• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2011.tde-25112011-101224
Documento
Autor
Nome completo
Josildo Severino de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Barrozo, Ligia Vizeu (Presidente)
Ribeiro, Helena
Silva, Maria Elisa Siqueira
Título em português
Variáveis meteorológicas e a ocorrência de doença meningocócica no município de Manaus de 2007 a 2009
Palavras-chave em português
Análise espacial
Doença meningocócica
Geografia da Saúde
Manaus
Variáveis meteorológicas
Resumo em português
A doença meningocócica (DM), uma forma específica de meningite bacteriana, provocada pela Neisseria Meningitidis, bactéria essa que contamina o SNC (Sistema nervoso central), pela corrente sanguínea ou pelas membranas leptomeníngeas, atingindo o cérebro humano. Pode apresentar-se sob três formas diferentes: a meningite meningocócica, a meningococemia ou as duas formas associadas (meningite meningocócica mais meningococemia). O principal reservatório da bactéria é o homem e a transmissão ocorre de indivíduo para indivíduo. No Brasil e, principalmente em Manaus, lugar onde se realizou esta pesquisa, a forma mais comum é a meningococemia, de sorotipo B, umas das mais agressivas que quando não diagnosticada e tratada a tempo, leva o paciente a óbito em menos de vinte e quatro horas ou deixando seqüelas para o resto da vida. As faixas etárias mais acometidas são as crianças de zero a quatro anos, pelo fato de estarem com o sistema imunológico mais enfraquecido, já que tiveram diminuídas as resistências naturais adquiridas da mãe que vão geralmente até os seis meses de idade. A pesquisa comprovou que há também ocorrências em outras faixas etárias, como os adolescentes, os adultos jovens e os idosos. É obrigatória a notificação dos casos confirmados em fichas próprias e específicas do SINAN (Sistema de Informação de Agravos de Notificação) do SVS/MS. A doença meningocócica é de ocorrência mundial, embora seja em países subdesenvolvidos onde ocorram as maiores incidências. A pesquisa procurou investigar o período de maior incidência da DM em Manaus, detectando o período de dezembro a maio. A utilização do programa SatScan permitiu fazer a varredura espacial, temporal e espaço-temporal, mostrando resultados quanto aos bairros de Manaus com ocorrências acima do esperado e as ocorrências em um período curto de tempo. Nas análises meteorológicas, calcularam-se as anomalias de temperatura (média, mínima e máxima) para o município, considerando-se uma série histórica de trinta e sete anos e outra de 2000 a 2009. O mesmo procedimento foi feito para as precipitações e para a umidade relativa do ar. Em seguida, a partir dados de incidência de DM no período de 2000 a 2009, foram verificadas possíveis relações com as médias de anomalias das variáveis climáticas para o período de estudo 2007 a 2009. A pesquisa permitiu verificar que a incidência de DM é mais elevada no primeiro semestre, quando também ocorrem a maior precipitação e umidade relativa do ar e temperaturas do ar mais baixas. No entanto, a análise das anomalias das variáveis mostra que quando se remove o efeito da sazonalidade, as associações entre a incidência de DM e cada uma das variáveis meteorológicas são muito fracas ou até mesmo nulas. Assim, pode-se concluir que a influência climática nesta doença ocorre mais devido às diferenças de hábitos da população nos períodos chuvosos e menos chuvosos. As análises espaciais mostraram que a incidência é maior em bairros onde o padrão sócio-econômico é mais baixo do que a média do município, mas não o mais baixo.
Título em inglês
Meteorological variables and the occurences of meningococcal disease in Manaus from 2007 to 2009
Palavras-chave em inglês
Geography of Health
Manaus
Meningococcal disease
Meteorological variables
Spatial analysis
Resumo em inglês
Meningococcal disease (MD), a specific form of bacterial meningitis caused by Neisseria meningitidis, a bacterium that infects the CNS (central nervous system), the bloodstream or the leptomeningeal membranes, reaching the brain. It can present in three different forms: a meningococcal meningitis, meningococcemia or two related forms (meningococcal meningitis and meningococcemia). The main reservoir of the bacteria is the man and its transmission occurs from individual to individual. In Brazil and especially in Manaus, where this work was conducted, the most common is meningococcemia, serotype B, one of the most aggressive, which if not diagnosed and treated in time, can lead the patient to death in less than twenty four hours or leaving serious damage to the rest of his life. The age groups most affected are children aged zero to four years, because they have the most weakened immune system, which had already reduced the natural resistance acquired from the mother who usually go up to six months old. Some researches show that there are instances in other age groups, as adolescents, young adults and the elderly. It is mandatory reporting of confirmed cases, specific forms of SINAN (Information System for Notifiable Diseases) of the SVS/MS. Meningococcal disease is occurring worldwide, although in developing countries where the highest incidences occur. The research sought to investigate the period of highest incidence of MD in Manaus, detecting the period from December to May. The use of the program SatScan allowed scanning the spatial, temporal and spatial-temporal, showing results for the neighborhoods of Manaus with higher than expected occurrences and the occurrences in a short period of time. In meteorological analysis, we calculated the temperature anomalies (average, minimum and maximum) for the municipality, considering a series of thirty-seven years and another from 2000 to 2009. The same procedure was done for the rainfall and the relative humidity. Then, from data on the incidence of MD in the period 2000 to 2009, there were possible links to the mean anomalies of climate variables for the study period - 2007 to 2009. The research showed that the incidence of MD is higher in the first semester; it also occurs at the same period of the heaviest rainfall and relative humidity and air temperatures are lower. However, the analysis of anomalies of the variables shows that when the effect of seasonality is removed, the associations between the incidence of MD and each of the meteorological variables are very weak or even nil. Thus, one can conclude that the climatic influence on this disease occurs more due to differences in habits of the population in rainy and less rainy. The spatial analysis showed that the incidence is higher in neighborhoods where the socio-economic status is lower than the municipal average, but not the lowest.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-11-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.