• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2014.tde-12122014-193729
Documento
Autor
Nome completo
Lorena Francisco de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Heidemann, Heinz Dieter (Presidente)
Dias, Luciana de Oliveira
Francesconi, Lea
Malomalo, Bas'Ilele
Ratts, Alecsandro Jose Prudencio
Título em português
Migração para qualificação da força de trabalho e a questão racial: estudantes africanos/as lusófonos/as negros/as em universidades goianas
Palavras-chave em português
África
Brasil
Educação
Estudantes
Migração
Mobilidade do trabalho
Resumo em português
Esta pesquisa propôs uma análise crítica das migrações estudantis na atual sociedade moderna produtora de mercadorias, problematizando a vinda de estudantes africanos/as para as universidades brasileiras, em particular, a Universidade Federal de Goiás (UFG), a Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) e a Universidade Estadual de Goiás (UEG) a partir do Programa de Estudante Convênio de Graduação e Pós-Graduação (PEC-G e PG). Este programa destaca-se como um importante acordo de cooperação educacional estabelecido entre o Brasil e países do Terceiro Mundo, dentre eles, os países africanos de língua portuguesa. Investigamos e propomos uma discussão sobre o/a migrante estudante africano/a, sob a base da qualificação da força de trabalho e o valor-dissociação como prerrogativas para a crítica do valor a partir da questão racial como uma particularidade. Na crise vivida pela sociedade moderna a mobilidade estudantil é encarada como uma alternativa governamental para o chamado desenvolvimento econômico e político de um Estado, portanto, a migração estudantil é um fenômeno particular de mobilidade da força de trabalho gerada pelo processo de modernização. A mobilidade de estudantes entre os países em desenvolvimento tem sido uma realidade cada vez mais presente e incitou-nos a pensar no migrante pela ótica dos acordos internacionais, a corrida pela qualificação profissional que se torna uma exigência fundamental no sistema produtor de mercadorias. Refletimos sobre a atual conjuntura em que se insere o/a migrante na condição de temporário/a, de futura mão-de-obra qualificada, como é o caso do/a estudante migrante. Por meio de revisão bibliográfica sobre a temática, coleta de dados em órgãos oficiais, nas universidades de destino sobre migrantes estudantes africanos/as e entrevistas com os/as mesmos/as, discutimos a representação social dos/as migrantes africanos/as na terra de destino, e as consequências do racismo, tratados/as estrangeiros/as não-desejados/as ou não-aceitos/as ou africanos/as num sentido generalizado, preconceituoso e discriminatório
Título em inglês
Migration to professional qualification of the workforce and the racial issues: Black Lusophone African students in the universities of Goiás
Palavras-chave em inglês
Africa
Brazil
Education
Labor mobility
Migration
Students
Resumo em inglês
This research proposes a critical analysis of student migration in the current modern society produces of merchandise, discussing the coming of African students for the Brazilian universities, in particular, the Federal University of Goiás (UFG), the Pontificia Catholic University of Goiás (PUC -GO) and the State University of Goiás (UEG) from the program of Student Agreement Undergraduate and Postgraduate (PEC-G and PG). This program stands out as an important educational cooperation agreement established between Brazil and Third World countries, among them the African Portuguese-speaking countries. We investigate and propose a discussion about the African migrant student, under the base of the qualification of the labor force and value-dissociation and prerogatives to the critical value from the racial issue as a peculiarity. In modern society crisis, the student mobility is seen as a government alternative to the economic and political development of the State, therefore, the student migration is a particular phenomenon of mobility of the labor force generated by the modernization process. The mobility of students among developing countries has been an ever-present reality and encourages us to think of the migrant from the perspective of international agreements, and the race for qualification which becomes a key requirement in producer goods system. Reflect on the current situation in which the migrant is inserting on the temporary conditions, of the future qualified labor, such as the student migrant. Through literature review, collecting data from official agencies, on the universities destination for African migrants students and interviews with the same, we discussed the social representation of African migrants in the "destination" land, and the consequences of racism, treated as the not desire "foreign or "not accepted" or African on generalized sense, prejudiced and discriminatory
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-12-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.