• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Mauricio Waldman
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Ariovaldo Umbelino de (Presidente)
Carvalho, Marcos Bernardino de
Rodrigues, Arlete Moyses
Suertegaray, Dirce Maria Antunes
Vesentini, Jose William
Título em português
Água e metrópole: limites e expectativas do tempo
Palavras-chave em português
Espaço
Meio ambiente
Metrópole
Recursos hídricos
Tempo
Resumo em português
Água e Metrópole, Limites e Expectativas do Tempo, é uma tese que analisa a dificuldade crescente das grandes metrópoles serem atendidas nas suas demandas por água. Esclarecendo a respeito da questão central deste trabalho, a hipótese básica é de que esta demanda não poderá ser satisfeita a não ser que se implantem mudanças radicais nas mais diversas escalas da vida humana. Neste sentido, este texto dedica grande atenção para a modalidade linear e progressiva da temporalidade que caracteriza a modernidade. Foi com base neste ordenamento do tempo que o mercado conquistou sua hegemonia na sociedade, entendimento que também permite compreender a forma como a relação com o meio ambiente passou a ser construída no pensamento ocidental. Com efeito, o debate relacionando água e metrópole não pode se isentar da articulação que estas duas temáticas sustentam com a questão socioambiental. As cidades correspondem ao principal ambiente de vida da humanidade nos dias atuais, assim como o espaço por excelência a partir do qual emana a ordenação temporal que caracteriza a modernidade. Ademais, é também no ambiente urbano, máxima expressão da hegemonia de um tempo subsidiado pelo mercado, que a exclusão social predomina, configurando um quadro marcado por todo tipo de contradições e dentre estas, a que tem se materializado pela sede. Nesta perspectiva, paralelamente ao levantamento das diferentes interfaces suscitadas pela questão dos recursos hídricos, enfoca a região metropolitana de São Paulo e do grande ABC, casos entendidos como emblemáticos para a compreensão desta problemática. Por fim, esta tese enseja a discussão de diversas contradições que perpassam pela sociedade contemporânea, tais como os limites institucionais frente à questão ambiental, a dimensão da expansão urbana e sua associação com a questão social e da utilização dos recursos hídricos, todas de fundamental importância para que se possa pensar num novo tempo, móvel para a construção de um novo espaço de vida, socialmente justo e ecologicamente responsável.
Título em inglês
Water and metropolis: limits and expectations of the time
Palavras-chave em inglês
Environment
Hidric resources
Metropolis
Space.
Time
Resumo em inglês
Water and Metropolis, Limits and Expectations of the Time, is a thesis that analyzes the increasing difficulty of the great metropolises to be taken care of its demands for water. The central discussion of this work, its hypothesis, is that this demand could not be satisfied unless radical changes in the most diverse scales of the human being life are implanted. Therefore, this text dedicates great attention for the linear and gradual modality of the temporality that characterizes modernity. It was based in this order of the time that the market conquered its hegemony in the society, this study also point to understand how the occidental thinking constructs its relation with the environment. The debate relating water and metropolis cannot be exempt of the articulation that these two thematic support with the ambiental and social discussion. The cities correspond to the main environment of life of the humanity in the current days, as well as the space par excellence from which emanate the secular ordinance that characterizes modernity. Moreover, is also in the urban environment, maximum expression of the hegemony of a time subsidized by market, that the social exclusion predominates, configuring a picture marked for all type of contradictions and among these, the water scarcity. In this perspective, parallel to the survey of the different interfaces excited for the question of the hidrics resources, this research focus the region metropolitan of São Paulo and the Grande ABC, both understood as emblematic for the understanding of this problematic. Finally, this thesis intends the quarrel of diverse and typical contradictions that the society contemporary, such as the institutional limits to the environmental questions, the dimension of the urban expansion and its association with the social matter and the use of the hidric resources. All these matters are fundamental for thinking a new time, capable to construct a new space of life, socially just and too with environmentalist responsible.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-06-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.