• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2006.tde-29052006-204338
Documento
Autor
Nome completo
Carolina de Camargo Abreu
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Magnani, Jose Guilherme Cantor (Presidente)
Carvalho, Yara Maria de
Dawsey, John Cowart
Título em português
"Raves - encontros e disputas"
Palavras-chave em português
antropologia urbana
festa
performance
rave
sociabilidade jovem
Resumo em português
Desde meados da década de 90 tornou-se prática de muitos jovens paulistas festejar ao ar livre, em áreas afastadas do centro urbano, por mais de 14 horas, ao som de música eletrônica e sob efeito de psicoativos, especialmente um novo, denominado de "ecstasy". Essas festas, chamadas de "raves", são realizadas em espaços especialmente escolhidos e preparados para a construção e o fortalecimento de uma rede de sociabilidade particular, nos quais se exercitam encontros, trocas, lealdades e conflitos. Rede que não se esgota no próprio evento, mas se alastra e orienta fluxos de pessoas e grupos pela cidade de São Paulo. Observando as raves brasileiras, principalmente as paulistas, é objetivo dessa dissertação anotar como contextos empíricos sujeitaram as definições de rave a reavaliações. Embora a perpectiva histórica de quase dez anos de raves no Brasil aponte para uma multiplicação de formatos de festas, o modo peculiar de festejar subsiste como um tema, uma referência e uma performance.
Título em inglês
Raves in Brazil - engagements and disputes
Palavras-chave em inglês
party
performance
rave
urban anthropology
youth sociability
Resumo em inglês
Since the mid 90's, it became popular among some young groups that live in or around São Paulo city to celebrate parties on open air in remote areas, far away from downtown, for more than 14 hours in a row, to the sound of electronic music and under the effect of drugs - mainly one called ecstasy. Those parties, also known as Raves, are held in especific places prepared for the construction and fortification of a network of a particular sociability, under which engagement, interchanges, loyalties and disputes are exercised. This network doesn't constrain iself only to such event, but spreads out and determines flows of people and groups throughout the São Paulo. The aim of this work is to examine the Brazilian Raves, especially the ones held in the state of São Paulo. The aim of this grasp the functional revaluations of meaning observed in the field work. Althougt the historical perpective of almost ten years of Raves in Brazil suggest for a increase in raves formats, the peculiar raving way still endures as a theme,a reference and a performance
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
1sumario.PDF (102.75 Kbytes)
2apresentacao.PDF (61.81 Kbytes)
3cap1.PDF (154.77 Kbytes)
4cap2.PDF (3.82 Mbytes)
5Cap3.PDF (868.33 Kbytes)
6cap4.PDF (6.31 Mbytes)
7conclusao.PDF (544.96 Kbytes)
8bibliografia.PDF (93.10 Kbytes)
9glossario.PDF (84.76 Kbytes)
Data de Publicação
2006-08-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.