• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2006.tde-28012008-123948
Documento
Autor
Nome completo
Renato dos Santos Belo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Silva, Franklin Leopoldo e (Presidente)
Moutinho, Luiz Damon Santos
Safatle, Vladimir Pinheiro
Título em português
O paradoxo da liberdade: Psicanálise e História em Sartre
Palavras-chave em português
História
Liberdade
Psicanálise
Situação
Subjetividade
Resumo em português
Logo após a sua publicação, 1943, a obra O Ser e o Nada de Sartre foi alvo de comentários críticos que apontavam seu caráter idealista. Essas leituras enfatizavam a incompatibilidade entre a afirmação sartriana de uma liberdade absoluta do homem e as condições históricas que acabariam por determiná- lo. Quando Sartre publicou em 1960 a sua Crítica da Razão Dialética ("encontro" com o marxismo), tudo se passou como a confirmação do idealismo presente em O Ser e o Nada, a ponto de se operar a divisão de seu pensamento em antes e depois da Crítica. Sartre, no entanto, ao defender o absoluto da liberdade afirma também que não há liberdade sem situação. Tentaremos enfatizar essa difícil relação entre liberdade e situação a partir da apresentação da concepção sartriana de liberdade, bem como pelo exame da proposta psicanalítica de Sartre.
Título em inglês
The paradox of freedom: Psychoanalysis and History in Sartre
Palavras-chave em inglês
Freedom
History
Psychoanalysis
Situation
Subjectivity
Resumo em inglês
Right after its publication in 1943, Sartre's Being and nothingness has received critical commentaries that pointed out its idealistic character. These lectures emphasized the incompatibility between Sartre's assertion of man's absolute freedom and the historical conditions which would determine it. When Sartre publishes, in 1960, his Critique of dialectic reason ("encounter" with Marxism), everything is seen as the confirmation of the idealism of Being and nothingness, overcoming the division of his thought in before and after the Critique. However, when Sartre defends the absolute of freedom he also affirms that there is no freedom without situation. We will try to emphasize this difficult relation between freedom and situation through the presentation of Sartre's concept of freedom, as well as through the examination of his psychoanalytic proposal.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-02-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.