• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Roberio Paulino Rodrigues
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Coggiola, Osvaldo Luis Angel (Presidente)
Antunes, Ricardo Luiz Coltro
Grespan, Jorge Luis da Silva
Sampaio Junior, Plinio Soares de Arruda
Secco, Lincoln Ferreira
Título em português
O colapso da URSS: um estudo das causas
Palavras-chave em português
Causas do colapso da União Soviética; Desagregação da URSS; Fim do sistema soviético
Resumo em português
Investiga as causas históricas, políticas, sociais e econômicas que mais contribuíram para o colapso e desaparecimento da União Soviética em 1991. Como um esforço de reinterpretação do fenômeno, desde a gênese até o esgotamento da URSS, apóia-se em análises e dados de alguns dos mais conhecidos especialistas no assunto. Considera que um conjunto de elementos se combinou para tal desfecho. Aponta como causas principais: a) o atraso material e cultural da velha Rússia para iniciar a construção do socialismo; b) o isolamento da Revolução Russa, fruto, entre outros fatores, do reformismo político que paralisou a classe operária no Ocidente; c) as agressões militares que a URSS sofreu, com suas imensas perdas humanas e os custos insuportáveis de defesa, derivados da ameaça permanente que vinha do exterior, que contribuíram para exauri-la economicamente; d) a natureza ditatorial do sistema político, como elemento central, que se pôde acelerar a industrialização e a modernização em uma primeira fase, trouxe imensos prejuízos humanos por outro e funcionou a partir de certo ponto no tempo como uma trava à continuidade do desenvolvimento da economia e da sociedade; e) o esgotamento do modelo extensivo de crescimento na virada para os anos 70, a desaceleração econômica que chega à estagnação no início dos anos 80 e o acentuado atraso tecnológico em relação ao mundo capitalista, verificado já na década de 70; f) As grandes transformações sociais, culturais e comportamentais ocorridas no mundo e na URSS, a Revolução da Informação e as mobilizações democráticas em todo Leste Europeu, que erodiram as fundações do sistema soviético; g) A Perestroika, que como programa de reformas acelerou a democratização do regime político, levando à desagregação do velho mecanismo burocrático de planejamento e gestão estatais da economia, o que por sua vez gerou caos; h) As mobilizações nacionalistas e a ofensiva restauracionista selaram a desagregação do sistema soviético. O processo final que levou ao colapso da URSS parece mais uma combinação de progressivas revoluções ou mobilizações democráticas - que em muito se assemelham às revoluções burguesas, já que suas bandeiras e demandas não diferem muito daquelas levantadas nas revoluções de 1789 e 1848 - com a implosão de um sistema político debilitado e ultrapassado, onde já não cabiam as forças produtivas e sociais que dentro dele se desenvolviam
Título em inglês
The collapse of the USSR: a study of its motives
Palavras-chave em inglês
Death of the Soviet system; Disband of the URSS; Reasons for the collapse of the Soviet Union
Resumo em inglês
The major historical, political, social and economic reasons contributing to the collapse as well as the disintegration of the USSR in 1991 are the core aspects scrutinized in this study. In an effort to make sense of the phenomenon from a different perspective, departing from the genesis to the collapse of the USSR, data analyzed by some of the most renowned researchers has been used as a theoretical basis. In this sense, such an outcome is attributed to a series of combined factors. Not only the material and cultural backwardness of slow-tochange Russia in order to set up socialism, but also the consequent isolation of the Russian Revolution, a result - amongst other factors - of the political conventionalism that paralyzed the Western working class, are two of the main explanations pointed out. A third aspect equally relevant refers to the military attacks that Russia had to cope with, not to mention its huge human losses and the unbearable defense costs - a consequence of permanent external threats -, thus impoverishing the country. On top of that, there is - as a crucial component - the double-edged essence of the dictatorial political system for, if on one hand, it speeds up both industrialization and modernization, on the other hand, it also accounts for huge human losses, thus representing - from a given moment - an obstacle to the continuing economic and social development. A fifth chain of events worth highlighting is the failure of the extensive economic development pattern at the turn of the seventies, followed by the economic deceleration, almost on the verge of stagnation in the eighties, not to mention the conspicuous technological delay when compared to the capitalist world, where it had been in evidence since the seventies. In addition to this, the huge social, cultural and behavioral changes - which took place in the world as well as in the USSR, followed by both the Information Revolution and democratic mobilizations throughout Eastern Europe - undermined the foundations of the Soviet system. Furthermore, while the Perestroika - as a restructuring program - became the catalyst for dismantling the conservative bureaucratic structures of government led planning and management, on the other hand, it also accelerated the democratization of the political government, which produced chaos. Last but by no means least, the nationalist mobilizations allied to the restoration offensive determined the downfall of the Soviet system. By and large, the final process responsible for the collapse of the USSR resembles more a combination of consecutive revolutions or a series of democratic mobilization - very similar to the bourgeois revolutions in many aspects given that its causes and demands do not differ substantially from the ones arisen in the 1789 and 1848 revolutions, - with the dismantling of a debilitated and outdated political system, since productive and social forces in full development in its interior could not fit into such a structure anylonger
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-08-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.