• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2008.tde-31032009-143246
Documento
Autor
Nome completo
Selma Lúcia de Moura Gonzales
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Costa, Wanderley Messias da (Presidente)
Biasi, Mario de
Cataia, Marcio Antonio
Martin, Andre Roberto
Oliveira, Eliézer Rizzo de
Título em português
A territorialidade militar no Brasil: os Tiros de Guerra e a estratégia da presença
Palavras-chave em português
Estratégia de Presença
Exército Brasileiro
Poder militar
Territorialidade
Tiros de Guerra
Resumo em português
Os Tiros de Guerra são Órgãos de Formação da Reserva (OFR) do Exército Brasileiro que preparam o jovem para compor a reserva mobilizável da Força Militar terrestre, porém com especificidades e objetivos distintos dos da formação do soldado-recruta. Essa tese objetiva analisar a territorialidade militar terrestre no Brasil práticas e ações que se materializam no território e corroboram para sua apropriação a partir do estudo da distribuição e atuação dos Tiros de Guerra e a relação destes com o que preconiza a estratégia militar de presença, definida como uma das estratégias de organização e articulação do Exército Brasileiro. De duzentos e trinta Tiros de Guerra existentes, localizados em vinte e um Estados da Federação, foram pesquisados cento e cinqüenta e oito, mediante entrevistas com Chefes de Instrução e aplicação de questionários. Constatou-se que esses órgãos militares sofreram mudanças estruturais no que se refere à sua funcionalidade e ao público-alvo. De órgãos alternativos para que as elites locais se eximissem do serviço militar obrigatório em organizações militares da ativa, converteram-se em órgãos que absorvem os jovens mais desfavorecidos socialmente para a prestação do serviço militar. Comportam-se como vetor de convergência doutrinária patriótico-militar, caracterizando-se como uma rede de malha elástica estratégica institucional. Atendem, prioritariamente, a territorialidade institucional e promovem a apropriação simbólica do território municipal, em consonância com o poder político local. Corroboram com a estratégia militar de presença de maneira bastante limitada no aspecto combativo, todavia voltam-se à estratégia sociopolítica institucional no sentido de permanência e aceitabilidade da organização militar terrestre. Assim, validam uma presença institucional que, todavia, não se restringe à presença material, mas traduz-se numa inserção na malha social do município.
Título em inglês
The military territoriality of land in Brazil: The Gunmen Instruction Units for Second Class Reserve and the strategy of presence
Palavras-chave em inglês
Brazilian Army
Military Power
Strategy of Presence
Territoriality
The Gunmen Instruction Units for Second Class Reserve
Resumo em inglês
The Gunmen Instruction Units for Second Class Reserve are Military Organizations of the Brazilian Army that are responsible for forming its Reserve (OFR), preparing the youth to constitute the mobilizable terrestrial Military Force, however, with different objectives and specificities in comparison to the ordinary soldier-recruit formation. This academic work aims to analyse the military territoriality of land in Brazil practices and actions that are materialized in territory and corroborate its appropriation based on the study of the distribution and the work of the Gunmen Instruction Units in their relation with the military strategy of presence, defined as one of the strategies of organization and articulation in the Brazilian Army. One hundred fifty-eight of the two hundred thirty Gunmen Instruction Units located in twenty-one States of the country were studied through interviews with Chief Instructors as well as through questionnaires. It was verified that these Organizations have undergone structural changes in terms of their purpose and their public. From alternative organizations with which local elites individuals avoided the obligatory military service in ordinary military organizations, the Gunmen Instruction Units have become shelter for socially unprotected young people. The Units, thus, work as vectors of convergence for patriotic and military doctrine, playing the role of a strategic elastic mesh net in the institution. They cover, mostly, the institutional territoriality and promote the symbolic appropriation of municipal territory in agreement with local political power. Although the Gunmen Instruction Units corroborates the military strategy of presence in a very timid way in terms of combat purposes, it has succeeded in the socialpolitical strategy of the institution concerning permanence and acceptability of the terrestrial military organization. Thus, the Gunmen Instruction Units validate an institutional presence that is not limited to a material reality but it is also inserted and expressed in the social mesh of the municipal district.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-03-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.