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Souza, Marina de Mello e (Presidente)
Machado, Maria Helena Pereira Toledo
Reginaldo, Lucilene
Schleumer, Fabiana
Wissenbach, Maria Cristina Cortez
Título em português
Ventura e Desventura no Rio Ribeira de Iguape
Palavras-chave em português
Catolicismo popular
Cultura popular
Religiosidade afroamericana
Remanescente de quilombo
Vale do Ribeira
Resumo em português
Esta pesquisa aborda a importância das águas do Rio Ribeira de Iguape para a história do Vale do Ribeira. As águas desse rio foram exploradas desde o início da colonização. No século XVI, partiam expedições em busca de metais preciosos na sua foz. Nos dois séculos seguintes, as águas do Rio Ribeira continuaram a ser exploradas e metais preciosos foram descobertos no Alto e no Médio Vale, onde foram estabelecidos arraiais mineradores. No final do século XVIII, a mineração entrou em decadência, e o arroz passou a ser cultivado em escala comercial. A lavoura acompanhava o leito do Rio Ribeira e dos seus afluentes, já que águas do rio garantiam a fertilidade dos solos, energia para mover engenhos d'água e local de atraque para as canoas. Entre os séculos XVII e XIX, muitos africanos aportaram na região para o trabalho nas minas e nas lavouras. Africanos e europeus inscreveram, nas águas do Rio Ribeira, seus mitos e crenças, dentre os quais destacaremos os negros d'água. Também, nas mesmas águas, foi lavada a Imagem do Senhor Bom Jesus de Iguape, o santo mais festejado do Vale do Ribeira. O Rio Ribeira também era utilizado em ritos de adivinhação e cura. Neste trabalho, os mitos e as crenças foram analisados dentro da perspectiva atlântica, ou seja, entendendo as formações culturais criadas em solo americano como elaboradas a partir do encontro de povos diversos, postos em contato sob o escravismo e possuidores de diferentes visões de mundo. Abordamos a evangelização ocorrida na África Central e no Vale do Ribeira e destacamos que, nos dois lados do Atlântico, o catolicismo foi reinterpretado segundo crenças locais. Analisamos a presença das crenças africanas no Vale do Ribeira, especialmente o culto aos mortos e os ritos de adivinhação e cura.
Título em inglês
Fortune and misfortune in the Ribeira de Iguape River
Palavras-chave em inglês
African-american religiosity
Former quilombos
Popular catholicism
Popular culture
Ribeira valley
Resumo em inglês
This research approaches the importance of the waters of Ribeira de Iguape River to the history of Ribeira Valley. This river has been exploited since the beginning of the colonization. In the sixteenth century, expeditions used to search for precious metals from river mouth. In the following centuries, the waters continued to be exploited and precious metals were discovered in the Upper and Middle Valley, where metal mines were established. In the late eighteenth century, mining went into decline and rice began to be cultivated on a commercial scale. The rice crop followed the bed of the Ribeira River and its tributaries, due to the fertility of soils, the energy devices to move water and the docking sites for canoes. Between the seventeenth and nineteenth centuries, many Africans landed in the region to work in mines and plantations. Africans and Europeans inscribed in the waters of Ribeira River their myths and beliefs, among them, we will highlight the water negro (negro dágua). Also, in the same waters it was washed the image of Lord Good Jesus of Iguape, the most celebrated saint of Ribeira Valley. The Ribeira river were also utilized for rites of divination and healing. Myths and beliefs were analyzed within the Atlantic perspective, understanding the cultural formations created on American soil as compiled from the meeting of diverse people, brought into contact under slavery and owners of different worldviews. We discussed the evangelization occurred in Central Africa and in Ribeira Valley, then we highlighted that, on both sides of the Atlantic, the catholicism was reinterpreted according to local beliefs. We also analyzed the presence of African beliefs in the Ribeira Valley, especially the cult of the dead and the rites of divination and healing.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-05-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.