• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.71.2006.tde-11082006-111750
Documento
Autor
Nome completo
Loredana Marise Ricardo Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Blasis, Paulo Antonio Dantas de (Presidente)
Funari, Pedro Paulo Abreu
Kipnis, Renato
Poirier, André Pierre Prous
Schmitz, Pedro Ignacio
Título em português
Os significados da similaridade e do contraste entre os estilos de arte rupestre $$b um estudo regional das pinturas e gravuras do alto-médio São Francisco
Palavras-chave em português
Análise crono-estilística
Arqueologia do Brasil Central
Arte rupestre
Estilo arqueológico
Resumo em português
Este trabalho apresenta análises estilísticas e espaciais da arte rupestre de cerca de cem abrigos do alto-médio São Francisco (norte mineiro e sudoeste baiano), desenvolvidas com o objetivo de elaborar um quadro crono-estilístico do registro rupestre regional que possa subsidiar estudos de correlação entre seqüências estratigráficas e seqüências estilísticosucessórias. As análises tomaram por base as classificações existentes para a arte rupestre do Brasil Central e da região (tradições Agreste, São Francisco, Nordeste e Complexo Montalvânia), visando a discutir a operacionalidade da metodologia classificatória vigente e o alcance interpretativo destas categorias de análise. As análises resultaram na definição de diversos estilos sucessivos, sendo alguns deles possivelmente contemporâneos. A seqüência sucessória estilística foi comparada à seqüência estratigráfica regional, utilizando as datações absolutas e relativas disponíveis para balizar uma periodização inicial da arte rupestre do norte mineiro. Essa periodização - ainda hipotética em função das datações disponíveis se referirem a apenas dois dos doze estilos identificados - mostra que a arte rupestre do Holoceno médio responde por vários estilos associados, que não podem ser seguramente organizados em seqüência sucessória e que podem ter sido praticados em contemporaneidade. O estudo da variação estilística nas dimensões gráfica, temporal e espacial (em pequena e grande escala) mostrou que estilos distintos por critérios temáticos interconectam-se e articulam-se em outras dimensões. A observação de diferenças relevantes entre estilos, relativas a atributos temáticos, localização dos painéis nos abrigos e dos abrigos na paisagem regional, sugere a existência concomitante de repertórios temáticos complementares na arte rupestre do Holoceno médio, integrando um complexo sistema de representações visuais. O estudo sugere que a utilização da usual categoria “tradição” como parâmetro de análise dificulta, em vez de favorecer, a organização do registro rupestre, na medida em que direciona a pesquisa para os padrões de similaridade. Em análises focadas nestes padrões, os contrastes e as diferenças entre expressões são mascarados e ofuscados. Expressões estilísticas tematicamente distintas podem estar conectadas de modo complementar, tornando necessário investigar as relações entre estilos caracterizados por temáticas distintas, avaliando suas semelhanças e dissimilaridades, antes de atribuí-los a tradições também distintas
Título em inglês
The meanings of the similarity and the contrast between rock art styles $$b a regional study of paintings and engravings of the upper-middle São Francisco river
Palavras-chave em inglês
archaeological style
Central Brazil archaeology
chrono-stylistic analysis
rock-art
Resumo em inglês
This work is the result of a research in rock art stylistics and space analyses of about one hundred shelters from the region of Alto-médio São Francisco (north of the brazilian state of Minas Gerais and southwest of the state of Bahia), with the objective of elaborating a chrono-stylistic relative picture of the regional rock-art register that could support correlational studies of stratrigraphics and successory stylistics sequences. The analyses developed were based on the existing rock art classifications of Central Brazil and region(Agreste, São Francisco, Nordeste and Complexo Montalvânia traditions), and were aimed at discussing the operationality of the given classificatory methodology and the interpretative reach of these categories of analysis. The stylistics and space diachronic analyses resulted in the definition of diverse successive styles, some of them possibly contemporaries. The successory stylistic sequence was compared to the regional stratigraphic sequence using the absolute and relative datings available as bollards to develop an initial rock-art periodization of the northern region of the state of Minas Gerais. This periodization – still hypothetical, once the the available datings are related to only two of the twelve identified styles – shows that the middle Holocen rock art stands for several associated styles that cannot be surely organized in a successory sequence and that might have been practiced at the same time. The study of the stylistic variation in its graphical, temporal and spacial aspects (in small and great scale) has showed that styles that are considered distinct because of thematic criteria in fact interconnect and articulate each other in other dimensions. The observation of relevant differences between styles, as well as of oppositions between the thematic attributes of localization in the shelters and the shelters in the regional landscape, suggests the simultaneous existence of complementary thematic repertoires in the middle Holocen rock art, composing a complex system of visual representations. The study suggests that, instead of improving the organization of the rock art register, the use of rock-art traditions as a parameter for analysis makes this organization more difficult, in as much as it directs the research to standards of similarity. In analyses focused in these standards, the contrasts and the differences between expressions are masked and dimmed. Thematicly distinct stylistics expressions can be connected in important and complementary ways, making it necessary to investigate the relations between styles characterized by distinct thematic characteristics and to evaluate their oppositions and disimilarities before attributing them to distinct traditions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LR-prancha01.pdf (223.47 Kbytes)
LR-prancha02.pdf (112.14 Kbytes)
LR-prancha03.pdf (511.49 Kbytes)
LR-prancha04.pdf (46.25 Kbytes)
LR-prancha05.pdf (200.68 Kbytes)
LR-prancha06.pdf (135.13 Kbytes)
LR-prancha07.pdf (331.73 Kbytes)
LR-prancha08.pdf (509.88 Kbytes)
LR-prancha09.pdf (535.21 Kbytes)
LR-prancha10.pdf (562.45 Kbytes)
LR-prancha11.pdf (401.36 Kbytes)
LR-prancha12.pdf (327.38 Kbytes)
LR-prancha13.pdf (411.96 Kbytes)
LR-prancha14.pdf (206.18 Kbytes)
LR-prancha15.pdf (409.28 Kbytes)
LR-prancha16.pdf (330.88 Kbytes)
LR-prancha17.pdf (291.14 Kbytes)
LR-prancha18.pdf (874.81 Kbytes)
LR-prancha19.pdf (266.85 Kbytes)
LR-prancha20.pdf (233.51 Kbytes)
LR-prancha21.pdf (248.50 Kbytes)
LR-prancha22.pdf (254.73 Kbytes)
LR-prancha23.pdf (1.58 Mbytes)
LR-prancha24.pdf (3.94 Mbytes)
LR-prancha25.pdf (5.55 Mbytes)
LR-prancha26.pdf (498.06 Kbytes)
LR-prancha27.pdf (704.76 Kbytes)
LR-prancha28.pdf (700.81 Kbytes)
LR-prancha29.pdf (1.13 Mbytes)
LR-prancha30.pdf (454.46 Kbytes)
LR-prancha31.pdf (1.33 Mbytes)
LR-prancha32.pdf (388.68 Kbytes)
LR-prancha33.pdf (3.79 Mbytes)
LR-prancha34.pdf (781.08 Kbytes)
LR-prancha35.pdf (283.13 Kbytes)
LR-prancha36.pdf (264.02 Kbytes)
LR-prancha37.pdf (325.75 Kbytes)
LR-prancha38.pdf (332.30 Kbytes)
LR-prancha39.pdf (315.69 Kbytes)
LR-prancha40.pdf (378.43 Kbytes)
LR-prancha41e42.pdf (183.35 Kbytes)
LR-prancha43.pdf (231.05 Kbytes)
LR-prancha45.pdf (8.72 Mbytes)
LR-prancha46.pdf (285.12 Kbytes)
LR-prancha47.pdf (234.12 Kbytes)
LR-prancha48.pdf (299.07 Kbytes)
LR-prancha49.pdf (1.57 Mbytes)
LR-prancha50.pdf (1.55 Mbytes)
LR-prancha51.pdf (1.55 Mbytes)
LR-prancha52.pdf (1.55 Mbytes)
LR-prancha53.pdf (1.55 Mbytes)
LR-prancha54.pdf (1.55 Mbytes)
LR-prancha55.pdf (331.72 Kbytes)
LR-quadro20.pdf (40.66 Kbytes)
Data de Publicação
2006-11-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.