• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.7.2017.tde-17052017-110901
Documento
Autor
Nome completo
Raquel Silva Bicalho Zunta
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Lima, Antonio Fernandes Costa (Presidente)
Castilho, Valeria
Jericó, Marli de Carvalho
Maeda, Sayuri Tanaka
Mendes, Karina Gomes Lourenço
Título em português
O gerenciamento de custos relativos às glosas técnicas de um centro cirúrgico: um estudo de caso
Palavras-chave em português
Auditoria
Centro cirúrgico hospitalar
Documentação
Faturamento
Resumo em português
Introdução: A ocorrência de glosas nas contas hospitalares impacta no adequado faturamento assistencial, especialmente em unidades de maior faturamento como o Centro Cirúrgico (CC), requerendo estratégias para sua minimização. Objetivos: mapear, descrever e validar o processo de auditoria e faturamento de contas em um hospital geral, de grande porte, privado; calcular a percentagem das glosas técnicas geradas por profissionais de enfermagem e médicos anestesistas no CC; verificar qual(is) item(ns) foi(ou foram) mais glosado(s) por grupo contábil; identificar as facilidades e dificuldades relativas ao registro de materiais, medicamentos, equipamentos, gases, taxas e ao lançamento de débitos e propor uma ação educativa, com foco no faturamento assistencial, direcionada aos profissionais da equipe cirúrgica do CC. Método: Trata-se de pesquisa quantitativa, exploratória, descritiva, retrospectiva, documental, na modalidade de estudo de caso único. Foram realizadas visitas aos Setores de Auditoria Interna e de Recurso de Glosas visando o mapeamento dos processos desenvolvidos, os dados obtidos foram documentados descritivamente e ilustrados na forma de fluxogramas. Concomitantemente foram coletados dados de 383 prontuários de pacientes atendidos no CC, relativos a três meses típicos, para o cálculo e a análise das glosas técnicas. Na sequência, realizou-se o recrutamento de integrantes da equipe de colaboradores do CC, por amostragem não probabilística, que responderam a um questionário para identificação das facilidades e dificuldades quanto ao registro da assistência prestada e obtenção de subsídios para proposição de ação educativa. Resultados: Os processos de auditoria e faturamento e de recurso de glosas, vigentes na instituição, foram mapeados e validados por especialistas da área de auditoria de contas hospitalares internos e externos ao hospital. O faturamento relativo ao atendimento dos 383 pacientes totalizou R$5.623.968,17 (100%), sendo R$164.892,29 (2,93%) referentes às glosas técnicas, 2,01% relacionado à categoria profissionais de enfermagem e 0,92% a categoria médico anestesista. O valor médio glosado correspondeu a R$ 430,53 (DP= R$ 573,07) e a porcentagem média de valor glosado a 3,56% (DP=4,55). Os itens do grupo contábil materiais foram os mais glosados (67,7%) seguidos pelos grupos contábeis medicamentos (13,2%), equipamentos (8,1%), gases (4,2%) e taxas (6,8%). Quanto aos itens glosados com maior impacto no grupo contábil materiais destacou-se o avental descartável (12,7%); no grupo medicamentos o item solução (38,7%); no grupo equipamentos o item capnógrafo (31,3%); no grupo gases o item oxigênio (75,9%) e no grupo taxas o item antissepsia (44,1%). A maior porcentagem de itens glosados no grupo contábil materiais, 74,0%, foi gerada pela categoria profissionais de enfermagem sendo superior a porcentagem da categoria médico anestesista (38,4%). Nos grupos contábeis medicamentos, equipamentos e gases a categoria médico anestesista apresentou mais itens glosados em comparação a categoria profissionais de enfermagem: 35,9% e 8,2%, 18% e 6,0% e 7,8% e 3,5%, respectivamente. A categoria profissionais de enfermagem foi responsável por 82,15% dos itens glosados e a categoria médicos anestesistas por 17,85% que, por sua vez, apresentou a maior porcentagem de itens glosados por paciente (1,83%) comparada à categoria profissionais de enfermagem (0,81%). A maioria dos enfermeiros e dos auxiliares/técnicos respondeu saber o que era faturamento assistencial e conhecer sua atuação neste processo; a totalidade dos médicos anestesistas respondeu desconhecer o que era faturamento assistencial. Para melhorar o processo de faturamento da assistência as propostas dos médicos anestesistas centraram-se na realização da conferência da Ficha de Anestesia ao final do ato cirúrgico e aprimoramento deste impresso. Entre as propostas dos enfermeiros destacaram-se a informatização da documentação e o registro dos materiais, usados durante o procedimento cirúrgico, por meio de leitura ótica. Além dessas sugestões auxiliares/técnicos de enfermagem indicaram o uso de um impresso gerado pela farmácia do hospital contendo os materiais disponíveis na sala cirúrgica, sendo registradas apenas as quantidades utilizadas. O conhecimento das dificuldades e facilidades no processo de documentação da assistência prestada, evidenciadas por componentes da equipe cirúrgica, subsidiou a proposição de uma ação educativa, com ênfase no processo de faturamento assistencial, a fim de diminuir a ocorrência de glosas técnicas nas contas hospitalares do CC. Conclusão: Os resultados obtidos favorecerão a busca de alternativas que permitam a diminuição da ocorrência de glosas técnicas e, consequentemente, melhoria do processo de faturamento assistencial no CC. Entretanto, os profissionais precisam estar sensibilizados e comprometidos com a adequação da documentação da assistência prestada, compreendendo que a inadequação dos seus registros incorrerá em perdas financeiras para a organização de saúde que podem atingi-los direta ou indiretamente.
Título em inglês
Cost Management of technical glosses in a surgery unit: case study
Palavras-chave em inglês
audit
billing
documentation
hospital surgical center
Resumo em inglês
Introduction: The occurrence of glosses in hospital bills is a problem to obtain a satisfactory healthcare income, especially in higher revenue units as the Surgical Center (SC) requiring strategies to minimize it. Objectives: to map, describe and validate the audit process and billing accounts in a large, general, and private hospital; calculate the percentage of technical glosses generated by nurses and anesthesiologists in the SC; verify which was (were) the more glossed item (s)generated by the accounting group; identify the positive aspects and difficulties related to the registration of materials, drugs, equipment, gas, taxes, debit posting and also to propose an educational activity focusing on healthcare income for the SC team of professionals. Method: This is a quantitative, exploratory and descriptive, retrospective, documentary study, single case study mode. Visits to the Internal Audit Sector and Glosses Resources were performed to map the processes and data were described, documented and illustrated in flowcharts. Concomitantly, data collected from medical records of 383 patients treated at SC, were related to three typical months to calculate and analyze technical glosses. Further, members of the SC team were enrolled at a nonprobability sampling .They answered a questionnaire to identify the positive aspects and difficulties regarding the register of healthcare service and grants obtained for the proposed educational activities. Results: The audit and healthcare income processes, the gloss resource existing in the institution have been mapped and validated by audit specialists in the area of internal and external hospital bills. The profits related to care of 383 patients amounted to R $ 5,623,968.17 (100%), of which R $ 164,892.29 (2.93%) for technical glosses, 2.01% related to the category "nursing professionals" and 0.92% for the category "anesthesiologist." The mean glossed value corresponded to R $ 430.53 (SD = R $ 573.07) and the mean percentage of glossed value to 3.56% (SD = 4.55). The items of the accounting group "materials" were the most glossed(67.7%) followed by accounting group "drugs" (13.2%), "equipment" (8.1%), "gas" (4.2%) and "fees" (6.8%). As for glossed items with a great impact on the accounting group "material", the "disposable apron" (12.7%) was pointed out; in the group "drugs" the item "solution" (38.7%); the group "equipment" item "capnography" (31.3%); in the group "gas" the item "oxygen" (75.9%) and in the group "fees" item "antisepsis" (44.1%). The highest percentage of glossed items in the accounting group "material", 74.0% was generated by the category "nursing professionals" being higher than the percentage of the category "anesthesiologist" (38.4%). In the accounting groups "drugs", "equipment" and "gas" the category "anesthesiologist" presented more glossed items when compared to the category "nursing professionals": 35.9% and 8.2%, 18% and 6.0 % and 7.8% and 3.5%, respectively. The category "nursing professionals" accounted for 82.15% of glossed items and the category "anesthesiologists" by 17.85% which, in turn, had the highest percentage of glossed items per patient (1.83%) when compared to the category "nursing professionals" (0.81%). Most of nurses and assistants / technicians comprehended what healthcare income was and they understand their role in this process; all the anesthesiologists said they had no knowledge of the healthcare income. To improve this process the anesthesiologists´ proposals focused on to implement an Anesthesia Record Form at the end of each surgery procedure "and" to develop this form." Among the proposals of the nurses it was highlighted the "computerized clinical documentation system" and registration of the materials used during the surgical procedure through "optical scanning". In addition to these suggestions, nursing assistants / technicians indicated the use of a printed material, created by the hospital pharmacy containing the materials available in the operating room in which only the number of materials used must be reported. The knowledge of the difficulties and positive aspects in the healthcare documentation process mentioned by the components of the surgical team, subsidized the proposition of an educational activity, with emphasis on healthcare income process to reduce the occurrence of technical glosses in hospital bills in the SC. Conclusion: The results will favor the search for alternatives to reduce the occurrence of technical glosses and consequently, improving the healthcare income process on the SC. However, professionals need to be aware and committed to the adequacy of the healthcare documentation considering that inadequacy of its records will bring financial losses to the health organization and affect them direct or indirectly.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-05-23
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • ZUNTA, Raquel da Silva Bicalho, et al. Treinamento com foco no faturamento assistencal: uma inovação no serviço de educação continuada. O Mundo da Saúde, 2006, vol. 30, nº 2, p. 250-255.
  • ZUNTA, Raquel Silva Bicalho, and CASTILHO, Valéria. Billing of Nursing Procedures at An Intensive Care Unit [doi:10.1590/S0104-11692011000300017]. Revista Latino-Americana de Enfermagem (USP. Ribeirão Preto. Impresso) [online], 2011, vol. 19, p. 573-580.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.