• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2012.tde-26062012-143800
Documento
Autor
Nome completo
Flavia Christina Andrade Grimm
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Silveira, Maria Laura (Presidente)
Castillo, Ricardo Abid
Dantes, Maria Amelia Mascarenhas
Moraes, Antonio Carlos Robert
Oliva, Jaime Tadeu
Título em português
Trajetória epistemológica de Milton Santos. Uma leitura a partir da centralidade da técnica, dos diálogos com a economia política e da cidadania como práxis
Palavras-chave em português
geografia
pensamento geográfico
Resumo em português
O objetivo desta tese de doutorado é analisar a trajetória epistemológica do geógrafo Milton Santos (1926-2001) a partir da gênese e evolução de conceitos e categorias que foram pilares de seu sistema teórico. A escolha pelo autor foi pautada por sua inegável importância na história da geograa brasileira, sobretudo em seu movimento de renovação a partir de meados da década de 1970. Como partido de método, adotamos a abordagem contextual (Berdoulay, [1981] 2003) e as relações entre os eixos de análise aqui elaborados para esse m: centralidade da técnica, diálogos com a economia política e a busca pela cidadania como práxis. Nesse exercício, foi central reconhecer, nos grandes temas trabalhados pelo geógrafo, o processo de internalização de categorias externas à geograa e os contextos históricos por ele vividos durante essas mais de cinco décadas de trabalho. Partimos do pressuposto que esse processo de internalização de categorias externas à Geograa tais como, técnica, tempo, totalidade, social, formação sócio-econômica, divisão do trabalho, forma, função, processo, estrutura, objetos, ações, norma e intencionalidade, entre outras teve um papel extremamente dinamizador na releitura de categorias e conceitos internos à disciplina, como região, paisagem, espaço geográco e território,e, portanto, na construção de uma teoria geográca. Podemos armar que, embasado em mais de quatro décadas de estudos e pesquisas, o geógrafo baiano alcançou na década de 1990 uma complexa sistematização teórica. Destacamos a elaboração iniciada na década de 1970 de novos conceitos e categorias que vieram enriquecer os debates epistemológicos da geograa. Podemos mencionar a elaboração da teoria dos circuitos da economia urbana e a ênfase na necessidade do espaço geográco ser compreendido como objeto da disciplina, elevando-o à instância da sociedade. Somam-se ainda a elaboração de categorias e conceitos como formação socioespacial, circuitos espaciais de produção e círculos de cooperação, meio técnico-cientíco e, posteriormente, meio técnico-cientíco informacional, entre outros. Quanto a contribuições para um debate ontológico sobre o espaço geográco, o autor passou da noção de xos e uxos ao conjunto indissociável de sistemas de objeto e sistemas de ações (1991). Foi exatamente durante os anos de 1990, partindo do entendimento da técnica vista em sua totalidade como fenômeno técnico, que Milton Santos propôs que a Geograa fosse compreendida como uma losoa das técnicas e como uma epistemologia da existência. Elaborou ainda a categoria de território usado, proposto como sinônimo de espaço geográco.
Título em inglês
Epistemological path of Milton Santos
Palavras-chave em inglês
Geographical thought
Geography
Resumo em inglês
This doctorate thesis aims at analyzing the complete epis-­ temological path of geographer Milton Santos (1926-­2001) de-­ parting from the Genesis and evolution of concepts and cate-­ gories which were the pillars of his theoretical system. The choice for this author was done based on his unquestionable importance in the history of Brazilian Geography and on the course of its renewal from the mid-­1970s on. As a methodical outset, we have adopted the contextual approach (Berdoulay, [1981] 2003) and the relations between the analisys axis that were elaborated to support them: the centrality of the technique, the dialogues with the political economy and the search for the citizenship as praxis. During this exercise, it was Paramount to recognize, within the greater themes with which the geographer has worked, the proccess of internalization of categories external to Geography and the historical contexts in which he has lived during more than five decades of work. We have assumed that this process of internalization of ca-­ tegories external to Geography such as technique, time, tota-­ lity, social instance, socio-­economic formation, labor division, form, function, process, structure, objects, actions, norm and intentionality, among others has had an extremely dinami-­ zing role in rereading categories and concepts which are internal to the discipline, such as region, landscape, geographical space and territory, and consequently in the construction of a geographic theory. We can affirm that, relying on more than four decades of study and research, the geographer from Bahia has reached a complex theoretical systematization during the 1990s. We wish to highlight the elaboration of new concepts and categories that happened during the 1970s and came to enrich the epis-­ temological debates of Geography. We can mention the formu-­ lation of the theory of the circuits in urban economy and the emphasis on the need for the geographical space to be unders-­ tood as the object of the discipline, elevating it to an instance of society. We can add to that the elaboration of categories and concepts such as the sócio-­spatial formation, the spacial circu-­ its of production and the cooperation circles, the technical-­ scientific medium (later on reconceived of as technical-­ scientific-­informational) among others. It was precisely during the 1990s, departing from the un-­ derstanding of technique, viewed in its totality as a technical phenomenon, that Milton Santos proposed that Geography should be comprehended as a philosophy of techniques and as an epistemology of existence. He has, furthermore, conceived the category of used territory, which was proposed as a sino-­ nimous of geographical space.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-06-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.