• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2014.tde-31032015-172820
Documento
Autor
Nome completo
Patricia Nakayama
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Ribeiro, Renato Janine (Presidente)
Coelho, Maria Cecilia de Miranda Nogueira
Pécora, Antonio Alcir Bernárdez
Souza, Maria das Gracas de
Sztutman, Renato
Título em português
Sobre a descrição do ser: estudo sobre ameríndios, Thomas Hobbes e os rebentos de seu estado de natureza
Palavras-chave em português
Ameríndios
Antilogia
Democracia
Eloquência
Hobbes
Resumo em português
A presente pesquisa trata da inter-relação entre a enunciação do ser e a política, tanto no Estado Civil, a partir do paradigma hobbesiano, como dentre os ameríndios. Em outras palavras, segue-se em busca das relações entre os sujeitos filosóficos e linguísticos destes enunciados. Para a compreensão desta inter-relação, o estudo parte das fontes antigas que engendram as formas hobbesianas para se concretizar os monopólios das fontes de poder pelo soberano, a saber força e inventio, bem como sua relação com as unidades descritivas das línguas modernas que possibilitam estas formas de monopólio. No caso dos ameríndios, compreender a relação entre a efetivação da democracia grega idealizada ou da cosmodeliberação e as estruturas linguísticas enunciativas que a proporcionam. No Estado Civil, o soberano descreve o ser delimitando sua existência, seus deveres e direitos. Dentre os ameríndios, não há alguém ou alguma instância que descreva de modo monopolizador o que é o ser. A apropriação de palavras alheias aos modos operandi ameríndio também é interesse deste estudo, pois são indícios enunciativos do encontro destes dois modos de se conduzir os homens, conformando a relação entre a descrição do ser pelo Estado civil e a descrição polifônica ameríndia sobre o cosmo
Título em inglês
On the description of the being: study on Amerindians, Thomas Hobbes and sprouts from his state of nature
Palavras-chave em inglês
Ameríndians
Antilogy
Democracy
Eloquence
Hobbes
Resumo em inglês
This research provides the interrelationship between the enunciation of the being and policy, both in the Civil State, from the Hobbesian paradigm, as among the Amerindians. In other words, from the interrelationship, there follows in search of the relations between philosophical and linguistic subject of these propositions. For the understanding of this interrelationship, this study start from of the ancient sources who generate the Hobbesian forms to achieve the monopoly of the sources of power by the sovereign, namely strength and inventio, as well as its relationship with the descriptive units of modern languages enable these forms of monopoly. In the case of the Amerindians, to understand the relationship between the effectiveness of the idealized greek democracy or cosmodeliberation and enunciatives linguistics structures makes this possible. In the Civil State, the sovereign describes the being delimiting their existence, their rights and duties. Among the Amerindians, there are no instances of someone or something that describes in the monopolistic way what is the being. The appropriation of strangers' words to Amerindian modus operandi is also a concern of this study because they are evidence of the enunciative meeting of these two modes of leading the men, conforming the relationship between the description of the being by the Civil State and Amerindian polyphonic description of the cosmos
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-03-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.