• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Maria Fernanda Pereira Gomes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Fracolli, Lislaine Aparecida (Presidente)
Chiesa, Anna Maria
Nascimento, Vania Barbosa do
Nichiata, Lucia Yasuko Izumi
Pinho, Paula Hayasi
Silva, Simone Albino da
Título em português
Avaliação dos atributos da Atenção Primária à Saúde na Estratégia Saúde da Família das Comissões Intergestores Regionais de Alto Capivari e Alta Sorocabana - SP
Palavras-chave em português
Atenção primária à saúde
Avaliação em saúde
Enfermagem em saúde pública.
Estratégia saúde da família
Serviços de saúde
Resumo em português
Introdução: A Atenção Primária à Saúde (APS) orienta-se pelos atributos da acessibilidade, coordenação do cuidado, longitudinalidade, integralidade, enfoque familiar, humanização, equidade e participação social. Objetivo: O objetivo desta pesquisa foi avaliar a presença e a extensão dos atributos da Atenção Primária à Saúde (APS) na Estratégia Saúde da Família (ESF) implantada nos municípios das Comissões Intergestores Regionais (CIRs) de Alto Capivari e Alta Sorocabana, ambas pertencentes à Rede Regional de Atenção à Saúde (RRAS) 11 de Presidente Prudente, Estado de São Paulo, na perspectiva dos profissionais de saúde (gestores, médicos e enfermeiros) e usuários (crianças e adultos). Método: Trata-se de uma pesquisa avaliativa, descritiva, de cunho quantitativo e delineamento transversal, cujo cenário de estudo compreendeu 21 dos 24 municípios das CIRs de Alto Capivari e de Alta Sorocabana. Foram sujeitos do estudo 19 gestores municipais de saúde, 39 médicos, 44 enfermeiros, 629 cuidadores de crianças menores de 2 anos de idade e 690 usuários adultos. Os dados foram coletados por meio de entrevistas, e o instrumento utilizado foi o PCATool versões profissional, criança e adulto. Os dados foram organizados com o auxílio do Microsoft Excel e analisados estatisticamente com ajuda do Software SPSS 16. Resultados: Os resultados mostraram que os atributos da APS, de forma geral, estão presentes e foram bem avaliados, com escore geral acima de 6,6 na perspectiva dos três grupos que participaram da presente pesquisa. O atributo Acesso de Primeiro Contato - Acessibilidade foi o pior avaliado por usuários e profissionais, obtendo escore de 4,56 na perspectiva dos usuários adultos, 5,57 na dos profissionais, e 6,77 na dos usuários crianças. O atributo Orientação Comunitária foi o segundo pior avaliado pelos usuários, e o atributo Coordenação Integração de Cuidados, o segundo pior avaliado pelos profissionais. Os resultados mostraram também uma avaliação ligeiramente melhor para a CIR de Alta Sorocabana em relação à CIR de Alto Capivari. Conclusões: Conclui-se que garantir a acessibilidade ainda é a principal dificuldade da APS nessas regiões, e que sem ela fica difícil garantir o papel de porta de entrada para o SUS que a APS assume. Para que a acessibilidade efetivamente aconteça nas CIRs de Alto Capivari e Alta Sorocabana, mudanças profundas devem ocorrer no interior das políticas que normatizam a APS no Brasil e na organização do atendimento das unidades de ESF, tornando mais flexíveis os horários e diminuindo a burocracia existente para conseguir atendimento à saúde. E, para melhorar a APS nessas regiões, é preciso investir também na qualificação dos profissionais de saúde e em projetos que garantam a permanência desses profissionais nas equipes de ESF, bem como incorporar mecanismos de gestão mais assertivos, que busquem, através da coordenação do cuidado e regionalização, promover a integralidade e a resolutividade dos problemas de saúde reais da população.
Título em inglês
Evaluation of Primary Health Care Attributes in the Family Health Strategy of Regional Intermanagement Commissions from Alto Capivari and Alta Sorocabana SP
Palavras-chave em inglês
Family health strategy
Health evaluation
Health services
Primary health care
Public health nursing.
Resumo em inglês
Introduction: Primary Health Care (PHC) is guided by the attributes of accessibility, care coordination, longitudinality, completeness, family focus, humanization, equity and social participation. Objective: The objective of this research was to evaluate the presence and extent of the attributes of the Primary Health Care (PHC) in the Family Health Strategy (FHS) located in the cities of Regional Intermanagement Commissions (RICs) from Alto Capivari and Alta Sorocabana, both belonging to the Regional Network of health Care (RNHC) 11 from Presidente Prudente, State of Sao Paulo, from the perspective of health professionals (managers, doctors and nurses) and users (children and adults). Method: This is an evaluative, descriptive study of quantitative nature and cross-sectional design, whose study scenario comprised 21 of the 24 municipalities of the RICs from Alto Capivari and Alta Sorocabana. The study subjects were 19 local health managers, 39 doctors, 44 nurses, 629 caregivers of children under 2 years of age and 690 adult users. Data were collected through interviews, and the instrument used was PCATool professional, child and adult versions. Data were organized with the help of Microsoft Excel and statistically analyzed with the help of software SPSS 16. Results: The results showed that PHC attributes, in general, are present and were highly rated, with overall score above 6.6 in the perspective of the three groups that participated in this research. The attribute First Contact Access - Accessibility was the worst rated by users and professionals, obtaining score of 4.56 in the perspective of adult users, 5.57 in professionals' and 6.77 in children's . The attribute Community Orientation was the second worst rated by users, and the attribute Coordination - Care Integration, the second worst evaluated by professionals. The results also showed a slightly better evaluation for the RIC from Alta Sorocabana in relation to the RIC from Alto Capivari. Conclusions: One concludes that ensuring accessibility is still the main difficulty of PHC in these regions, and that without it, it is difficult to guarantee the role of "gateway" to the NHS that PHC takes. For accessibility to happen effectively in RICs from Alto Capivari and Alta Sorocabana, profound changes must occur within the policies that regulate the PHC in Brazil and in the organization of care of the FHS units, making schedules more flexible and reducing red tape that exists in the access to health care. And to improve PHC in these regions, one must also invest in the training of health professionals and projects to ensure the permanence of these professionals in the FHS teams and incorporate more assertive management mechanisms that seek, through the coordination of care and regionalization, to promote integrity and to solve the real health problems of the population.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-11-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.