• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2011.tde-05072011-073909
Documento
Autor
Nome completo
Ferla Maria Simas Bastos Cirino
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Nichiata, Lucia Yasuko Izumi (Presidente)
Faustino, Regina Lucia Herculano
Takahashi, Renata Ferreira
Título em português
Ações de prevenção ao HIV/AIDS na estratégia saúde da família sob a ótica da vulnerabilidade programática
Palavras-chave em português
Estudo de caso
HIV
Pesquisa qualitativa
Síndrome da imunodeficiência adquirida
Vulnerabilidade
Resumo em português
As ações de prevenção ao HIV/aids na ESF foram objetos desse estudo, cujo objetivo foi analisá-las, sob a ótica da vulnerabilidade na sua dimensão programática, identificar como as equipes de saúde da família reconhecem a vulnerabilidade ao HIV/aids nos seus territórios; descrever as ações de prevenção direcionadas às populações reconhecidas pelas equipes como vulneráveis e caracterizar as dificuldades, as potencialidades e os desafios na prevenção ao HIV/aids na ESF. Para alcançar tais objetivos optou-se por um estudo exploratório, com abordagem qualitativa, utilizando-se a metodologia do Estudo de Caso. O conceito de vulnerabilidade, em sua dimensão programática, foi usado como quadro teórico. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas semi-estruturadas com gerentes de UBS de Saúde ou pessoas indicadas por eles e mediante técnica de grupo focal com equipes de saúde da família. O estudo foi conduzido no período de junho a dezembro de 2009, em 11 Unidades do distrito de Capão Redondo, região sul do Município de São Paulo, Brasil. Os resultados apontam que as equipes reconhecem a vulnerabilidade ao HIV/aids em seus territórios atrelada à dimensão individual, fundamentada na noção de risco da epidemiologia tradicional, identificando grupos ou comportamentos de risco. Fundamentadas nos mesmos conceitos, percebeu-se o predomínio de intervenções informativas, de caráter prescritivo e normativo, que tinha como principal finalidade a mudança de comportamento do indivíduo. Ações fortemente baseadas no modelo biomédico hegemônico. Como dificuldades encontradas destacaram-se àquelas relacionadas ao processo de trabalho das equipes, que apontam sobrecarga de trabalho pelas demandas dos programas prioritários; alta rotatividade dos profissionais e falta de capacitação dos mesmos para a prevenção ao HIV. A maior potência da ESF na prevenção da aids encontra-se no princípio da longitudinalidade, que permite qualificar o reconhecimento da vulnerabilidade do território e planejar as ações de prevenção de acordo com as necessidades da população. O maior desafio apontado pelas equipes está em reconhecer o processo de produção e reprodução social como determinante da vulnerabilidade ao HIV. Por fim, conclui-se que o modelo técnico-assistencial vigente na atenção básica, apesar de sua reconhecida potencialidade, ainda apresenta práticas embasadas na noção de risco e no modelo biomédico hegemônico, determinando, assim, a vulnerabilidade programática na prevenção ao HIV/aids.
Título em inglês
Actions to prevent HIV/AIDS in the family health strategy from the perspective of programmatic vulnerability
Palavras-chave em inglês
Acquired immune deficiency syndrome
Case study
HIV
Qualitative research
Vulnerability
Resumo em inglês
Actions to prevent HIV/AIDS in the FHS were objects of this study, whose objective was to analyze them from the perspective of vulnerability in its programmatic dimension, to identify how the family health teams recognize the vulnerability to HIV/AIDS in their territories; describe the preventive actions directed to the populations recognized by the teams as vulnerable and characterize the problems, potentiality and challenges in the prevention of HIV/AIDS. To achieve these goals was chosen an exploratory study with a qualitative approach, using the methodology of the Case Study. The concept of vulnerability in its programmatic dimension, was used as a theoric framework. Data collection was conducted through semi-structured interviews with managers of Basic Health Units or people appointed from them and through focus group technique with family health teams. The study was conducted from June to December 2009, in 11 units in the district of Capão Redondo, south of São Paulo city, Brazil. The results show that teams recognize the vulnerability to HIV / AIDS in their territories linked to the individual dimension, grounded in the notion of risk in traditional epidemiology, identifying risk groups or risk behaviors. Reasoned on the same concepts, it was noted the predominance of interventions informational, and normative and prescriptive character that had as main purpose to change the behavior of individual. Actions strongly based on the hegemonic biomedical model. As difficulties faced stood out to those linked to the process of work teams, which aim to work overload by the demands of the priority programs, high turnover and lack of professional training to prevent HIV/AIDS. The biggest potential of the FHS is in the principle of longitudinality, which allows to qualify the recognition of the vulnerability of the territory and to plan preventive actions according to the needs of the population. The biggest challenge is appointed by the teams in recognize the process of social production and reproduction as a determinant of vulnerability to HIV/AIDS. Finally, we conclude that the current technical health care model in primary care, despite its recognized potential also presents practices based in the notion of risk and the hegemonic biomedical model, thus determining the programmatic vulnerability in preventing HIV/AIDS.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-07-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.